Educação sexual na escola e direitos sexuais e reprodutivos

Autores

  • Kátia Cibelle Machado Pirotta Secretaria de Estado da Saúde de S]ao Paulo. Instituto de Saúde
  • Renato Barboza Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde
  • Lígia Rivero Pupo Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Instituto de Saúde
  • Sylvia Cavasin Ecos - Comunicação em Saúde
  • Sandra Unbehaum Ecos- Comunicação em Sexualidade

Palavras-chave:

Educação sexual, Direitos sexuais e reprodutivos, Educação sexual na escola

Resumo

A Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, realizada no Cairo, em 1994 (NAÇÕES UNIDAS, 1994), e a Quarta Conferência Mundial
sobre a Mulher, Desenvolvimento e Paz, ocorrida logo em seguida, em Beijing, em 1995 (NAÇÕES UNIDAS, 1995), representam dois marcos fundamentais para a
afirmação dos direitos sexuais, dos direitos reprodutivos e dos princípios que os norteiam. A partir das Conferências, a comunidade política internacional reconhece os direitos sexuais e direitos reprodutivos como direitos humanos, e os países signatários comprometem-se a adotar suas definições, princípios e recomendações para
promover políticas públicas e adequar as legislações no âmbito de seus sistemas jurídicos internos. A defesa de uma abordagem democrática para as questões ligadas
à sexualidade e à reprodução caracteriza a plataforma dessas Conferências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

ARILHA, M; CALAZANS, G. Sexualidade na adolescência: o que há de novo? In: Comissão Nacional de População e Desenvolvimento – CNPD. Jovens acontecendo na trilha
das políticas públicas. Brasília: CNPD, 1998. Vol. II.
INOJOSA, R. M. Intersetorialidade e a configuração de um novo paradigma organizacional. Revista de Administração Pública. 1998; 32.
NAÇÕES UNIDAS. Programme of action of the UNICPD. Reproductive rights and reproductive health: basis for action. 1994. [On line] Disponível em: <http://www.iisd.ca/linkages/Cairo/program/p07002.html>. Acessado em 20/01/2007.
NAÇÕES UNIDAS. The fourth world conference on women. Beijing declaration platform for action. 1995. [On line] Disponível em: <http://www.un.org>
PIROTTA, W.R.B.; PIROTTA, K.C.M. O adolescente e o direito à saúde após a constituição de 1988 In: BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde.
Área de Saúde do Adolescente e do Jovem. Cadernos, juventude saúde e desenvolvimento. Brasília, DF:1999, V.1. Disponível em: <http://www.adolec.br/bvs/
adolec/p/cadernos/capitulo/cap02/>. Acessado em 20/01/2007.
PIROTTA, W.R.B.; PIROTTA, K.C.M. Relações de gênero e poder: o adolescente, os direitos reprodutivos e os direitos sexuais no estatuto da criança e do adolescente. In:
ADORNO, R.C.F.; ALVARENGA, A.T.; VASCONCELOS, M.P.C. (orgs). Jovens, Trajetórias, Masculinidades e Direitos. São Paulo: FAPESP/EDUSP, 2005. p.75-90.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Como Citar

Machado Pirotta, K. C., Barboza, R., Rivero Pupo, L., Cavasin, S., & Unbehaum, S. (2006). Educação sexual na escola e direitos sexuais e reprodutivos. BIS. Boletim Do Instituto De Saúde, (40), 16–18. Recuperado de https://periodicos.saude.sp.gov.br/bis/article/view/37425

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>