O estudo do caso histórico de Vital Brazil em sala de aula: uma ferramenta para investigar a visão dos alunos sobre os desafios enfrentados durante uma pesquisa cientifica

Autores

  • Fernanda Pardini Ricci Educadora autônoma em estudos do meio e projetos de divulgação científica foi supervisora de educação no Núcleo de Difusão do Conhecimento do Instituto Butantan. Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas, é Mestre em Educação.
  • Karen Kellen Silva Teixeira Bolsista de iniciação científica no Instituto Butantan e graduanda em Ciências Biológicas.
  • Adriano Dias de Oliveira Supervisor de educação em museu do Museu de Microbiologia do Instituto Butantan; mestre em ensino de ciências e doutorando em Educação.

DOI:

https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33805

Palavras-chave:

estudo de caso histórico, natureza da ciência, história da ciência, pré-iniciação científica, ensino de ciências

Resumo

Este trabalho teve o objetivo de analisar de que modo o estudo de um caso histórico contribuiu para a compreensão que os alunos de ensino médio de uma disciplina de iniciação científica têm sobre possíveis desafios presentes em uma pesquisa. O caso, aplicado, seguindose uma metodologia investigativa com pausas para a inserção de questões interpretativas, convida os alunos a acompanharem o percurso de Vital Brazil em sua descoberta sobre a especificidade dos soros antiofídicos. Foram aplicados questionários antes e depois da realização da atividade, sendo analisadas 27 respostas. De modo geral, observamos que os alunos deram grande ênfase para a dificuldade de acesso a elementos materiais necessários para a realização dos experimentos, abordando também a necessidade de repetição dos experimentos, decorrentes dos resultados negativos encontrados. Ambos aspectos apareceram nos dois conjuntos de questionários, no entanto, foram mencionados por mais alunos e de maneira mais detalhada após a aplicação do caso.

Referências

ALLCHIN, D. Teaching the Nature of Science: Perspectives & Resources. Saint Paul: SHiPS Education Press, 2013.
ALVES-MAZZOTTI, AJ; GEWANDSZNAJDER, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisas quantitativas e qualitativas. São Paulo: Pioneira, 1998.
BARDIN L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.
COSTA, RC; KRUGER, V. Concepções sobre objetividadessubjetividade no fazer ciência e possíveis implicações na sala de aula universitária. IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências – ABRAPEC, Bauru, 2003.
FORATO, TCMD. A natureza da ciência como saber escolar: um estudo de caso a partir da história da luz. 2v. Tese (Doutorado em Educação). Universidade de
São Paulo, São Paulo, 2009.
GALIAZZI, MC et al. Objetivos das atividades experimentais no ensino médio: a pesquisa coletiva como modo de formação de professores de ciências. Ciência &
Educação, 2001, 7(2):249-263.
MACHADO, CBH; LINHARES MP. Divulgação do episódio da expedição do francês Pierre Couplet em aulas de física no PROEJA. In: SILVA, CC; PRESTES, MEB, organizadoras. Aprendendo ciência e sobre sua natureza: abordagens históricas e filosóficas. São Carlos: Tipographia, 2013. p. 377-387.
MACHADO, LCF; PEREIRA, CB. As concepções dos professores acerca da experimentação no ensino de ciências. IV ENEBIO e II EREBIO da Regional 4. Goiânia, 2012.
MCCOMAS W. Uma proposta de classificação para os tipos de aplicação da história da ciência na formação científica: Implicações para a pesquisa e desenvolvimento. In: SILVA, CC; PRESTES, MEB (orgs.). Aprendendo ciência e sobre sua natureza: abordagens históricas e filosóficas. São Carlos: Tipographia, 2013. p. 425-448 PEREIRA, BB. Experimentação no ensino de ciências e o papel do professor na construção do conhecimento. Cadernos da FUCAMP, 2010, 9(11).
POMBO, FMZ; LAMBACH, M. As visões sobre ciência e cientistas dos estudantes de química da EJA e as relações com os processos de ensino e aprendizagem. Química Nova Escola, 2017, 39(3):237-244.
REGINALDO, CC; SHEID, NJ; GULLICH, RIC. O ensino de ciências e a experimentação. IX ANPED SUL, Caxias do Sul, 2012. SÃO PAULO. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes do Programa Ensino Integral. Material de Apoio ao Programa Ensino Integral do Estado de São Paulo. Caderno do Gestor. São Paulo: Imprensa Oficial, 2014a.
SÃO PAULO. Secretaria de Estado da Educação. Préiniciação científica. Desenvolvimento de Projeto de Pesquisa. Ensino Médio. Caderno do Professor. São Paulo: Imprensa Oficial, 2014b.

Downloads

Publicado

2017-12-31

Como Citar

Ricci, F. P., Teixeira, K. K. S., & Oliveira, A. D. de. (2017). O estudo do caso histórico de Vital Brazil em sala de aula: uma ferramenta para investigar a visão dos alunos sobre os desafios enfrentados durante uma pesquisa cientifica. Cadernos De História Da Ciência, 13(2), 55–79. https://doi.org/10.47692/cadhistcienc.2017.v13.33805