“Verdades divididas” sobre a Covid-19: o uso do canal do Telegram de Bolsonaro como registro oficial do governo

Autores

  • Ana Carolina Pontalti Monari Fundação Oswaldo Cruz

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2021.v15.37174

Palavras-chave:

Estratégias de legitimação, Covid-19, Telegram, Autoridade, Populismo

Resumo

A intensificação da difusão e do consumo de informações pelas mídias sociais digitais durante a pandemia de Covid-19 tem gerado preocupação em relação à infodemia, que pode propiciar o surgimento de rumores e desinformação, além de expor o cenário de disputas narrativas pela hegemonia de sentido. Sendo assim, este artigo tem como objetivo mapear e identificar as estratégias de produção discursiva utilizadas pelo atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, para mobilizar sentidos sobre a Covid-19 em seu canal oficial no Telegram. Com a análise de 251 mensagens publicadas entre janeiro e junho de 2021, foi possível observar que Bolsonaro incita e reproduz sentidos sobre a Covid-19 com base em narrativas de alerta moral, que são respaldadas por discursos de autoridade, e que ele estrutura o Telegram como mais um local para o registro de suas ações no governo federal e para a propagação de “verdades” para seus apoiadores.

Referências

ALBUQUERQUE, Afonso. The Two Sources of The Illiberal Turn in Brazil. The Brown Journal of World Affairs, v. 27, n. 2, p. 1-18, 2021.

ALCOTT, Hunt; BOXELL, Levi; CONWAY, Jacob C.; GENTZKOW, Matthew; THALER, Michael; YANG, David Y. Polarization and Public Health: Partisan Differences in Social Distancing During the Coronavirus Pandemic. Journal of Public Economics, v. 191, p. 104254, 2020.

BARBOSA, Rafael; MÕES, Malu. Bolsonaro é o único que diz não ter se vacinado entre os que discursaram na ONU. Poder 360, 21 set. 2021. Disponível em: https://www.poder360.com.br/governo/bolsonaro-e-unico-lider-publicamente-nao-vacinado-entre-os-que-falaram-na-onu/. Acesso em: 6 out. 2021.

BIERNATH, André. Vacina contra Covid: O que está por trás da corrida de governadores e prefeitos para antecipar a vacinação. BBC News Brasil, 16 jun. 2021. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-57491879. Acesso em: 06 out. 2021.

BOYD, Danah. Social network sites as networked publics: affordances, dynamics, and implications. In: PAPACHARISSI, Zizi. (ed.). A networked self: identity, community, and culture on social network sites. Abingdon: Routledge, p. 39-58, 2010.

CESARINO, Letícia. Pós-verdade e a Crise dos Sistemas Peritos: uma explicação cibernética. Ilha, v. 23, n. 1, p. 73-96, 2021.

_________________. Como vencer uma eleição sem sair de casa: a ascensão do populismo digital no Brasil. Internet & Sociedade, [s.l.], v. 1, n. 1, 2020.

D’ANDREA, Carlos Frederico de Brito. Pesquisando plataformas online: conceitos e métodos. Salvador, EDUFBA, 2020.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: Editora UnB, 2001.

FOLHA DE S. PAULO. Entenda a CPI da Covid e seus poderes e veja a lista de senadores que compõem a comissão. Folha de S. Paulo, 26 abr. 2021. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2021/04/entenda-como-funciona-uma-cpi-e-os-poderes-da-comissao-que-investigara-acoes-na-pandemia-da-covid.shtml. Acesso em: 8 out. 2021.

HARAMBAM, Jaron; AUPERS, Stef. Contesting epistemic authority: Conspiracy theories on the boundaries of Science. Public Understanding of Science, v. 24, n. 4, p. 466-480, 2015.

HARDY, Cynthia; PHILLIPS, Nelson. No joking matter: discursive struggle in the Canadian refugee system. Organization Studies, v. 20, n. 2, p. 1-24, 1999.

LOU, Chen; TANDOC JÚNIOR, Edson C.; HONG, Li Xuan; PONG, Xiang Yuan (Brenda); LYE, Wan Xin (Rachelle); SNG, Ngiag Gya (Trisha). When motivations meet affordances: news consumption on Telegram. Journalism Studies, v. 22, n. 7, p. 934-952, 2021.

MARTINS, Paulo George Miranda; RAMALHO, Rogério Aparecido Sá; GRACIANO, Helton, Luiz dos Santos. Análise do uso do aplicativo Telegram para o controle de processos de manutenção de aeronaves. Informação & Informação, v. 25, n. 1, p. 171-188, 2018.

MEDE, Niels G.; SCHÄFER, Mike S. Science-related populism: conceptualizing populist demands toward Science. Public Understanding of Science, v. 29, n. 5, p. 473-491, 2020.

MONARI, Ana Carolina Pontalti; SANTOS, Allan; SACRAMENTO, Igor. COVID-19 and (hydroxy)chloroquine: a dispute over scientific truth during Bolsonaro’s weekly Facebook live streams. Journal of Science Communication, v. 19, n. 7, A03, 2020.

___________________________; ARAÚJO, Kizi Mendonça de; SOUZA, Mateus Ramos; SACRAMENTO, Igor. Disputas Narrativas e legitimação: análise dos argumentos de Bolsonaro sobre vacinação contra Covid-19 no Twitter. Liinc em Revista, v. 17, n. 1, e5707, 2021.

