No rastro da gripe espanhola

Autores

  • Claudio Bertolli Filho Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Bauru

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2020.v14.35896

Referências

BERTOLLI FILHO, Claudio. A gripe espanhola em São Paulo, 1918: epidemia e sociedade. São Paulo: Paz e Terra, 2003.
BERTUCCI, Liane Maria. Influenza, a medicina enferma. Campinas, Ed. Unicamp, 2004.
CROSBY, Alfred W. America’s forgotten pandemic: the influenza of 1918. 2nd. ed., Cambridge: Cambridge University Press, 2010.
DAMACENO NETO, Leandro Carvalho. A pandemia de gripe espanhola de 1918 na “Metrópole do Café” (São Paulo). S.l.p.: Edição do autor, 2020.
GOULART, Adriana da Costa. Um cenário mefistofélico: a gripe espanhola no Rio de Janeiro. Niterói: Universidade Federal Fluminense, 2003. Dissertação (Mestrado em História).
SOUZA, Christiane Maria Cruz de. A gripe espanhola na Bahia: saúde, política e medicina em tempos de epidemia. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz; Salvador: Ed. Edufba, 2009).
TOLEDO, Roberto Pompeu de. Dias de medo e de morte: a gripe espanhola em São Paulo. São Paulo: Objetiva, 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-30

Como Citar

Bertolli Filho, C. (2021). No rastro da gripe espanhola. Cadernos De História Da Ciência, 14(2). https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2020.v14.35896

Edição

Seção

Resenhas e Revisões Bibliográficas