Concepções de História e trajetórias institucionais. Museu Histórico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: análise e crítica de uma experiência (1977-2008)

Autores

  • André Mota Doutor em História pelo Depto.de História, FFLCH-USP, Pós-doutorado pelo Depto. de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina-USP. Atualmente é Coordenador do Museu Histórico da Faculdade de Medicina -USP.
  • Maria Gabriela S. M. C. Marinho Doutora pelo Depto. de História, FFLCH-USP, Pesquisadora do Museu Histórico da Faculdade de Medicina-USP e Professora da Universidade São Francisco.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35728

Palavras-chave:

Faculdade de Medicina - USP, museu histórico, história e museus, história da medicina, acervos históricos e medicina

Resumo

A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo é hoje reconhecida por sua excelência no campo do ensino e da pesquisa, desenvolvendo em seus laboratórios e salas de aula tecnologias de ponta voltadas para o conhecimento médico e áreas afins. Entre essas atividades, a instituição também se preocupou, ao longo de sua história, em preservar parte de seu acervo e escrever a sua própria memória institucional. É nesse contexto que em 1977 será fundado, pelo médico e professor Carlos da Silva Lacaz, o Museu Histórico da Faculdade de Medicina da USP. Neste trabalho, pretende-se analisar as raízes responsáveis por seu surgimento e constituição, bem como a redefinição de novos contornos institucionais, inscrevendo-o, para além de suas atividades museológicas, como um centro de pesquisa e documentação histórica.

Referências

Baccalá, L; Lacaz, CS; Jatene, AD; Oliveira, MR; Mazzieri, BR e Moraes, IN. Médicos da Faculdade de Medicina: Universidade de São Paulo. São Paulo: Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1995, 144p. ilus.
Caldeira, MPR (pesquisa, texto e edição). Centenário de criação da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1891-1991): lei nº 19, 24 de novembro de 1891. São Paulo: Comissão de Eventos Comemorativos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1991, 120p. ilus.
Campos, ES. História da Universidade de São Paulo. São Paulo: Reitoria da Universidade de São Paulo/(Saraiva), 1954, 826p. ilus.
Cunha, LACR. A universidade crítica: o ensino superior na república populista. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1983, 264p.
Cunha, LACR. A universidade reformanda; o golpe de 1964 e a modernização do ensino superior. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988, 336p.
Cunha, LACR. A universidade temporã: da colônia à era de Vargas. 2ª ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1986, 340p.
Farina, DC. Medicina no Planalto de Piratininga. São Paulo: ed. do Autor, 1981, 340p.
Hobsbawm, EJ e Ranger, Terence (orgs.) et alii. A invenção das Tradições. trad. do inglês [The invention of tradition] por Celina Cardim Cavalcante. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 1993.
Kwasnicka, EL (coord.); Motta, FCP, Vasconcellos, MS e Fétizon, BAM (prods. técns. do texto); Portela, RL. e Rodrigues, GA (colabs.). Universidade de São Paulo: subsídios para uma avaliação. São Paulo: Codac/Universidade de São Paulo, 1985, 380p.
Lacaz, CS. Faculdade de Medicina: reminiscências, tradição, memória de minha escola. São Paulo: Edição do Autor, 1985, 160p. ilus.
Lacaz, CS e Mazzieri, Berta R. A Faculdade de Medicina e a USP. pref. por Adib D. Jatene. São Paulo: Edusp, 1995, 168p. ilus. Lopes, MM. O Brasil Descobre a Pesquisa Científica: os museus e as Ciências Naturais no século XX. São Paulo: Hucitec, 1997.
Maack, T. “Casa de Arnaldo, Circa 1964” in Revista USP. São Paulo: 121-140, junho-agosto, 1991.
Marinho, MGSMC. Norte Americanos no Brasil: uma história da Fundação Rockefeller na Universidade de São Paulo (1934-1952). pref. por Luiz Antonio de Castro Santos. Campinas/Bragança Paulista/SãoPaulo: Autores Associados/USF/FAPESP, 2001.
Marinho, MGSMC. Elites em Negociação: breve história dos acordos entre a Fundação Rockefeller e a Faculdade de Medicina de São Paulo (1916-1931). pref. por Hebe Maria Cristina Vessuri. Bragança Paulista/SP: CDAPH/Edusf, 2003.
Mota, A. Tropeços da Medicina Bandeirante: medicina paulista, 1892- 1920. pref. por Tania Regina de Luca. São Paulo: Edusp, 2005.
Nadal, E. Ideologia do Progresso e Ensino Superior (São Paulo, 1891- 1934). pref. por Maria de Lourdes Monaco Janotti. São Paulo: Loyola, 1987.
Prado, MLC. América Latina no Século XIX: tramas, telas e textos. pref. por José Sebastião Witter. São Paulo/Bauru: Edusp/Edusc, 1999.
Schwarcz, LKM. O Espetáculo das Raças: cientistas, instituições e a questão racial no Brasil, 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
Schraiber, LB. O Médico e Seu Trabalho: limites da liberdade. São Paulo: Hucitec, 1993.
Silva, MRB. O mundo transformado em laboratório: ensino médico e produção de conhecimento em São Paulo de 1891 a 1933. [tese de doutorado] São Paulo: Departamento de História/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2003, 241p. ilus.
Werneck, MÊS (coord.). Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. São Paulo: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 2002, 34p. ilus.

Downloads

Publicado

2007-12-31

Como Citar

Mota, A., & Marinho, M. G. S. M. C. (2007). Concepções de História e trajetórias institucionais. Museu Histórico da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo: análise e crítica de uma experiência (1977-2008). Cadernos De História Da Ciência, 3(2), 123–143. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2007.v3.35728