A produção arquitetônica do Engenheiro Ralph Pompêo de Camargo: de discípulo à artífice do espaço hospitalar no Hospital Psiquiátrico do Juquery

Autores

  • Pier Paolo Bertuzzi Pizzolato Graduado em arquitetura e urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1997), mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2008) e doutor em Habitat pela Universidade de São Paulo (2014). Atualmente é Coordenador do Curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ). Foi Diretor Técnico I do Complexo Hospitalar do Juquery e coordenador assistente e professor da Universidade Paulista (Campus Jundiaí). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em teoria ou projeto, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura, intervenções em patrimônio histórico e projetos de serviços de saúde.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33849

Palavras-chave:

Arquitetura hospitalar, psiquiatria, Hospital do Juquery, História da Arquitetura

Resumo

Este artigo trata da produção arquitetônica ocorrida na refundação do Complexo Hospitalar do Juquery nas décadas de 1920-30, quando da ascensão do Dr. Pacheco e Silva na direção do Hospital e da chegada do Engenheiro Ralph Pompêo de Camargo, responsável pelos projetos que balizaram a concepção atual do espaço terapêutico institucional.

Referências

BACHELARD, G. A poética do espaço. Trad. Antônio da Costa Leal e Lídia do Valle Santos Leal. Coleção Os Pensadores XXXVIII. São Paulo: Abril, 1974.
CAMPOS, E. de S. História e evolução dos hospitais.
Ministério da Saúde, Departamento Nacional de Saúde, Divisão de organização hospitalar, 1965.
CISNEROS, A.P.; ANGUIANO, A. P. Arquitectura habitacional. México: Limusa, 1978.
CONDURU, R. Entre histórias e mitos. Uma revisão do neocolonial. Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/resenhasonline/08.093/3025%20/. Acessado em outubro de 2017.
COSTA, R. G.-R. Arquitetura Hospitalar em São Paulo. In: MOTT, M. L.; SANGLARD, G. (Orgs.). História de saúde: São Paulo. Instituições e patrimônio histórico e arquitetônico (1808-1958). Barueri: Minha Editora, 2011.
DA ROCHA, F.F. Asilo Colônia de Alienados do Juquery, Su organización y Ventajas. Buenos Aires: Imp. Revista Nacional, 1902.
DE JEAN, J.E. O século do conforto: quando os parisienses descobriram o casual e criaram o lar moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.
GOFFMAN, E. Manicômios, prisões e conventos. São Paulo: Perspectiva, 1999.
MIQUELIN, L. C. Anatomia dos edifícios hospitalares. São Paulo: CEDAS, 1992.
MOTT, M. L.; SANGLARD, G. (orgs). História de saúde: São Paulo. Instituições e patrimônio histórico e arquitetônico (1808-1958). Barueri: Minha Editora, 2011
NEUFERT, E. Arte de proyectar en arquitectura. Barcelona: Gustavo Gili, 1995.
PIZZOLATO, P. P. B. O Juquery: sua implantação, projeto arquitetônico e diretrizes para uma nova intervenção. Dissertação (mestrado). São Paulo: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, 2008.
PIZZOLATO, P.P.B. O espaço arquitetônico como elemento terapêutico: a função da ambiência na 25 recuperação e na qualidade de vida do paciente internado. Tese (doutorado) São Paulo: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Abril de 2014.
SEGAWA, H. Clave de Sol: notas sobre a história do conforto ambiental. Disponível em: http://w.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/07.073/345
SILVA, A. C. P. A Assistência a Psicopatas no Estado de São Paulo: Breve resenha dos trabalhos realizados durante o período de 1923 a 1937. Office Graf. da Assistência a psicopatas de Juquery, 1945
TARELOW, G. Q. Humores, choques e laboratórios: o Juquery administrado por Pacheco e Silva (1923 - 1937). Texto integrante dos Anais do XX Encontro Regional de História: História e Liberdade.
ANPUH/SP – UNESP-Franca. 6 a 10 de setembro de 2010. Cd-Rom.
AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. RDC nº 50: Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde. Brasília, 2002.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR nº 9.050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Brasília. 2015

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

Pizzolato, P. P. B. (2017). A produção arquitetônica do Engenheiro Ralph Pompêo de Camargo: de discípulo à artífice do espaço hospitalar no Hospital Psiquiátrico do Juquery. Cadernos De História Da Ciência, 13(1), 9–25. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33849