O censo da população em situação de rua da cidade de São Paulo

perfil das pessoas LGBTQIA+ e os desafios das políticas públicas de saúde

Autores

  • Renato Barboza Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde

DOI:

https://doi.org/10.52753/bis.v24i1.40027

Palavras-chave:

População de rua, Minorias Sexuais e de Gênero, LGBT, Políticas públicas, covid-19

Resumo

O último censo da população em situação de rua da cidade de São Paulo, em 2021, recenseou 31.884 pessoas. O quesito identidade
de gênero foi autodeclarado por 68,58%, contra 31,42% dos que não responderam. Majoritariamente, 54,91% são homens cisgêneros e 11,58% mulheres cisgêneros. Na pesquisa censitária, 668 pessoas (3,05%) autodeclararam outras identidades não cisgênero e representam o universo LGBTQIA+ analisado. Considerando-se as vulnerabilidades individuais, sociais e programáticas das pessoas LGBTQIA+, examina-se, na perspectiva interseccional, o perfil dessa população, quanto à caracterização da situação de rua, o tempo de vivência na rua, a faixa etária, as especificidades da identidade de gênero e a raça/cor/etnia, bem como as dificuldades metodológicas na coleta dos dados. Predominantemente, 58,08% se concentram em três das 31 subprefeituras; a maioria é do sexo masculino; um terço se identifica como agênero; 63,03% se autodeclaram como pretos e pardos; 45,21% têm entre 31 e 49 anos de idade; mais da metade vive nas ruas há mais de dois anos; 71,41% se encontravam em situação de rua e menos de um terço foi acolhido pelos serviços municipais. A pandemia da covid-19, intensificou as vulnerabilidades da população LGBTQIA+ em situação de rua na cidade mais rica do País e sua mitigação exige maior proatividade das políticas
públicas de saúde em interface com outros setores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Renato Barboza, Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde

Renato Barboza (renato@isaude.sp.gov.br) é cientista social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Mestre em Saúde Coletiva pela Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (CCD-SES/SP), Doutor em Psicologia Social e do Trabalho pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP-USP), Pesquisador Científico VI do Instituto de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP), Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Psicologia Política, Políticas Públicas e Multiculturalismo (USP) e do Núcleo de Estudos para a Prevenção da Aids (USP) e Representante do Instituto de Saúde no Comitê Técnico de Saúde Integral da População LGBT (SES/SP).

Referências

Brasil. Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento, e dá outras providências [internet]. Diário Oficial da União. 24 dez 2009. [acesso em 3 nov 2022]. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/2009/decreto-7053-23-dezembro-2009-599156-publicacaooriginal-

-pe.html

Prefeitura Municipal de São Paulo (SP), Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). Pesquisa censitária da população em situação de rua, caracterização socioeconômica da população em situação de rua e relatório temático de identificação de necessidades desta população na cidade de São Paulo [internet]. 2021 [acesso em 3 out 2022]. Disponível em: https://qualitestct-my.sharepoint.com/personal/qualitestct_qualitestct_onmicrosoft_com/_layouts/15/onedrive.aspxid=%2Fpersonal%2Fqualitestct%5Fqualitestct%5Fonmicrosoft%5Fcom%2FDocuments%2FProjetos%2FCENSO%5FSP%5FSMADS%5F2021%2FProdutos%202021%2FProduto5%5FSMADS%5FSP%5F2021%2Epdf&parent=%2Fpersonal%2Fqualitestct%5Fqualitestct%-5Fonmicrosof t%5Fcom%2FDocuments%2FProjetos%- 2FCENSO%5FSP%5FSMADS%5F2021%2FProdutos%202021&ga=1

Gil AC. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas; 2008.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo, Rio de Janeiro: Hucitec; 2004.

Ayres JRCM, Calazans GJ, Saletti-Filho HC, França-Júnior I. Risco, vulnerabilidade e práticas de prevenção e promoção da saúde. In: Campos GWS, Minayo MCS, Akerman M, Drumond-Júnior M, Carvalho YM, organizadores. Tratado de Saúde Coletiva. São Paulo: Hucitec; 2009. p. 375-417.

Marques E. As políticas públicas na Ciência Política. In: Marques E, Faria CAP, organizadores. A política pública como campo multidisciplinar. São Paulo: Editora Unesp; 2013. p. 23-46.

