A autosuficiência na produção de imunobiológicos e a criação Centro de Biotecnologia do Instituto Butantan

Autores

  • Nelson Ibañez Coordenador do Laboratório Especial de História da Ciência. https://orcid.org/0000-0002-8459-4736
  • Fan Hui Wen Pesquisadora do Laboratório Especial de História da Ciência
  • Suzana C. G. Fernandes Pesquisadora do Museu Histórico e do Laboratório Especial de História da Ciência

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35695

Resumo

.

Referências

Albuquerque EM, Cassiolato JE. As especificidades do sistema de inovação do setor saúde: uma resenha da literatura como introdução a uma discussão sobre o caso brasileiro. Belo Horizonte, Fesbe; 2000.
Albuquerque MV. Território Usado e Saúde: respostas do Sistema Único de Saúde à situação de metropolização em Campinas - SP. Dissertação de Mestrado. Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.
Azevedo N. Bio-Manguinhos na origem: um capitulo na história da autosuficiência tecnológica em saúde no Brasil. In Azevedo N et al (orgs). Inovação em Saúde: dilemas e desafios de uma instituição pública.
Editora Fiocruz, Rio de Janeiro, 2007.Benchimol JL, Teixeira LA. Cobras, lagartos e outros bichos. Uma história comparada dos Institutos Oswaldo Cruz e Butantan. Rio de Janeiro, UFRJ, 1993.
Berlinguer G. Causas sociales y implicancias morales de las enfermedades. Disponível em: www.fiocruz.br /ccs /cgi / cgilua.exe /sys/satrt.htm?infoid=798&sid=4. Acesso em: 08 ago. 2007.
Conass. Ciência e tecnologia em saúde. Brasília: CONASS, Coleção Progestores – Para entender a gestão do SUS, nº4, 2007.
Freeman R, Moran M. A Saúde na Europa. In: Negri B, Vianna AL (orgs) O Sistema Único de Saúde em dez anos de desafio. São Paulo, 2002.
Gadelha CAG, Quental C, Fialho BC. Saúde e inovação: uma abordagem sistêmica das indústrias da saúde. Cadernos de Saúde Pública 2003, 19(1): 47-59.
Gadelha CAG, Romero C. Complexo Industrial da Saúde e Inovação: desafios para a competitividade nacional em vacinas e o papel da Fiocruz. In Gadelha CAG (org) O Complexo Produtivo da Saúde. Capítulo 6. Ed. Fiocruz, Rio de Janeiro, 2007.
Gadelha CAG. Desenvolvimento, complexo industrial da saúde e política industrial. Revista de Saúde Pública 2006, 40: 11-23.
Gadelha CAG. O complexo industrial da saúde e a necessidade de um enfoque dinâmico na economia da saúde. Ciência & Saúde Coletiva 2003, 8(2): 521-535.
Lehoux P, Blume S. Technology assessment and the sociopolitics of health technologies. J Health Politics, Policy and Law 2000, 25(6): 1083-1120.
Lehoux P. Une analyse critique de la valeur des technologies et des processus innovants: peut-elle nous amener à concevoir de nouveaux instruments de réguation? Montréal, Université de Montréal, 2002.
Leon P. Senda de la biotecnologia. In: Zamora A (compilador). Tecnologia. El Outro Laberinto. Libro Universitário Regional. Cartago,
Costa Rica, 2004: 171-81.
Maldonado J, Gadelha CAG. A Política de Inovação no contexto da 3ª Revolução Tecnológica: conceitos e subsídios para uma reflexão sobre a indústria de vacinas”. In Gadelha CAG (org) O Complexo Produtivo da Saúde. Capítulo 7. Ed. Fiocruz, Rio de Janeiro,
2007.
Ministério da Saúde. 2a Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde. Brasília/DF, Conselho Nacional de Saúde, 25 a 28 de Julho de 2004.
Ministério da Saúde. Portaria Nº 2.480/GM de 13 de outubro de 2006. Proposta de Política Nacional de Gestão de Tecnologias em Saúde a Consulta Pública. Brasília, 2006.
Morel CM. A pesquisa em saúde e os objetivos do milênio: desafios e oportunidades globais, soluções e políticas nacionais. Ciência & Saúde Coletiva 2004, 9 (2): 261.
Motoyama S. Uma História de Política Científica e Tecnológica. São Paulo, Fapesp, 1999.
Novaes HMD. Da produção à avaliação de tecnologias dos sistemas de saúde: desafios do século XXI. Revista de Saúde Pública 2006, 40(N Esp): 133-140.
Ponte CF. Bio-Manguinhos: um ponto de confluência entre a saúde publica, a ciência e a tecnologia. In: Azevedo N. et al (orgs). Inovação em Saúde: dilemas e desafios de uma instituição pública. Editora Fiocruz, Rio de Janeiro, 2007.
Raw I. 1996. Produção de Imunobiológicos e Insumos de Alta Relevância Social. In Anais da 48ª Reunião Anual da SBPC, vol. I: 248-249,1996.
Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Relatório de Atividades do Instituto Butantan. São Paulo, 1987.
Silva HP. Dimensões da saúde no Brasil: proteção social, inovação tecnológica e acumulação de capital. Tese (doutorado). São Paulo,
USP, 2007.
Silva LK. Avaliação tecnológica e análise custo-efetividade em saúde: a incorporação de tecnologias e a produção de diretrizes clínicas para o SUS. Ciência & Saúde Coletiva 2003, 8: 501-520.
Temporão JG, Gadelha CAG. A estruturação do mercado de vacinas no Brasil e a consolidação do segmento público. In Azevedo N et al (orgs). Inovação em Saúde: dilemas e desafios de uma instituição pública. Editora Fiocruz, Rio de Janeiro, 2007.
Unicamp. Estudo de competitividade por cadeias integradas no Brasil: complexo da saúde. Campinas, Unicamp, IE-NEIT, 2002.

Downloads

Publicado

2007-06-30

Como Citar

Ibañez, N., Wen, F. H., & Fernandes, S. C. G. (2007). A autosuficiência na produção de imunobiológicos e a criação Centro de Biotecnologia do Instituto Butantan. Cadernos De História Da Ciência, 3(1), 9–34. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35695

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>