Incorporação dos conhecimentos da Saúde Coletiva pelos gestores de saúde na Argentina. O caso dos serviços de saúde de Rosario

Autores

  • Ernesto Báscolo é pesquisador do Departamento de Economia e Gestão e Saúde no Instituto de Saúde Juan Lazarte e docente da Universidade Nacional de Rosário (Argentina)
  • Natalia Yavich é pesquisadora do Instituto de Saúde Juan Lazarte e docente da Universidade Nacional de Rosário (Argentina)

DOI:

https://doi.org/10.52753/bis.2012.v13.33703

Palavras-chave:

Utilização do Conhecimento Científico nos Serviços de Saúde, Inovações Institucionais, Atores, Processos Políticos

Resumo

Este ensaio busca refletir sobre uma estratégia de utilização do conhecimento pelos gestores de serviços municipais de saúde na cidade de Rosário (Argentina), através da articulação de processos de pesquisa e formação de gestores de serviços de saúde com os processos políticos e institucionais de mudanças na organização do sistema de serviços de saúde. A geração das condições de integração demandou esforços significativos de adaptação: mudanças dos atores envolvidos para facilitar a legitimidade e a comunicação entre academia e serviços de saúde, desenvolvimento de novos conteúdos e metodologias adaptadas aos problemas existentes e produção de estratégias ativas de divulgação de pesquisas a partir de uma ampla gama de trabalhadores. Os níveis de flexibilidade necessária e a magnitude dos esforços investidos tanto pelos produtores quanto pelos usuários do conhecimento devem ser interpretadas no contexto da complexidade política que atravessa os sistemas de saúde na América Latina, onde a gestão dos serviços influencia tanto o conhecimento cognitivo, na distribuição de recursos (energia e dinheiro), bem como sobre os resultados substantivos oferecidos à população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

1. Almeida C, Bazzani R, Pittman, P, editores. Investigación sobre Reformas del Sector Salud en América Latina y el Caribe /Research on Health Sector Reform in Latin America and the Caribbean. Washington(DC): PAHO; 2000.
2. Almeida C, Báscolo E. Use of research results in policy decision-making, formulation, and implementation: a review of the literature. Cad Saúde Pública. 2006;22(suppl): S7-S19.
3. Bazzani R, Levcovitz E, Urrutia S, Zarowsky C. Construyendo puentes entre investigación y políticas para la extensión de la protección social en salud en América Latina y el Caribe: una estrategia de cooperación conjunta. Cad Saúde Pública [periódico na internet]. 2006 [acesso em 30 out 011]; 22:109-112. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v22s0/10.pdf
4. Báscolo E. Gobernanza y economía política de las políticas de APS en América Latina Ciência & Saúde Coletiva [periódico na internet]. 2011 [acesso em 30 out 2011]; 16(6):2763-2772. Disponível em: <http://www.redalyc.org/src/inicio/ArtPdfRed.jsp?iCve=63019110015>.
5. Báscolo E, Yavich N, Ponce N. Vínculos entre investigación y política: la perspectiva de los investigadores acerca de la relación entre dos “comunidades” a lo largo del proceso de investigación. In: Hernadez Bello A, Rico Sotelo R de, editoras. Protección social en salud en América Latina y el Caribe [monografía na internet]. Bogotá: Centro Internacional de Investigaciones para el Desarrollo;2011. [acesso em 30 out 2101]. Disponível em:http://www.idrc.ca/openebooks/509-0/
6. Báscolo, E. Gobernanza de las organizaciones de salud basados en Atención Primaria de Salud. Rev Salud Pública. 2010;12(1): 8-27.
7. Bascolo E, Yavich N. Governance of PHC development in Rosario, Argentina. Rev Salud Pública [periódico na internet]. 2010 [acesso em 30 out 2011];12(suppl 1):89-104. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0124-00642010000700007&lng=en&nrm=iso.
8. Báscolo E, Yavich N, Sánchez de León A. El proceso de interacción investigadores y tomadores de decisiones: un estudio de caso. Cad. Saúde Pública [periódico na internet]. 2006 [acesso em 30 out 2011];22( suppl):S47-S56. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.phpcript=sci_arttext&pid=S0102-311X2006001300014&lng=en&nrm=iso&tlng=es
9. Central West Health Planning Information Network-CWHPIN. A framework for evaluating the utilization of health information products [monografia na internet]. 2000. Local da publicação; ano [acesso em 30 out 2010]. Disponível em: http://cwhweb.mcmaster.ca. Acesso em: 30 de outubro de 2011 10. Contandriopoulos D, Dubois CA. The reciprocal dynamics of organizing and sensemaking in the implementation of Major Public Sector Reforms. Canadian Public Administration. 2009;52(2): 225–48.
11. Davies, HTO, Nutley SM, Walter, I. Assessing the impact of social science research: Conceptual, methodological and practical issues. In: Background paper of the Symposium on Assessing Nonacademic Impact of Research; 2005 May 12-13; Londres; Research Unit for Research Utilisation; 2005.
12. Kirkhart KE. Reconceptualizing evaluation use: an integrated theory of influence. In: Caracelli V; Preskill H, editores. The Expanding Scope of Evaluation Use. San Francisco: Jossey-Bass; New Directions for Evaluation 2000 (88): 5-23.
13. Landry R, Amara N. Utilization of social science research knowledge in Canada. Research Policy. 2001;30(2): 333.
14. Landry R, Amara N, Lamari M. Climbing the ladder of research utilization. Science Communication. 2001;22:396-422.
15. Ouchi W. Markets, Bureaucracies, and Clans. ASQ 1980; 25(1):129-41
16. Patton M.Q. A Vision of evaluation that strengthens democracy. Evaluation. 2002;8(1):125-139.
17. Pittman P, Almeida C. Cross-sector learning among researchers and policy-makers: the search for new strategies to enable use of research results. Cad. Saúde Pública [periódico na internet]. 2006 [acesso em 30 out 2011]; 22(suppl):97-108. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_pdf&pid=S0102-311X2006001300019&lng=pt&nrm=iso&tlng=en.
18. Pyra K. Knowledge translation: a review of the literature [monografia na internet]. Halifax: Nova Scotia Health Research Foundation. 2003 [acesso em 30 out 2011. Disponível em: http://www.nshrf.ca/AbsPage.aspx?id=1059&siteid=1&lang=1
19. Rodríguez C, Langley A, Béland F, Denis JL. Governance, power, and mandated : collaboration in an interorganizational network. Administration & Society. 2007;39 (2):150-193.
20. Scott W, Richard PM, Seth P. Environments and fields: studing the evolution of a field of medical care organizations. In: Powell WW, Jones DL. Bending the bars of the iron cage: institutional dynams and processes. Chicago: University of Chicago; 2000

Downloads

Publicado

2012-07-31

Como Citar

Báscolo, E., & Yavich, N. (2012). Incorporação dos conhecimentos da Saúde Coletiva pelos gestores de saúde na Argentina. O caso dos serviços de saúde de Rosario. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, 13(3), 205–213. https://doi.org/10.52753/bis.2012.v13.33703