A interferência dos serviços de saúde na continuidade de uso do preservativo feminino

Autores

  • Suzana Kalckmann Bióloga, Mestre em Epidemiologia e Doutora em Ciências e Pesquisadora Científica do Instituto de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Palavras-chave:

.

Resumo

.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ARTZ, L.; MACALUSO, M.; BRILL, I.; KELAGHAN , J .; AUSTIN, H.; FLEENOR, M. et al. Effectiveness of an intervention promoting the female condom to patients at sexually transmitted disease clinics. American Journal Public Health, 90(2), 2000.p.237-44.
ASKEW, I.; BERER, M.A. Contribuição dos serviços de saúde reprodutiva e sexual à luta contra o HIV/Aids: uma revisão. Questões de saúde reprodutiva I(1), 2006. p.11-38.
BARBOSA, R.M.; KALCKMANN, S.; BERQUÓ, E.; STEIN, Z. Notes on the female condom: experiences in Brazil. Int J STD AIDS; 18, 2007. p.261-6.
BARBOSA, R.M. Um olhar de gênero sobre a epidemia de Aids. In: BERQUÓ, E. (organizadora). Sexo & Vida: Panorama da saúde reprodutiva no Brasil. Campinas: Ed.UNICAMP; 2003. p.339-89.
BERER, M.. Dupla proteção: mais necessária do que praticada ou compreendida. Questões de Saúde Reprodutiva 2(2), 2007. p. 23-33.
BERQUÓ, E. Ainda a questão da esterilização feminina no Brasil. In: GIFFIN , K.; COSTA, S.H. (organizadoras). Questões de saúde reprodutiva. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 1999. p.113-26.
CARVALHO, M.L.O.; SCHOR, N . Motivos de rejeição aos métodos contraceptivos reversíveis em mulheres esterilizadas. São Paulo: Revista
de Saúde Pública, 39(5), 2005. p.788-94.
COSTA, A.M.; GUILHEM, D.; SILVER, L.D. Planejamento familiar: a autonomia das mulheres sob questão. Revista Brasileira de Saúde Materna e Infantil, 6(1), 2006, p.75-84.
CHOI, K; HOFF, C.; HUSSEY, W.; GRINSTEAD, O.; GOMEZ, C. Female condom skills training is efficacious in increasing female
condom use and protected sex among ethnically-diverse women attending family planning clinics. In: Anais XVI International AIDS Conference; Toronto. Canadá, 2006. (THPE0253). Disponível em [http://www.iasciety.org/Default.aspx?pageId=11&abstractId=2192920]. Acessado em 28 ago 2006.
DEVANDER, N .V.; GONZÁLES, V.; MERZEL, C.; PARIKH, N .S.; CELANTANO, D.; GRENBERG, J . Effect of an STD/HIV/ behavioral intervention on women’s use of the female condom. American Journal Public Health 92(1), 2002. p.109-15.
FERRAZ, E.A. Dinâmica do uso da anticoncepção na região Nordeste do Brasil: uma análise de descontinuação, falha e mudança de métodos com tábuas de mortalidade. In: Fecundidade, anticoncepção e mortalidade infantil: pesquisa sobre saúde familiar no Nordeste 1991. Rio de Janeiro, BEMFAM - Sociedade Civil BemEstar Familiar no Brasil/Demographic and Health Surveys; 1994. p.93-112.
GUIMARÃES, C.D. Mas eu conheço ele: um método de prevenção do HIV/Aids. In: PARKER R.;GALVÃO J . (organizadores). Quebrando o silêncio: mulheres e AIDS no Brasil. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, ABIA, IMS/UERJ ,1996. p.169-79.
GUIMARÃES, K. Nas raízes do silêncio: representação cultural da sexualidade feminina e prevenção do HIV/Aids. In: PARKER R.;GALVÃO
J . (organizadores). Quebrando o silêncio: mulheres e AIDS no Brasil. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, ABIA, IMS/UERJ,1996. p.89 -113.
GUPTA, G.R.; WEISS, E. Mulher e Aids. Rio de Janeiro: ABIA; 1994.
HOFFMAN, S.; MANTELL, J .; EXNER T.; STEIN, Z. Viewpoints: The future of the female condom. Perspective Sexual Reproductive Health, 36(3), 2004. p.120-6.
