Uma suspeita de mononeuropatia do nervo ulnar e o diagnóstico diferencial com síndrome do desfiladeiro torácico

  • José Antônio Garbino Instituto Lauro de Souza Lima – Bauru /SP.
  • Milton Cury Filho Instituto Lauro de Souza Lima – Bauru /SP.
Palavras-chave: eletroneuromiografia, onda F, neuropatia ulnar, plexo braquial, desfiladeiro torácico

Resumo

Apresentar a dificuldade de diagnóstico dos distúrbios neurológicos no desfiladeiro torácico e ressaltar a importância do estudo das latências tardias em comprometimento nervoso proximal.

Referências

1 Hong, CZ et al. Axilary F-Loop Latency of Ulnar Nerve in Normal Young Adults .Arch Phys Med Rehabil Vol 62, November l98l.
2 Garbino, JA e Natalino WA. A dificuldade do diagnóstico etiológico de uma certa neuropatia ulnar. Anais do III Simpósio Nacional de Eletromiografia. IICS, São Paulo, 2006.p.
3 Garbino, J A, Galesso, AP, Marques Jr.W. A neuropatia hereditária com susceptibilidade a paralisias por pressão (HNPP) como diagnóstico diferencial da hanseníase primariamente neural (HPN). Anais do V Simpósio Nacional de Eletromiografia. IICS, São Paulo, 2008.p
4 Colli BO. Síndrome do desfiladeiro torácico. In: Melo-Souza SE. Tratamento das doenças neurológicas. G-Koogan SA. Rio de Janeiro, 2000, p:366-8.
Publicado
2010-06-30
Como Citar
1.
Garbino JA, Cury Filho M. Uma suspeita de mononeuropatia do nervo ulnar e o diagnóstico diferencial com síndrome do desfiladeiro torácico. Hansen. Int. [Internet]. 30º de junho de 2010 [citado 21º de janeiro de 2022];35(1):67-8. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/index.php/hansenologia/article/view/35128
Seção
Resumos