O engenheiro e o inquérito: as habitações operárias no Distrito de Santa Ifigênia, São Paulo, 1893.

Autores

  • Maria Alice Rosa Ribeiro Professora adjunta aposentada, Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara, FCL/UNESP. Pesquisadora Colaboradora do Centro de Memória – UNICAMP, CMU. Mestre em História, UNICAMP Doutora em Economia, UNICAMP, Livre docente em Formação Econômica do Brasil, UNESP. Pós Doutorado, Institute Latin American Studies, ILAS, Universidade de Londres. End. Profissional: Centro de Memória, Unicamp.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2015.v11.33895

Palavras-chave:

Theodoro Sampaio, São Paulo, cortiço, trabalhadores, saúde pública, código sanitário

Resumo

O artigo tem três propósitos: marcar a iniciativa e a participação do engenheiro Theodoro Sampaio no inquérito sobre as habitações de trabalhadores no distrito de Santa Ifigênia; apontar que o relatório final e as 65 fichas do exame e da inspeção das habitações operárias constituíram o documento fundamental para a formulação do primeiro Código Sanitário do Estado de São Paulo, em 1894; conhecer os moradores dos cortiços de Santa Ifigênia na última década do século XIX, com base nas fichas do inquérito.

Referências

Cerasoli JF. Modernização no plural, obras públicas, tensões sociais e cidadania em São Paulo na passagem do século XIX para o XX. Tese (Doutorado) – Departamento de História, IFCH, UNICAMP, Campinas, 2004.
Bresciani MS. Sanitarismo e configuração do espaço urbano. In: Cordeiro SL (org.). Os cortiços de Santa Ifigênia: sanitarismo e urbanização. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2010. p. 15-35.
Ribeiro MAR. História sem fim. Inventário da saúde pública em São Paulo: 1880-1930. São Paulo: UNESP, 1993.
Costa LAM. Ideário urbano paulista na virada do século – o engenheiro Theodoro Sampaio e as questões territoriais e urbanas modernas (1886-1903). São Carlos: RiMa; Fapesp, 2003.
Ribeiro MAR. Os cortiços no distrito de Santa Ifigênia (1893). In: Cordeiro SL (org.). Os cortiços de Santa Ifigênia: sanitarismo e urbanização. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2010. p. 39-78.
Cerasoli JF. A grande cruzada: os engenheiros e as engenharias de poder na 1º. República. Dissertação (Mestrado) – Departamento de História, IFCH, Unicamp, Campinas, 1998. Campos C. Ferrovias e saneamento em São Paulo. O engenheiro Antonio Francisco de Paula Souza e a construção da rede de infraestrutura territorial e urbana paulista, 1870-1893. Campinas: Pontes, 2010.
Cordeiro SL. Sobre o Relatório da Comissão de exame e inspecção das habitações operárias e cortiços do districto de Sta. Ephigenia, de 1893. In: Cordeiro SL (org.). Os cortiços de Santa Ifigênia: sanitarismo e urbanização. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2010. p. 11-13.
Rodrigues J. Da “chaga oculta” aos dormitórios suburbanos: notas sobre higiene e habitação operária na São Paulo de fins do século XIX. In: Cordeiro SL (org.). Os cortiços de Santa Ifigênia: sanitarismo e urbanização. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2010. p. 79-90.
Pinto MIMB. Cotidiano e sobrevivência: a vida do trabalhador pobre na cidade de São Paulo (1890-1914). São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1994.
Teixeira LA. Na arena de Esculápio: A Sociedade de Medicina e Cirurgia de São Paulo (1895-1913). São Paulo: UNESP, 2007.
Araujo E, Santos LC, Sena CP. O sábio negro entre os brancos: Theodoro Sampaio. São Paulo: Museu Afro Brasil, 2008. Santos AP. Theodoro Sampaio: nos sertões e nas cidades. Rio de Janeiro: Versal, 2010. Santana JCB. Ciência & arte. Euclides da Cunha e as ciências naturais. São Paulo: Hucitec; Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana, 2001.
Figueirôa SFM. Os modernos bandeirantes: a comissão geográfica e geológica de São Paulo e a exploração científica do território paulista (1886-1931), 1987. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo.
Santos AP. Theodoro Sampaio: nos sertões e nas cidades. Rio de Janeiro: Versal, 2010. RELATÓRIO DA COMMISSÃO de exame e inspecção das habitações operárias e cortiços no districto de Sta. Ephigenia, Apresentado ao cidadão Dr. Cezario Motta Jr. M. D. Secretario dos Negócios do Interior do Estado de S. Paulo, 19 de outubro de 1893. In: Cordeiro SL (org.). Os cortiços de Santa Ifigênia: sanitarismo e urbanização. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo/Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2010. p. 91-219.
Blay EA. Eu não tenho onde morar. Vilas operárias na cidade de São Paulo. São Paulo: Nobel, 1985.
Mota A. Tropeços da medicina bandeirante. Medicina paulista entre 1892-1920. São Paulo: Edusp, 2005.
Bassanezi MSCB, Francisco PMSB (org.). Estrangeiros no Estado de São Paulo. Dados censitários 1854-1950. Campinas: NEPO – Núcleo de Estudos
em População/Unicamp, 2002. CD-ROM.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

Ribeiro, M. A. R. (2015). O engenheiro e o inquérito: as habitações operárias no Distrito de Santa Ifigênia, São Paulo, 1893. Cadernos De História Da Ciência, 11(2), 130–169. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2015.v11.33895

Edição

Seção

Artigo Original