Grupo de Enfrentamento à Morte Materna e Infantil: uma estratégia do Comitê Estadual de Vigilância à Morte Materna Infantil e Fetal da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Autores

  • Adriana Dias Coordenadoria de Controle de Doenças
  • Edlaine Faria de Moura Villela Coordenadoria de Controle de Doenças
  • Regiane Cardoso de Paula Coordenadoria de Controle de Doenças

Resumo

O Grupo de Enfrentamento à Morte Materna Infantil da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, formado em 2018, teve suas atividades retomadas em 2019 e vem trabalhando para ampliar a qualificação dos serviços ofertados e a produção do cuidado
no âmbito do Ciclo gravídico, puerperal e puericultura. O Estado de São Paulo entendendo a problemática da morte materna, infantil e fetal envolve diferentes atores que visam garantir que as políticas estaduais sejam executadas. O objetivo deste informe técnico é
apresentar o Plano de Trabalho de 2022 que trata do trabalho junto aos Departamentos Regionais de Saúde e seus respectivos diretores.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília, set. 1990.

SÃO PAULO. Secretaria de Estado da Saúde. Linha de cuidado da gestante e puerpério: manual técnico do pré-natal, parto e puerpério. São Paulo; 1ª ed. 2018. XX p.

Downloads

Publicado

2022-03-17

Como Citar

1.
Dias A, Faria de Moura Villela E, Cardoso de Paula R. Grupo de Enfrentamento à Morte Materna e Infantil: uma estratégia do Comitê Estadual de Vigilância à Morte Materna Infantil e Fetal da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Bepa [Internet]. 17º de março de 2022 [citado 30º de setembro de 2022];19:1-7. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/BEPA182/article/view/37324

Edição

Seção

Informe Técnico

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>