OLIVA, Gabriela. Bolsonaro se distancia do Twitter e Facebook e convida seguidores para utilizar Telegram. O Globo, 13 jan. 2021. Disponível em: https://blogs.oglobo.globo.com/sonar-a-escuta-das-redes/post/bolsonaro-se-distancia-do-twitter-e-facebook-e-convida-seguidores-para-utilizar-telegram.html. Acesso em: 15 set. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE - OMS. Entenda a infodemia e a desinformação na luta contra a Covid-19. OMS, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3sANrxh. Acesso em: 15 set. 2021

OUR WORLD IN DATA. Coronavirus pandemic (Covid-19). Our World in Data, 2021. Disponível em: https://ourworldindata.org/coronavirus. Acesso em: 15 set. 2021.

PARZIANELLO, Geder Luis. O governo Bolsonaro e o populismo contemporâneo: um antagonismo em tela e as contradições de suas proximidades. Aurora, v. 12, n. 36, p. 49-64, 2020.

RAJÃO, Nathalie. Estudo do Departamento de Ciências da Computação da UFMG mostra que aplicativo russo pode trazer riscos de tempestade de fake news nas eleições de 2022 no Brasil. Departamento de Ciências da Computação da UFMG, 2021. Disponível em: https://dcc.ufmg.br/estudo-do-departamento-de-ciencias-da-computacao-da-ufmg-mostra-que-aplicativo-russo-pode-trazer-riscos-de-tempestade-de-fake-news-nas-eleicoes-de-2022-no-brasil/. Acesso em: 15 set. 2021.

RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet, Difusão de Informação e Jornalismo: Elementos para discussão. In: SOSTER, Demétrio de Azevedo; FIRMINO, Fernando. (Orgs.). Metamorfoses jornalísticas 2: a reconfiguração da forma. Santa Cruz do Sul: UNISC, 2009, p. 1-269.

________________. Disputas discursivas, legitimação e desinformação: o caso Veja x Bolsonaro nas eleições de 2018. Comunicação, Mídia e Consumo, v. 16, n. 47, p. 432- 458, 2019.

________________. #Fraudenasurnas: estratégias discursivas de desinformação no Twitter nas eleições de 2018. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 20, n. 3, p. 383-406, 2020.

REUTERS INSTITUTE FOR THE STUDY OF JOURNALISM. 2021 Digital News Report. Disponível em: https://reutersinstitute.politics.ox.ac.uk/digital-news-report/2021. Acesso em: 15 set. 2021.

SANTOS JUNIOR, Marcelo Alves dos. Desarranjo da visibilidade, desordem informacional e polarização no Brasil entre 2013 e 2018. 2019. 360 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2019.

SEIXAS, Rodrigo. A retórica da pós-verdade: o problema das convicções. Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, n. 18, p. 122-138, 2019.

SENSOR TOWER. Top Apps Worldwide for January 2021 by Downloads. Sensor Tower, jan. 2021. Disponível em: https://sensortower.com/blog/top-apps-worldwide-january-2021-by-downloads. Acesso em: 15 set. 2021.

SOARES, Felipe Bonow; RECUERO, Raquel; ZAGO, Gabriela. Influencers in polarized political networks on Twitter. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON SOCIAL MEDIA AND SOCIETY, 9, 2018, Nova York, EUA. Anais Eletrônicos... Nova York, EUA: ACM, 2018. p. 168-177. Disponível em: https://doi.org/10.1145/3217804.3217909. Acesso em: 15 set. 2021.

_______________________; __________________; VOLCAN, Taiane; FAGUNDES, Giane; SODRÉ, Giéle. Desinformação sobre o Covid-19 no WhatsApp: a pandemia enquadrada como debate político. Ciência da Informação em Revista, v.8, n. 1, p. 74-94, 2021a. Disponível em: https://bit.ly/3jbh3PU. Acesso em: 24 set. 2021.

_______________________; BONOTO, Carolina; VIEGAS, Paula; SALGUEIRO, Igor; RECUERO, Raquel. Infodemia e Instagram: como a plataforma é apropriada para a produção de desinformação sobre a hidroxicloroquina? Fronteiras, v. 23, n. 2, p. 89-103, mai./ago. 2021b.

_______________________; RECUERO, Raquel; VOLCAN, Taiane; FAGUNDES, Giane; SODRÉ, Giéle. Research note: Bolsonaro’s firehose: How Covid-19 disinformation on WhatsApp was used to Fight a government political crisis in Brazil. Harvard Kennedy School Misinformation Review, v. 2n. 1, 2021c.

TELEGRAM. Perguntas frequentes sobre canais. Telegram, 2021. Disponível em: https://telegram.org/faq_channels/br#p-o-que-os-administradores-podem-fazer. Acesso em: 08 out. 2021.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. Kit Covid: o que diz a ciência? UFMG, 29 mar. 2021. Disponível em: https://www.medicina.ufmg.br/kit-covid-o-que-diz-a-ciencia/. Acesso em: 06 out. 2021.

VAN LEEWEN, Theo. Legitimation in discourse and communication. Discourse and Communication, v. 1, n. 1, p. 91–112, 2007.

WAISBORD, Silvio. The elective affinity between post-truth communication and populista politics. Communication Research and Practice, v. 4, n. 1, p. 17-34, 2018.

WARDLE, Claire; DERAKHSHAN, Hossein. Information disorder: Toward an interdisciplinary framework for research and policy making. Report. Strasbourg: Council of Europe, 2017

WODAK, Ruth. The discourse historical approach. In: WODAK, R.; MEYER, M. (Org.). Methods of critical discourse analysis. London, England: SAGE, 2001. p. 64-94.

Downloads

Publicado

2022-03-31

Como Citar

Pontalti Monari, A. C. (2022). “Verdades divididas” sobre a Covid-19: o uso do canal do Telegram de Bolsonaro como registro oficial do governo . Cadernos De História Da Ciência, 15(1). https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2021.v15.37174

Edição

Seção

Artigo Original