Indicadores para o monitoramento da saúde sexual e reprodutiva de adolescentes na rede de atenção básica

a definição de linha de base para programas de serviços amigáveis

Autores

  • Renato Barboza Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde
  • Kátia Cibelle Machado Pirotta Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde

Palavras-chave:

Saúde sexual e reprodutiva, Rede de atenção básica, Adolescentes

Resumo

O programa de serviços amigáveis para adolescentes é uma iniciativa da Save the Children, do Reino Unido, que vem sendo desenvolvida em sete unidades da rede
de atenção básica nas cidades de São Paulo, Recife e Natal, desde dezembro de 2005. O objetivo principal do programa é construir um modelo de atenção à saúde
que incorpore as necessidades e as demandas da população adolescente na faixa etária de 10 a 19 anos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

SAVE THE CHILDREN. Serviços amigáveis em saúde sexual e reprodutiva: elementos para a construção de uma proposta. Recife, 2006. Mimeografado.
PIROTTA,W.R.B.; PIROTTA, K.C.M. O adolescente e o direito à saúde após a Constituição de 1988. In: SCHOR, N.; MOTA, M.S.F.T.; BRANCO, V.C. (Org.). Cadernos juventude,
saúde e desenvolvimento. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 1999. p. 30-40.
UNICEF. Guide for monitoring and evaluation. New York, 1990.
TANAKA, O.Y.; MELO, C. Avaliação de Programas de Saúde do Adolescente: um modo de fazer. São Paulo: EDUSP, 2001.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Como Citar

Barboza, R., & Machado Pirotta, K. C. (2006). Indicadores para o monitoramento da saúde sexual e reprodutiva de adolescentes na rede de atenção básica: a definição de linha de base para programas de serviços amigáveis. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, (40), 22–24. Recuperado de https://periodicos.saude.sp.gov.br/bis/article/view/37430

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>