Conjunto alanto-corial no estudo de agentes infecciosos. I - Obtenção experimental da Granulomatose paracoccidióidica (Blastomicose sul-americana) em ovos embrionados
PDF

Como Citar

1.
Monteiro EL, Almeida F, Moura R de A. Conjunto alanto-corial no estudo de agentes infecciosos. I - Obtenção experimental da Granulomatose paracoccidióidica (Blastomicose sul-americana) em ovos embrionados. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 29º de janeiro de 1950 [citado 20º de junho de 2024];10(1-2):57-66. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/33199

Resumo

Com culturas do Paracoccidioides brasiliensis em sua variante cerebriforme consegue-se infectar ovos embrionados. Em poucos dias obtêm-se lesões típicas e constantes. Seja em membrana cório-alantóide ou em folheto alantoideano visceral, as lesões são de caráter francamente granulomatoso. As retroculturas obtidas a partir de lesões na cório-alantóide ou no folheto alantoideano visceral cresceram em 6 dias, quando mantidas a 37°C, e em 7 dias à temperatura ambiente. Ao exame direto de material destas lesões evidencia-se enorme quantidade de Paracoccidioides. Devido ao tipo de lesão obtida em folheto alantoideano visceral e por ser esta membrana muito fina, pode-se observar o fungo tal qual se apresenta nos tubérculos, sem ficar sua morfologia prejudicada por cortes ou artifícios de técnica. O líquido alantóico de ovos inoculados na vesícula alantoideana, injetado em camundongos, por via peritoneal, mostrou ser infectante. Estes camundongos sacrificados após 2 meses, apresentaram enfartamento dos gânglios mesentéricos, onde foram encontradas inúmeras formas típicas do fungo. Nossos estudos abrem campo a novas observações sobre a morfologia apresentada pelo Paracoccidioides brasiliensis nas lesões granulomatosas, permitindo ainda verificação do poder de certas drogas, principalmente quimioterápicos e antibióticos, sobre o agente da blastomicose sul-americana.
https://doi.org/10.53393/rial.1950.10.33199
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1950 Elias Lemos Monteiro, Floriano Almeida, Roberto de Almeida Moura

Downloads

Não há dados estatísticos.