O Serviço Sanitário do Estado de São Paulo e a gripe espanhola em 1918

Autores

  • Rodrigo Antonio Ramos Galvão Historiador formado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP)

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2020.v14.34777

Palavras-chave:

Serviço Sanitário, Estado de São Paulo, Gripe espanhola, Epidemia, História da Saúde Pública

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a atuação do Serviço Sanitário do Estado de São Paulo durante a epidemia de gripe espanhola em 1918. A principal fonte de análise foi o relatório A Grippe Epidemica no Brazil e especialmente em São Paulo, considerando as legislações e registros da imprensa na época e a bibliografia sobre o tema. Busca-se avaliar o impacto da epidemia no Estado pelas narrativas acerca do desempenho do Serviço Sanitário e o que o surto de 1918 representou na trajetória dessa instituição.

Referências

A “HESPANHOLA” EM SÃO PAULO: A indecorosa especulação dos droguistas e pharmaceuticos. O Combate, São Paulo, ano IV, n. 1.029, p. 1, 17 out. 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=830453&Pesq=hospitaliza%c3%a7%c3%a3o&pagfis=1500. Acesso em 3 jun. 2019.

A “HESPANHOLA”: Afinal faz-se um pouco de ordem. O Combate, São Paulo, ano IV, n. 1.046, p. 1, 9 nov. 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=830453&pasta=ano%20191&pesq=hospitaliza%C3%A7%C3%A3o&pagfis=1540. Acesso em 3 jun. 2019.
A INFLUENZA HESPANHOLA: Os surtos epidemicos nas unidades da divisão naval brasileira em operações de guerra - As medidas tomadas pelo sr. ministro da Marinha. Correio Paulistano, São Paulo, ano 248, n. 19.834, p. 2, 23 set. 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/090972_06/47857. Acesso em 31 mai. 2019.

A INFLUENZA HESPANHOLA: O Governo Federal toma medidas rigorosas no sentido de evitar a invasão da epidemia no Brasil. Correio Paulistano, São Paulo, ano 248, n. 19.837, p. 4, 26 set 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/docreader/090972_06/47887. Acesso em 31 mai. 2019.


BRASIL. IBGE, Censo Demográfico, 1890. Disponível em: https://memoria.ibge.gov.br/sinteses-historicas/historicos-dos-censos/censos-demograficos.html. Acesso em: 17 nov. 2020.

BERTOLLI, C. A Gripe Espanhola em São Paulo, 1918: Epidemia e Sociedade. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2003

BERTUCCI-MARTINS, L. Aprendendo com o passado. Campinas e a gripe de 1918. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 23., 2005, Londrina, PR. Anais... Londrina: ANPUH, 2005. p. 5. Disponível em: http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/anpuhnacional/S.23/ANPUH.S23.1335.pdf Acesso em 23 ago. 2019

BERTUCCI-MARTINS, L.Influenza, a medicina enferma: Ciência e práticas de cura na época da gripe espanhola em São Paulo. 2002. Tese (Doutorado em História) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

BLOUNT, III, John Allen. A administração da saúde pública no estado de São Paulo o serviço sanitário 1892-1918. Rev. adm. empres., São Paulo , v. 12, n. 4, p. 40-48, Dec. 1972 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-75901972000400003&lng=en&nrm=iso. acesso em 23 ago. 2019.

DUARTE, Ivomar Gomes. O código sanitário estadual de 1918 e a epidemia de gripe espanhola. Cad. hist. ciênc., São Paulo, v. 5, n. 1, jun. 2009 . Disponível em http://periodicos.ses.sp.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-76342009000100004&lng=pt&nrm=iso. acesso em 26 ago. 2019.

FARIA, Lina Rodrigues de. A Fundação Rockefeller e os serviços de saúde em São Paulo (1920-30): perspectivas históricas. Hist. cienc. saude-Manguinhos, Rio de Janeiro , v. 9, n. 3, p. 561-590, Dec. 2002 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702002000300005&lng=en&nrm=iso. acesso em 28 ago. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702002000300005.

FOUCAULT, Michel. A microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1984.

GOULART, A. da C. Um cenário mefistofélico: a gripe espanhola no Rio de Janeiro. 2003. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-graduação em História, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

HOCHMAN, G. A era do saneamento: as bases da política de saúde pública no Brasil. São Paulo: Hucitec, 2006.

MASCARENHAS, Rodolfo dos Santos. História da saúde pública no Estado de São Paulo. Rev. Saúde Pública, São Paulo , v. 40, n. 1, p. 3-13, Feb. 2006 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102006000100002&lng=en&nrm=iso. acesso em 28 Aug. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102006000100002.

MEYER, C. L.; TEIXEIRA, J. R. A grippe epidemica no Brazil e especialmente em São Paulo.Prefácio de Arthur Neiva. São Paulo: Casa Duprat, 1920.

NOTAS. Correio Paulistano, São Paulo, ano 248, n. 19.685, p. 1, 27 abr. 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/docreader/DocReader.aspx?bib=090972_06&pagfis=47859. Acesso em 31 mai. 2019

O CODIGO SANITARIO: Uma circular do Sr. Secretario do Interior. Correio Paulistano, São Paulo, ano 248, n. 19.705, p.2, 17 mai. 1918. Disponível em: http://memoria.bn.br/docreader/DocReader.aspx?bib=090972_06&pagfis=46545. Acesso em 31 mai. 2019

SÃO PAULO (Estado). Decreto n. 2.918, de 9 de abril de 1918. Dá execução ao Código Sanitário do Estado de São Paulo. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. São Paulo, SP. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/?id=134547 Acesso em: 11 nov. 2020

SÃO PAULO (Estado). Lei n. 43, de 18 de julho de 1892. Organiza o serviço sanitário do Estado. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. São Paulo, SP. Disponível em:https://www.al.sp.gov.br/norma/64128. Acesso em: 11 nov. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Lei n. 1.596, de 29 de dezembro de 1917. Reorganiza o Serviço Sanitário do Estado. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. São Paulo, SP. Disponível em: https://www.al.sp.gov.br/norma/65811. Acesso em 11 nov. 2020.

SÃO PAULO (Estado). Lei n. 432, de 3 de agosto de 1896. Sobre o Serviço Sanitário. Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo .São Paulo, SP. Disponível em:https://www.al.sp.gov.br/norma/64523. Acesso em: 11 nov. 2020

SÃO PAULO (Município). Ato n. 1.274, de 7 de novembro de 1918. Suspende, enquanto durar a epidemia, as tabelas de preços e classes para a execução do serviço funerário, e dá outras providências. Câmara Municipal de São Paulo. São Paulo, SP. Disponível em: http://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/ato-gabinete-do-prefeito-1274-de-7-de-novembro-de-1918 Acesso em: 22 nov. 2020.

SÃO PAULO (Município). Ato nº 1.278, de 18 de novembro de 1918. Declara de utilidade pública, para desapropriação judicial, uma área de terreno necessária ao aumento do cemitério do Araçá. Câmara Municipal de São Paulo.São Paulo, SP. Disponível em: http://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/ato-gabinete-do-prefeito-1278-de-18-de-novembro-de-1918 Acesso em: 11 nov. 2020

Downloads

Publicado

2021-04-30

Como Citar

Antonio Ramos Galvão, R. (2021). O Serviço Sanitário do Estado de São Paulo e a gripe espanhola em 1918. Cadernos De História Da Ciência, 14(2). https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2020.v14.34777