Centro de Estudos de Cultura Contemporânea - CEDEC. Mapeamento das pessoas trans na cidade de São Paulo: relatório de pesquisa [internet]. 2021 [acesso em 17 nov 2022]. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/ secretarias/upload/direitos_humanos/LGBT/AnexoB_Relatorio_Final_Mapeamento_Pessoas_Trans_Fase1.pdf

The Yogyakarta principles plus 10: additional principles and state obligations on the applicationof international human rights law in relation to sexual orientation, gender identity, gender expressionand sex characteristics to c omplement t he Y ogyakarta p rinciples [internet].

[acesso em 2 nov 2022]. Disponível em: http://yogyakartaprinciples.org/wp-content/uploads/2017/11/A5_yogyakartaWEB-2.pdf

Crenshaw K. Demarginalizing the Intersection of Race and Sex: a black feminist critique of antidiscrimination doctrine, feminist theory and antiracist politics. The University of Chicago Legal Forum 140 [internet].1989 [acesso em 10 nov 2022]. Disponível em: https://philarchive.org/archive/CREDTI

World Health Organization - WHO. Statement on the second meeting of the International Health Regulations (2005) Emergency

Committee regarding the outbreak of novel coronavirus (2019-nCoV) [internet]. 2020 [acesso em 15 nov 2022]. Disponível em: https://www.who.int/news/item/30-01-2020-statement-on-the-second-meeting-of-the-international-health-regulations-(

-emergency-committee-regarding-the-outbreak-of-novel-coronavirus-(2019-ncov)

Todxs Brasil. Cartilha de saúde LGBTI+: políticas, instituições e saúde em tempos de COVID-19 [internet]. 2021 [acesso

em 10 nov 2022]. Disponível em: https://unaids.org.br/wp-content/uploads/2021/04/2021_04_16_CartilhaSaudeLGBT.pdf

Vote LGBT. Diagnóstico LGBT+ na Pandemia: desafios da comunidade LGBT+ no contexto de isolamento social em enfrentamento à pandemia de coronavírus [internet]. 2020 [acesso em 11 nov 2022]. Disponível em: https://static1. squarespace.com/static/5b310b91af2096e89a5bc1f5/t/5ef-78351fb8ae15cc0e0b5a3/1593279420604/%5Bvote+lgbt+%

B+box1824%5D+diagno%CC%81stico+LGBT%2B+na+pandemia_completo.pdf

Estrela FM, Soares CFS, Cruz MA, Silva AF, Santos JRL, Moreira TMO, Lima AB, Silva MC. Pandemia da Covid 19: refletindo as vulnerabilidades a luz do gênero, raça e classe. Cienc Saude Colet [internet]. 2020 [acesso em 10 nvo 2022]; 25(9):3431-3436. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csc/a/bbcZzgN6Sns8mNPjKfFYRhb/?format=pdf&lang=pt

Ferreira AP, Nichele C da ST, Jesus JG de, Vianna MB, Cardoso GCP, Salles ICDM, Santos JB, Silva AB, Girianelli VR, Cotrim Junior DF. Evidências científicas sobre o acesso aos serviços de saúde pela população LGBTQI+: revisão de escopo. Research, Society and Development [internet]. 2022 [acesso em 14 nov 2022]; 11(10):e229111032519. Disponível em: https:// rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/32519/27718

Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua. Sobre o imperativo ético de uma atuação universitária técnica e política, antirracista e engajada [internet]. [acesso em 15 nov 2022]. Disponível em: https:// obpoprua.direito.ufmg.br/sobre_observatorio_brasileiro.html

Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua. Boletim Anual [internet]. 2021 [acesso em 15 nov 2022]. Disponível em: file:///C:/Users/55119/Downloads/BoletimSaoPauloCapital.pdf

Relatório do censo da população de rua aponta dificuldade nas abordagens. Folha de S. Paulo [internet]. 2021 [acesso em

nov 2022]. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2021/12/relatorio-do-censo-da-populacao-de-rua-aponta-dificuldade-nas-abordagens.shtml

Associação Brasileira de Saúde Coletiva - ABRASCO. Dossiê Abrasco: pandemia de COVID-19 [internet]. 2022 [acesso em 17 fev 2023]. Disponível em: https://ss-usa.s3.amazonaws.com/c/308481554/media/1824637bb2d1e9e9d74927413860285/Abrasco_Dossie_Pademia_de_Covid-19_versao2.pdf

Downloads

Publicado

2023-07-30

Como Citar

Barboza, R. (2023). O censo da população em situação de rua da cidade de São Paulo: perfil das pessoas LGBTQIA+ e os desafios das políticas públicas de saúde. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, 24(1), 81–90. https://doi.org/10.52753/bis.v24i1.40027

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>