Museu como espaço de investigação: da pesquisa a formação

Autores

  • Suzana Cesar Gouveia Fernandes Pesquisadora nível II do Museu Histórico e do Laboratório Especial de História da Ciência do Instituto Butantan e aluna de doutorado na FFFLCH /USP.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35727

Palavras-chave:

museu histórico, plano museológico, acervo, comunicação

Resumo

Em agosto de 2008 a elaboração do Plano Museológico do Museu Histórico do Instituto Butantan completa três anos. Sua elaboração norteou a criação de uma política interna direcionada às áreas de comunicação, acervo, armazenamento e manutenção dos espaços de trabalho. Ofereceu também condições para a formação de uma equipe crítica, disposta a avaliar continuamente sua participação no Plano, repensando e discutindo a inserção do Museu frente à necessidade do Instituto em, através da pesquisa em história, refletir sobre as escolhas feitas durante sua trajetória. Este artigo é uma avaliação deste momento, e uma oportunidade de rever algumas questões que parecem cruciais, já que é preciso superar uma série de vícios e dúvidas a respeito do significado da pesquisa histórica no Instituto Butantan. Hoje, já é possível fazer um balanço das decisões feitas e dos resultados alcançados no sentido de tornar o Plano um instrumento de trabalho dinâmico e coerente com as novas necessidades do Museu Histórico.

Referências

Bucaille, R. & Pesez, J-M., Cultura material, In: Romano, R. (Dir.), Enciclopédia Einauldi, Lisboa: Imprensa Oficial / Casa da Moeda, 1993, volume 16.
Cândido, M.I. Documentação Museológica, Caderno de diretrizes museológicas I, Brasília: Ministério da Cultura / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional / Departamento de Museus e Centros Culturais, Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura / Superintendência e Museus, 2006, 2ª. Edição, p. 33 – 92.
Canter, H.M., Museu Histórico: origem e memória, Cadernos de História da Ciência – I Ciclo de Seminários – História e Memória Institucional, 2005, volume 1, número 1, p. 63 – 81.
Chagas, M.de S., O objeto de pesquisa no caso dos museus, Ciência em Museus, 1990, volume 2, p. 41-45.
Cury, M.X., Comunicação e pesquisa de recepção: uma perspectiva teórico-metodológica para os museus, História, Ciências, Saúde –Manguinhos, 2005, Rio de Janeiro, volume 12.
Danvallon, J., Introduction: musées et muséologie, In: Musées et recherché. 1995, Paris, OCIM, p. 245-256.
Delicato, A., Produção e reprodução da ciência nos museus portugueses. Análise Social, 2008, volume XLIII, p. 55-77.
Drumond, M.C. de P. Prevenção e conservação em museus, Caderno de diretrizes museológicas I, Brasília: Ministério da Cultura / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional / Departamento de Museus e Centros Culturais, Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura / Superintendência e Museus, 2006, 2ª. Edição, p. 107 – 133.
Fernandes, S.C.G., As impressões sobre o Museu Histórico do Instituto Butantan - São Paulo, Brasil. Avaliação da exposição, Memórias do Instituto Butantan, 2005, VI Reunião Científica Anual do Institut Butantan, São Paulo, Secretaria do Estado da Saúde, Volume 61, Resumo, p. 142.
Gil, F.B., Museus de ciência e técnica, In: ROCHA-TRINDADE, M.B. (ed.), Iniciação à museologia, 1993, Lisboa, Universidade Aberta, pp. 245-256.
Guarnieri, W.R.C., Conceito de cultura e sua inter-relação com o patrimônio e a preseração, 1983, São Paulo.
Kopcke, L.S. & Masarani, L., Três olhares de além mar: o museu como espaço de divulgação da ciência, História, Ciência e Saúde, 2005, volume 12 (Suplemento), p. 349 – 364.
Julião, L. Pesquisa Histórica no Museu, Caderno de diretrizes museológicas I, Brasília: Ministério da Cultura / Instituto do Patrimônio
Histórico e Artístico Nacional / Departamento de Museus e Centros Culturais, Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Cultura / Superintendência e Museus, 2006, 2ª. Edição, p. 93 – 105
Meneses, U.T. B. de, A cultura material no estudo das sociedades antigas, Revista de História, 1983, número 15.
Meneses, U.T. B. de, A problemática da Identidade Cultural nos Museus: de Objeto (de ação) a Objeto (de Conhecimento), Anais do Museu Paulista – História e Cultura Material, 1993, Universidade de São Paulo, Nova Série, Número 1, p.207 - 222.
Ramos, F.R.L., A danação do objeto. O museu no ensino de história. 2004, Editora Universitária Argos, Chapecó.
RESOURCE: THE COUNCIL FOR MUSEUMS, ARCHIVE AND LIBRARIES, 2005, São Paulo, Editora da Universidade de São Paulo:
(Fundação) Vitae, Série Museologia.

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

Fernandes, S. C. G. (2007). Museu como espaço de investigação: da pesquisa a formação. Cadernos De História Da Ciência, 3(2), 101–122. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35727

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)