Óbitos infantis e fetais na região de Piracicaba, 2010 a 2013

Autores

  • Cecília Guiro Pacheco Vigilância Epidemiológica XX Piracicaba. Centro de Vigilância Epidemiológica.
  • Clelia Maria Sarmento de Souza Aranda Vigilância Epidemiológica XX Piracicaba. Centro de Vigilância Epidemiológica
  • Glaucia Elisa Cruz Perecin Vigilância Epidemiológica XX Piracicaba. Centro de Vigilância Epidemiológica
  • Luciana Cristina Diniz Ferreira de Godoy

Resumo

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Barreto ML, Genser B, Strina A, Teixeira MG, Assis AMO, Rego RF, et al. Effect of city-wide sanitation programme on reduction in rate of childhood diarrhea in northeast Brazil: assessment by two cohort studies. Lancet. 2007; 370(9599):1622-8.

Bezerra Filho JG, Kerr LR, Miná D de L, Barreto ML. Spatial distribution of the infant mortality rate and its principal determinants in the State of Ceara, Brazil, 2000-2002. Cad Saude Publica. 2007; 23(5):1173-85.

Bittar OJN, Mendes JDV, Magalhães A. Rede Hospitalar no Estado de São Paulo: mapear para regular. São Paulo: SES/SP; 2011.

Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Manual de vigilância do óbito infantil e fetal e do Comitê de Prevenção do Óbito Infantil e Fetal. 2. ed. Brasília (DF); 2009.

Gastaud AL, Honer MR, Cunha RV. Infant mortality and its preventability in Mato Grosso do Sul State, Brazil, 2000-2002. Cad Saude Publica. 2008; 24(7):1631-40.

Ferrari RAP. Mortalidade neonatal no município de Londrina - Paraná: características maternas dos recém-nascidos e uso do sistema de saúde, de 2000 a 2009. [Doutorado]. São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo; 2012 [acesso em out. 2014]. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/ disponiveis/7/7141/tde-19042012-080259/ fr.php

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de Indicadores Sociais. Uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro; 2013 [acesso em out. 2014]. Disponível em http:// www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/ condicaodevida/indicadoresminimos/ sinteseindicsociais2013/

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Brasil em Síntese. Taxa de Mortalidade Infantil por mil nascidos vivos – Brasil – 2000 a 2014 [gráfico na internet]. 2013 [acesso em out. 2014]. Disponível em http://brasilemsintese.ibge.gov.br/populacao/ taxas-de-mortalidade-infantil.

Lansky S, França E, Leal MC. Mortes perinatais evitáveis em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, 1999.

Cad Saude Publica. 2002; 18(5):1389-400.

Lawn J, Wilczynska-Ketende DK, Couzens SN. Estimating the causes of 4 million neonatal deaths in the year 2000. Intern J Epidem. 2006; 35:706-18.

Matijasevich A, Victora CG, Barros AJ, Santos IS, Marco PL, Albernaz EP, Barros FC. Widening ethnic disparities in infant mortality in southern Brazil: comparison of 3 birth cohorts. Am J Public Health. 2008; 98 (4):692-698.

RIPSA - Rede Interagencial de Informações para a Saúde. Organização Pan-Americana da Saúde. Ministério da Saúde. Indicadores Básicos para a Saúde no Brasil (IDB): conceitos e aplicações. Brasília; 2008.

Santos IS, Menezes AM, Mota DM, Albernaz EP, Barros AJ, Matijasevich A, Barros FC, Victora CG. Infant mortality in three population-based cohorts in Southern Brazil: trends and differentials. Cad Saude Publica. 2008; 24(Supl 3):S451-460.

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Resolução SS-81. Constitui o Comitê Estadual de Vigilância à Morte Materna e Infantil no âmbito da Coordenadoria de Controle de Doenças. São Paulo; set 2006.

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Resolução SS-59. Normaliza a constituição dos Comitês Regionais de Vigilância à Morte Materna e Infantil, no âmbito dos Departamentos Regionais de Saúde - DRS. São Paulo; jun 2008.

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Grupo Técnico de Avaliação em Informações de Saúde. A redução da mortalidade infantil no Estado de São Paulo. Bol Epidemiol Paul. 2009; 3(69).

Downloads

Publicado

2014-10-31

Como Citar

1.
Guiro Pacheco C, Sarmento de Souza Aranda CM, Cruz Perecin GE, Diniz Ferreira de Godoy LC. Óbitos infantis e fetais na região de Piracicaba, 2010 a 2013. Bepa [Internet]. 31º de outubro de 2014 [citado 1º de dezembro de 2023];11(130):11-22. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/BEPA182/article/view/38198

Edição

Seção

Atualizações