Questões sobre o plano diretor para o complexo hospitalar do Juquery

Autores

  • Pier Paolo Bertuzzi Pizzolato Possui graduação em bacharelado em arquitetura e urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1997) e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2008). Atualmente é professor universitário da Universidade Bandeirante de São Paulo e diretor técnico de serviço – Complexo Hospitalar do Juquery. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura, patrimônio histórico, projeto, habitação e bem estar.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2010.v6.35785

Palavras-chave:

Juquery, Macrometrópole, Requalificação, Arquitetura da saúde, História da Saúde Public

Resumo

O trabalho proposto trata do processo de criação de um Plano Diretor para o conjunto histórico edificado considerando a análise do desenvolvimento arquitetônico do antigo Asilo de Alienados do Juquery, tanto do ponto de vista estético quanto histórico. A finalidade é realizar uma leitura desse espaço tendo em vista as modificações em função das influências e dinâmicas sócio-urbanas ocorridas dentro do contexto da Macrometrópole paulistana, e assim preparando-o, por meio de novos usos para sua reinvenção como pólo indutor da transformação das cidades no Vale do Rio Juqueri, culminando em um uso novo para o espaço construído.

Referências

Carvalho, MCW de. Estudo de Tombamento dos Hospitais do Juqueri (conjunto arquitetônico acervo documental e área verde existente) em Franco da Rocha. Nº. 21740/81. CONDEPHAAT, 1986.
Carvalho, MCW de. Ramos de Azevedo. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2000. (Artistas Brasileiros 14).
Cunha, MCP. O Espelho do Mundo. Juquery, a história de um asilo. Rio de Janeiro, Editora Paz e Terra, 1986.
Fraletti, P. 66º Aniversário da Fundação do Juqueri. Arquivos do Departamento de Assistência aos Psicopatas do Estado de São Paulo, 1966.
Fraletti, P. Juquery: Passado, Presente, Futuro. Arquivo Saúde Mental do Estado de São Paulo XLVI, 1, 1987: 156-177.
Lancman, S. Loucura e espaço urbano: Franco da Rocha e o asylo de Juqueri. Rio de Janeiro/Belo Horizonte: Te Corá Editora, 1999.
Marques, VRB. Eugenia da Disciplina: o discurso médico-pedagógico nos anos 20. Campinas: Faculdade de Educação, 1992.
Mazzoco, MID.; Santos, CR. dos. De Santos a Jundiaí: nos trilhos do café com a São Paulo Railway. São Paulo: Magma Editora Cultural, 2005.
Pacheco e Silva, AC. A Assistência a Psicopatas no Estado de São Paulo: Breve resenha dos trabalhos realizados durante o período de 1923 a 1937. São Paulo, Oficinas Gráficas de Assistência a Psicopatas Juqueri, 1945.
Pessotti, I. O Século dos Manicômios. São Paulo: Editora 34, 1996.
Pizzolato, PPB. O Juquery: sua implantação, projeto arquitetônico e diretrizes para uma nova intervenção. Dissertação de mestrado apresentada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, 2008.
Rocha, F. da. Hospicio de São Paulo. Estatística. Apontamentos. 7° Folheto da Série, São Paulo: Typographia do Diário Official, 1900.
Rocha, F. da. Asilo-Colonia de Alienados de Juquery, Su Organización y Ventajas. Buenos Aires: Revista Nacional, 1902.
Rocha, F. da. Assistência Familiar aos Insanos em São Paulo. Relatório do Quarto Congresso Médico Latino-Americano. Rio de Janeiro, 1909.
Sato, CN. A Paisagem e o projeto no Vale do Juqueri em Franco da Rocha. Dissertação de Mestrado apresentada na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, 2007.
Sawaya, SB. Rumo a noroeste: A fazenda Juqueri. A Construção 35, 2005.
Sawaya, SB. Universidade, Memória e Política no Vale do Juquery. Projeto de Pesquisa, São Paulo, 2006. (Mimeo)
Silva, IR da. Franco da Rocha nas terras de Juquery: um Hospício, uma cidade. Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, 1995.

Downloads

Publicado

2010-06-30

Como Citar

Pizzolato, P. P. B. (2010). Questões sobre o plano diretor para o complexo hospitalar do Juquery. Cadernos De História Da Ciência, 6(1), 157–178. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2010.v6.35785