Memória da Saúde em São Paulo: Centro Histórico Cultural da Enfermagem Ibero-Americana

Autores

  • Paulo Fernando de Souza Campos Doutor em História.
  • Fernando Porto Doutor em Enfermagem. Professor do Departamento Materno Infantil da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.
  • Taka Oguisso Doutora em Enfermagem. Professora Titular da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.
  • Genival Fernandes de Freitas Doutor em Enfermagem. Professor da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2008.v4.35736

Palavras-chave:

Memória, História, Enfermagem, Saúde Pública

Resumo

Trata-se de um debate sobre a preservação da memória histórica da saúde em São Paulo balizado pelo acervo existente no Centro Histórico Cultural da Enfermagem Ibero-Americana. Pretende-se evidenciar o potencial informativo dos registros históricos existentes, bem como a trajetória deste espaço criado em 1992 pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo como instrumento formador e orientador dos futuros profissionais. A perspectiva proposta visa caracterizar o conjunto documental em relevo e inseri-lo no âmbito da institucionalização das ciências aplicadas, em especial do Estado de São Paulo, revelando os nexos que a Escola de Enfermagem estabeleceu em sua historicidade com a Faculdade de Medicina e a Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. As considerações alcançadas pelo debate apontam para um necessário trabalho de recuperação e preservação dos registros históricos que narram o desenvolvimento da saúde pública e seus personagens.

Referências

Carvalho AC. A Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Resumo histórico 1942-1980. São Paulo: EEUSP;1980.
Moreira A, Oguisso T. Profissionalização da Enfermagem Brasileira. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2005.
Mott ML, Oguisso T. Discutindo os primórdios do ensino de enfermagem no Brasil: O Curso de Enfermeiras da Policlínica de Botafogo (1917-1920). Revista Paulista de Enfermagem. 2003; 22: 82-2.
Mott ML. Revendo a história da enfermagem em São Paulo (1890-1920). Cadernos Pagú. 1999;13:327-25.
Oguisso T. Memória e História: Centro Histórico-Cultural da Enfermagem Ibero-Americana. Escola Anna Nery. Revista de Enfermagem 2000; 4:359-67.
Oguisso T. Trajetória Histórica e Legal da Enfermagem. 2ª. ed. Barueri (SP): Manole; 2007.
Oguisso T, Souza Campos PF. Humanidades, historia y enfermería. Temperamenum 2008, 8. Disponível em http://www.index-f.com/temperamentum/tn8/t1408.php Consultado em 30 de Septembre de 2008.
Perrot M. Mulheres Públicas. São Paulo: Edunesp; 1999.
Pinheiro MRS. Histórico da Escola de Enfermagem da USP. Revista da Escola de Enfermagem da USP, 1967; 1:30-4.
Porto F; Amorim W. História da Enfermagem Brasileira. Lutas, ritos e emblemas. Rio de Janeiro: Águia Dourada; 2008.
Silles Gonzáles J. Historia de la Enfermeria. Alicante: Aguaclara; 1999. Vasconcellos MPC. Memórias da Saúde Pública. São Paulo: Hucitec Abrasco; 1995.

Downloads

Publicado

2008-06-30

Como Citar

Campos, P. F. de S., Porto, F., Oguisso, T., & Freitas, G. F. de. (2008). Memória da Saúde em São Paulo: Centro Histórico Cultural da Enfermagem Ibero-Americana. Cadernos De História Da Ciência, 4(1), 39–51. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2008.v4.35736