Redução de danos e educação

Autores

  • Marcelo Sodell Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.52753/bis.2020.v21.34629

Palavras-chave:

Educação, Prevenção, Redução de danos, Vulnerabilidade

Resumo

A relação entre a área de Educação e o uso de drogas é fortemente atravessada pelos pressupostos proibicionistas. A consequência disso é que os projetos preventivos desenvolvidos no âmbito educacional balizados por esta postura de “guerra às drogas” fracassam, pois não conseguem alcançar o seu principal objetivo: impedir o consumo de drogas (abstinência total). Além de ineficazes, esses projetos preventivos contribuem negativamente para aumentar o estigma e o preconceito ao usuário de drogas, disseminado informações equivocadas sobre esse complexo fenômeno. Assim, o presente artigo tem como objetivo desenvolver um estudo de aproximação da noção de vulnerabilidade e da abordagem de Redução de Danos como novos fundamentos para a área de Educação, reafirmando a importância do rompimento definitivo com os pressupostos proibicionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

1. Sodelli M. Aproximando sentidos: formação de professores, educação, drogas e ações redutoras de vulnerabilidade. [tese].Faculdade de
Psicologia. Pontifícia Universidade Católica. São Paulo; 2006.
2. Alves JAL. Os direitos humanos como tema global. São Paulo: Perspectiva; 1994.
3. Mann J., Tarantola DJM, Netter TW. (Orgs). A aids no mundo. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, ABIA, IMS-UERJ; 1993.
4. Ayres JRCM., França Júnior I, Calazans GJ. Aids, vulnerabilidade e prevenção. II Seminário Saúde Reprodutiva em Tempos de Aids. Rio de
Janeiro: IMS/UERJ, ABIA; 1997. p.20-37.
5. Bucher R. Drogas e sexualidade nos tempos da aids. Brasília: UnB; 1996.
6. Macrae E. A excessiva simplificação da questão das drogas nas abordagens legislativas. In: Ribeiro MM, Seibel SD. (Orgs.). Drogas:
hegemonia do cinismo. São Paulo: Ed. Memorial; 1997. p.327-334.
7. Ayres JRCM, França Júnior I.; Calazans G J.; Saletti Filho HCS. Vulnerabilidade e prevenção em tempos de aids. In: Barbosa RM, Parker RG.
Sexualidade pelo avesso; direitos, identidade e poder. Rio de Janeiro: IMS/UERJ, São Paulo: Editora 34; 1999.p.49-72.
8. Sodelli M. Uso de drogas e prevenção: da desconstrução da postura proibicionista às ações redutoras de vulnerabilidade.
São Paulo: Via Verita; 2016.
9. Sodelli M, Cavallari C. A Redução de Danos enquanto estratégia para a prevenção ao uso de drogas na escola. In: Seibel
S. Dependência em drogas. São Paulo: Atheneu; 2006.
10. Escohotado A. História general de las drogas. 3. ed. Madrid: Alianza; 2000.
11. Placco VMNS, Lima FFT, Sodelli M, Morgado TR P. Representações sociais de professores do Ensino Fundamental sobre drogas:
primeiras impressões de uma análise. VI Encontro de Pesquisa em Educação - região sudeste, 2004. Rio de Janeiro; 2004.

Downloads

Publicado

2020-12-01

Como Citar

Sodell, . M. (2020). Redução de danos e educação. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, 21(2), 175–181. https://doi.org/10.52753/bis.2020.v21.34629