A genética no Brasil entre 1934 e 1956: um estudo de caso histórico para o ensino de natureza da ciência

Autores

  • Fausto de Oliveira Gomes Licenciado em ciências biológicas pela Universidade de São Paulo.
  • Gabriel de Moura Silva Doutorando do Programa de Pós-graduação Interunidades em Ensino de Ciências.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33801

Palavras-chave:

estudo de caso, história da genética no Brasil, ensino da natureza da ciência

Resumo

Neste trabalho, discutimos o início da pesquisa em genética no Brasil no Departamento de Biologia Geral do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo,
em uma perspectiva histórica, contada pelos seus principais protagonistas, e sugerimos a utilização de um estudo de caso como recurso didático em cursos de graduação em Ciências da Natureza e Biologia. A escolha dos episódios históricos que compõem este texto e do estudo de caso se justifica, pois retratam a implantação e consolidação de uma pesquisa genética de relevância mundial. Argumentamos que o ensino do início da história da genética no Brasil tem potencial para aproximar docentes e estudantes de processos organizacionais e científicos que ampliam o repertório destes sobre questões de engajamento, colaboração e dinâmica na ciência, em uma compreensão da ciência como atividade humana, historicamente constituída e submetida a pressões de natureza financeira, institucional, política, tecnológica, entre outras naturezas.

Referências

ARAÚJO, A. M. O salto qualitativo em Theodosius Dobzhansky: unindo as tradições naturalista e experimentalista. História, Ciências, Saúde. Manguinhos, 2001, 8(3):713-726.
ARAÚJO, A. M. Spreading the evolutionary synthesis: Theodosius Dobzhansky and genetics in Brazil. Genetics and Molecular Biology. 2004, 27(3):467-475.
ALLCHIN, D. Thomas Hunt Morgan & the White-eyed Mutant. In: HAGEN, J. B., ALLCHIN, D.; SINGER, F. Doing Biology. Minneapolis: SHiPS Resource Center, 2009, p. 48-59.
ALLCHIN D. Evaluating knowledge of the nature of (Whole) Science. Science Education, 2011, 95(3):518-542.
ALLCHIN D. Teaching the Nature of Science: Perspectives & Resources. Saint Paul: SHiPS Education Press, 2013.
ALLCHIN D. Complementary approaches to teaching nature of science: integrating student inquiry, historical cases, and contemporary cases in classroom practice. Science Education, 2014, 98(3):461-486.
AULER, D. Enfoque ciência-tecnologia-sociedade: pressupostos para o contexto brasileiro. Ciência & Ensino, nov 2007, vol. 1, número especial.
CARMO, C. da S. Grandes mestres da ciência brasileira: André Dreyfus. São Paulo, jun. 2002. Disponível em: http://www.figueiradaglete.com.br/pdf/Cientistas_projeto-v2.pdf Acesso em: 6 nov 2018. Criação da Universidade de São Paulo, L. Pub. n. 6.283, DOSP (25 de janeiro 1934). Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/norma/?id=130436 Acesso em: 10 jun. 2018.
CRICK, F. The double helix: a personal view. Nature, London, 26 abr 1974, 248:766-769, DOBZHANSKY, TG. Evolução: conferências pronunciadas.
Columbia University. São Paulo: S.N., 1943.
FORMIGA, DO. Desenvolvimento da genética no Brasil: entre o evolucionismo e a ideia de progresso. Acta científica. Engenheiro Coelho, 2012, 21(3):33-41.
GONÇALVES, AS. Eugenia em debate: medicina e sociedade no I Congresso Brasileiro de Eugenia. In: Anais 99 do XIV Encontro Regional da ANPUH-RIO – Memória e Patrimônio. 19 a 23 de julho. 2010. Disponível em: http://www.encontro2010.rj.anpuh.org/resources/anais/8/1276697830_ARQUIVO_medicinaeSociedadenoICongressoBrasileirodeEugenia.pdf. Acesso em: 10 jun 2018.
GLICK, TF. O Programa brasileiro de genética evolucionária de populações de Theodosius Dobzhansky. Revista Brasileira de História. São Paulo, 2008, 28(56):315-325.
MAGALHÃES, LE; VILELA, CR. The golden age of Drosophila research at the Universidade de São Paulo (USP): a testimonial on the decades 1940-1950. Genet.
Mol. Biol., Ribeirão Preto, 2014, 37(1):135-145.
MOTOYAMA S. O saber na sociedade. Em: MOTOYAMA S. USP 70 anos: imagens de uma história vivida. São Paulo: EDUSP, 2006, p. 17-68.
QUEIROZ, SL; SÁ, LP; FRANCISCO, CA. Estudos de caso em química. Química Nova. 2007, 30(3):731-739.
SANTOS, MEVM. Ciência como cultura – paradigmas e implicações epistemológicas na educação científica escolar. Química nova. 2009, 32(2):530-537.
SASSERON, L; CARVALHO, AMP. alfabetização científica: uma revisão bibliográfica. Investigações em Ensino de Ciências. 2011, 16(1):59-77.
SIÃO, JFM. As contribuições de Theodosius Dobzhansky para o desenvolvimento da genética no Brasil (1943-1960): um estudo bibliométrico. Filosofia e História da Biologia. ABFHIB, 2007, 2:203-225.
VITAL, A; GUERRA A. A implementação da história da ciência no ensino de física: uma reflexão sobre as implicações do cotidiano escolar. Ens. Pesq. Educ. Ciênc. 2017, vol.19.
WEALCH, CA. Rockfeller and the origins of agribusiness in Brazil: a research report. Rockfeller Archive Center Research Reports Online. RAC, 2014. Disponível em: http://rockarch.org/publications/resrep/welch. pdf Acesso em: 6 nov 2018.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Gomes, F. de O., & Silva, G. de M. (2017). A genética no Brasil entre 1934 e 1956: um estudo de caso histórico para o ensino de natureza da ciência. Cadernos De História Da Ciência, 13(2), 81–99. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33801