KALCKMANN, S.; VIEIRA, E.M.; VILLELA, W.; REA, M.; FERNANDES, M.E.; ANKRAH. The Female condom as a woman controled method. Relatório final. São Paulo: Instituto de Saúde/ MCCS; 1997 (mimeo).
LEITE, I.C. Descontinuação de métodos anticoncepcionais no Nordeste do Brasil, 1986-1991. Rio de Janeiro: Cadernos de Saúde Pública, 19(4), 2003. p.1005-16.
MANTELL, J .E.;, SCHEEPERS, E.; ABDOOL KARIM, Q. Introducing the female condom through the public health sector: Experiences from South Africa. AIDS Care 12(5), 2000. p.589-601.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Coordenação Nacional de DST/Aids. Políticas e diretrizes de prevenção das DST/Aids entre mulheres. Brasília: Ministerio da Saúde, 2002. Disponível em: [http://www.aids.gov.br/data/documents/storedDocuments/%7BB8EF5DAF23AE-4891-AD36-1903553A3174%7D/%7B8370F012-9340-465D843A-BE008A4E046%7D/manual_diretrizes_prevencao_mulheres_outubro_2002.pdf]. Acessado em 10 abr 2003].
MINNIS, A.M.; PADIAN, N .S. Effectiveness of female controlled barrier methods in preventing sexually transmitted infections and HIV: current evidence and future research directions. Sex Transm Infect 81, 2005. p.193-200.
MUSABA, E.; MORRISON, C.S.; SUMKUTU, M.R.; WONG, E.L. Longterm use of the female condom among couples at high risk of human immunodeficiency virus infection in Zambia. Sex Transm Dis, 25(5),1998. p.260-4.
O’LEARY, S.E.; CHENEY, B. (organizadoras). Tripla ameaça: Aids e mulheres: dossiê Panos. Rio de janeiro/Recife/ Londres: ABIA/SOS
Corpo/Panos Institute; 1993. Tradução DOURADO, A. ONUSIDA. La Coalición Mundial sobre la Mujer y el SIDA. Aumentar el control de la mujer sobre la prevención del HIV: Luchar contra el Sida. ONUSIDA; 2006. Disponível em: [http://data.unaids.org/publications/irc-pub07/jc1237-gcwa-prevention-4_es.pdf]. Acesso em 04 jan 2007.
PAIVA, V.; BUGAMELLI, L.; LEME, B.; VENTURA, E.F.; TUNALA, L.; SANTOS, N . A vulnerabilidade das mulheres ao HIV: é maior por causa dos condicionantes de gênero? Cuadernos Mujer Salud, 3, 1998; p.34-8. Disponível em [http://www.usp.br/nepaids/mulheresvulner.pdf]. Acessado em 02 fev 2007.
SAFFIOTI, H.I.B. Rearticulando gênero e classe social. In: COSTA, A.O.; BRUSCHINI, C. (organizadoras). Uma questão de gênero. Rio de Janeiro/ São Paulo: Rosa dos Tempos/Fundação Carlos Chagas, 1992. p.183-215.
SANTOS, N .J . As mulheres e a Aids. [Dissertação de Doutorado]. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São
Paulo, 1994. SCOTT, J . Gênero, uma categoria útil de análise histórica. Recife: SOS Corpo, 1993.
SHERVINGTON, D.O. The acceptability of female condom among low-income African-American women. JAMA 85, 1993. p.341-7.
TAVARES, L.S.; LEITE, I.C.; TELLES, F.S.P. Necessidade insatisfeita por métodos anticoncepcionais no Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, 10(2), 2007. p.139-48.
TRUSSEL J . Contraceptive efficacy of the Reality female condom. Contraception 58, 1998. p.147-8.
WARREN M, PHILPOTT A. Expanding safer sex options: introducing the female condom into national programmes. Reprod Health Matters
11(21), 2003. p.130-9.
WHO - World Health Organization. GPA position paper: female condom. Geneva, 1992.
WHO-UNAIDS. The female condom: a guide for planning and programming. Geneve: WHO/UNAIDS, 2000. Disponível em [http://www.who.int/reproductive-health/publications/RHR_00_8/] Acesso em 8 fev 2004.

Downloads

Publicado

2008-12-31

Como Citar

Kalckmann, S. (2008). A interferência dos serviços de saúde na continuidade de uso do preservativo feminino. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, (46), 26–30. Recuperado de https://periodicos.saude.sp.gov.br/bis/article/view/33641

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>