Classificação epidemiológica dos municípios do Estado de São Paulo segundo o Programa de Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral, 2019

Autores

  • Osias Rangel Comitê da Leishmaniose Visceral/Superintendência de Controle de Endemias/Secretaria de Estado da Saúde/SP
  • Silvia Silva de Oliveira Comitê da Leishmaniose Visceral/ Centro de Vigilância Epidemiológica /Secretaria de Estado da Saúde-SP“
  • Roberto Mitsuyoshi Hiramoto Comitê da Leishmaniose Visceral/Instituto Adolfo Lutz./SES-SP
  • Lúcia de Fátima Henriques Comitê da Leishmaniose Visceral/Sucen/SES-SP
  • Affonso Viviani Junior Comitê da Leishmaniose Visceral/CVE/SES-SP
  • Helena Hilomi Taniguchi Comitê da Leishmaniose Visceral/IAL/SES-SP
  • José Eduardo de Raeffray Barbosa Comitê da Leishmaniose Visceral/IAL/SES-SP
  • Susy Mary Perpetuo Sampaio Comitê da Leishmaniose Visceral/Sucen/SES-SP
  • Roberta Spinola Comitê da Leishmaniose Visceral/CVE/SES-SP
  • Sylia Rehder Secretaria de Estado da Saúde/SP
  • José Ângelo Lauletta Lindoso Comitê da Leishmaniose Visceral/IIER/SES-SP
  • José Eduardo Tolezano Eduardo Tolezano Comitê da Leishmaniose Visceral/IAL/SES-SP
  • Claudio Casanova Comitê da Leishmaniose Visceral/Sucen/SES-SP

Palavras-chave:

.

Resumo

.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

1. Rangel O; Sampaio SMP; Henriques LF; Morais GSC; Rodas LAC; Casanova C. Vigilância Entomológica no Programa de Vigilância e Controle de
2. Leishmaniose Visceral do Estado de São Paulo. BEPA 2019;16(192):47-57.
3. Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde. Leishmaniose Visceral. In: Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de Vigilância em Saúde. 3.ed. Brasília (DF); 2019:503-22.
4. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Leishmaniose visceral: recomendações clínicas para redução da letalidade/ Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Brasília: Ministério da Saúde, 2011.
5. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3. ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.
6. São Paulo (Estado). Coordenadoria de Controle de Doenças, Comitê de Leishmaniose Visceral Americana. Classificação epidemiológica dos municípios segundo o Programa de Vigilância e Controle da leishmaniose visceral americana no estado de São Paulo. Bol. epidemiol. paul. 2015; 12(143):1-8.
7. Martínez-Hernáez A. Dialógica, etnografia e educação em saúde. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 44, n. 3, p. 399-405, 2010.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

1.
Rangel O, Silva de Oliveira S, Mitsuyoshi Hiramoto R, de Fátima Henriques L, Viviani Junior A, Hilomi Taniguchi H, de Raeffray Barbosa JE, Mary Perpetuo Sampaio S, Spinola R, Rehder S, Ângelo Lauletta Lindoso J, Eduardo Tolezano JET, Casanova C. Classificação epidemiológica dos municípios do Estado de São Paulo segundo o Programa de Vigilância e Controle da Leishmaniose Visceral, 2019. Bepa [Internet]. 31º de dezembro de 2020 [citado 3º de dezembro de 2022];17(204):13-34. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/BEPA182/article/view/34428

Edição

Seção

Informe Epidemiológico

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>