Apontamentos para a questão da modernidade no Instituto Butantan

Autores

  • Luiz de Lucca Neto Arquiteto Urbanista e Historiador, mestrando em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo pela FAU-USP com pesquisa sobre o impacto e os desdobramentos do Plano de Ação para o conjunto arquitetônico do Instituto Butantan na década de 1960. Contribuiu com o Núcleo de Documentação do Instituto Butantan entre 2016 e 2018 e, desde 2016, é Membro do corpo editorial da Revista Epígrafe.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2016.v12.33870

Palavras-chave:

Arquitetura moderna brasileira, Escola Paulista, plano de ação, Instituto Butantan

Resumo

Este artigo pretende apontar elementos que introduzam a questão da modernidade e da sua quase invisível presença na arquitetura do Instituto Butantan, evidenciando os anos de 1960 como o período em que se manifestam propostas modernas, não executadas, para a Instituição. Em razão de o tema constituir parte de uma pesquisa em andamento pretende-se, mais que cravar conclusões definitivas, abrir a discussão a respeito da escassez modernista no Butantan num momento em que a arquitetura moderna brasileira encontrava seu auge, seus projetos se concretizavam – a exemplo da inauguração de Brasília – e a euforia pela modernização permeava o imaginário nacional. Para tanto, será traçado um breve histórico dos aspectos culturais e da produção arquitetônica no Brasil pós-guerra, da modernização no Estado de São Paulo e das relações deste período com as propostas modernas elaboradas para o Instituto Butantan em 1960, esboçando hipóteses que fundamentem a razão da não realização destes projetos.

Referências

ARGAN, G. C. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1995.
ARANTES, O. O lugar da arquitetura depois dos modernos. São Paulo: Edusp, 2000.
BASTOS, Maria Alice Junqueira. Pós-Brasília. Rumos da Arquitetura Brasileira. 2. ed. São Paulo: Perspectiva/FAPESP, 2003.
BENEVOLO, Leonardo. História da Arquitetura Moderna.4. ed. Tradução Ana M. Goldberger. São Paulo: Perspectiva, 2006.
BRUAND, Yves. Arquitetura contemporânea no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 1981.
BUZZAR, Miguel A. CORDIDO, Maria T. R. L. de Barros. SIMONI, Lucia N. A arquitetura moderna produzida a partir do plano de ação do governo Carvalho PintoPage – (1959/1963). Revista Arq Urb, n.14, USJT. 2015. p. 157-170.
CARLUCCI, Marcelo. As casas de Lucio Costa. 2005. Dissertação (Mestrado) – EESC-USP, São Carlos, 2005.
CHUVA, Márcia. Fundando a nação: a representação de um Brasil barroco, moderno e civilizado. Topoi, v. 4, n. 7, jul.-dez. 2003. p. 313-333.
FERRAZ, Marcelo Carvalho (org.). Lina Bo Bardi. São Paulo: Instituto Lina Bo e P.M. Bardi, 1996.
NOVAIS, Fernando Antonio e MELLO, João C. de. Capitalismo tardio e sociabilidade moderna. In SCHWARCZ, Lilia K. M. (org.). História da Vida Privada no Brasil: contrastes da intimidade contemporânea. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
IBAÑEZ, Nelson; WEN, Fan Hui; FERNANDES, Suzana C. G. Instituto Butantan: História Institucional. Desenho metodológico para uma periodização preliminar. In: Nelson Ibanez. (Org.). Cadernos de História de Ciências. 01ed.São Paulo: Laboratório Especial História da Ciência, 2005, v. 01, p. 115-144.
KAMITA, João Masao. Vilanova Artigas. São Paulo, Cosac & Naify Edições, 2000.
MONTEIRO, Paulo H. N. (org.). Guia de arquitetura Butantan. São Paulo: Instituto Butantan: Centro de Desenvolvimento Cultural, 2017.
NOBRE, Ana Luiza. A Feira Mundial de Bruxelas de 1958: o Pavilhão Brasileiro. ARQTEXTO (UFRGS), v. 16, p. 98-107, 2011.
<https://www.ufrgs.br/propar/publicacoes/ARQtextos/pdfs_revista_16/04_ALN.pdf>SEGAWA, Hugo Massaki. Arquiteturas no Brasil: 1900-1990. 3.ed., 1. reimpr. São Paulo, Edusp, 2014.
ZEIN, Ruth. Verde. A Feira Mundial de Osaka de 1970: o Pavilhão Brasileiro. ARQTEXTO (UFRGS), v. 16, p. 108-127, 2011. <https://www.ufrgs.br/propar/publicacoes/ARQtextos/pdfs_revista_16/05_RVZ.pdf>

Periódicos Revista Acrópole, Julho de 1966, ano 28, nº 330, p.18-28.
Revista Acrópole, Agosto de 1966, ano 28, n° 331, p. 31-41.

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

Neto , L. de L. (2016). Apontamentos para a questão da modernidade no Instituto Butantan . Cadernos De História Da Ciência, 12(2), 55–72. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2016.v12.33870