Arquitetura do início do século XX no Instituto Butantan

Autores

  • Anderson Luiz Félix de Sá Bacharel em Arquitetura e Urbanismo pela FAU-USP. Mestrando no departamento de História e Fundamentos da Arquitetura e Urbanismo da FAU-USP.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2016.v12.33868

Palavras-chave:

Arquitetura da saúde, Instituto Butantan-História, Instituto Butantan-Patrimônio Cultural Edificado

Resumo

Este artigo aborda a importância do campus do Instituto Butantan como patrimônio cultural edificado, sobretudo devido a seus edifícios construídos na primeira metade do século XX seguindo as linguagens da época, entre as quais o Ecletismo, o Art Nouveau, o Art Déco e o Neocolonial. O objetivo é apresentar as características dessas linguagens e o contexto em que foram produzidas. Em seguida, são descritas algumas obras do Instituto Butantan representativas do período, estabelecendo-se relações com outras obras contemporâneas, e mostrando a relevância desse campus como registro de soluções arquitetônicas que abrigaram as ciências no Brasil.

Referências

AZEVEDO, F. As Ciências no Brasil. Rio de Janeiro: UFRJ, 1994.
BENCHIMOL, J.L.; TEIXEIRA, L.A. Cobras e lagartos e outros bichos: uma história comparada dos Institutos Oswaldo Cruz e Butantan. Rio de Janeiro: UFRJ, 1993.
BRAZIL, V. Memória histórica do Instituto de Butantan. São Paulo: Pocai, 1941.
CAMARGO, M.Á.S.C. Instituto Serumtherapico de São Paulo. Revista de Engenharia, São Paulo, v.1, n.2, 1911.
COUTO, E.T.D. Vila Penteado: a inspiração de uma ideia. In: MARTINS, M.L.R.R. (org.). Vila Penteado 1902- 2012: pós-graduação 40 anos. São Paulo: FAUUSP, 2012.
DAHER, L.C. Aspectos da arquitetura no início do Século XX. In: MARTINS, M.L.R.R. (org.). Vila Penteado 1902-2012: pós-graduação 40 anos. São Paulo: FAUUSP, 2012.
DANTES, M.A.M. Espaços da ciência no Brasil: 1800-1930. Rio de Janeiro: FioCruz, 2001.
FABRIS, A. Ecletismo na arquitetura Brasileira. São Paulo: Nobel, 1987.
FICHER, S. Os arquitetos da Poli: ensino e profissão em São Paulo. São Paulo: Edusp, 2005.
FONSECA, F. Instituto Butantã: sua origem, desenvolvimento e contribuição ao progresso de São Paulo. In: São Paulo em quatro séculos. São Paulo: Instituto Histórico e Geográfico, 1954.
IBANEZ, N.; WEN, F.H.; FERNANDES, S.C.G. Instituto Butantan: história institucional. Desenho metodológico para uma periodização preliminar. Caderno de História da Ciência. São Paulo, 2005; 1(1).
KRUFT, H.-W. História da teoria da arquitetura. São Paulo: Edusp, 2016.
INSTITUTO BUTANTAN. 100 anos de Instituto Butantan. São Paulo: IBu, 2001.
LEMOS, C. O que é patrimônio histórico. São Paulo: Brasiliense, 2000.
MOTOYAMA, S. (org.). Prelúdio para uma história: ciência e tecnologia no Brasil. São Paulo: EDUSP, 2004. 49
MOTTA, F.L. São Paulo e o Art Nouveau. Habitat, São Paulo, n.10, 1953.
MOTT, M.L.; SANGLARD, G. (org.). História da Saúde em São Paulo: Instituições e Patrimônio Arquitetônico (1898-1958). Barueri: FioCruz/Manole, 2011.
OLIVEIRA, B.T. (coord.). Um lugar para a ciência: a formação do Campus de Manguinhos. Rio de Janeiro: FioCruz, 2003.
POWERS, A. Britain: Modern Architectures in History. Londres: Reaktion Books, 2007.
REIS FILHO, N.G. Victor Dubugras: precursor da arquitetura moderna na América Latina. São Paulo: Edusp, 2005. Revista de Engenharia, São Paulo, v.1, n.2, julho-1911.
SEGAWA, H. Arquiteturas no Brasil 1900/1990. São Paulo: Edusp, 2002.
SEVERO, R. A arte Tradicional no Brasil. In: SOCIEDADE DE CULTURA ARTÍSTICA. Conferências 1914-1915. São Paulo: Typographia Levi, 1916. VAZ, E. Fundamentos da História do Instituto Butantan: seu desenvolvimento. São Paulo: ERGT, 1949.
VELDE, H. van de. Os fundamentos do estilo moderno. São Paulo: FAU-USP, 1962.
WAISMAN, M. O interior da História. São Paulo: Perspectiva, 2013.
WATKINS, D. Morality and Architecture. Oxford: Clarendon, 1977.

Acervo Fotográfico do Instituto Butantan
Acervo Fotográfico da FAU-USP
Relatórios Anuais do Instituto Butantan – 1901 a 1945

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

Sá, A. L. F. de. (2016). Arquitetura do início do século XX no Instituto Butantan. Cadernos De História Da Ciência, 12(2), 31–53. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2016.v12.33868