Considerações sobre novo surto epidêmico de leptospiroses na cidade do Recife em 1970
pdf

Como Citar

1.
Corrêa MOA, Hyakutake S, Azevedo R de. Considerações sobre novo surto epidêmico de leptospiroses na cidade do Recife em 1970. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 29º de dezembro de 1972 [citado 21º de junho de 2024];32(1-2):83-7. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/37029

Resumo

Os autores apresentam breve relato do novo surto epidêmico de leptospiroses ocorrido em 1970 entre a população do Recife, conseqüente às enchentes que em julho e agosto assolaram a cidade. Registraram 102 casos dos quais 99 através de provas de soro-aglutinação, um confirmado pela necropsia e dois por hemocultura. A Leptospira icterohaemorrhagiae foi o agente causal em 88 casos, a L. canicola em 6, e a L.grippotyphosa em 5; através de hemoculturas, foram isoladas a Lgrippotyphosa (1 amostra) pela primeira vez no Brasil, e a Licterohaemorrhagiae (8 amostras).

https://doi.org/10.53393/rial.1972.32.37029
pdf

Referências

1. AZEVEDO, R. & CORRÊA, M.O.A. - Considerações em torno da epidemia de leptospiroses na cidade do Recife em 1966. Aspectos epídemiológicos, laboratoriais e clínicos. Rev. Inst. Adolfo Lutz,
28: 85-111,1968.

2. MAGALHAES, M. & VERAS, A. - Aspectos soro lógicos da leptospirose no Recife. Rev. Inst. Med. Trop. São Paulo, 12: 112-114,1970.

3. ORGANISATION MONDIALE DE LA SANTÉ - Problêmes actuels des recherches sur la leptospirose. Rapport d'un Group d'experts de l'OMS. Genêve, O.M.S., 1967. Sér Rapp. Techn. 380.

4. U.S. DEPARTMENT OF HEALTH, EDUCATION AND WELFARE. Public Health Service. Leptospiral serotype distribution ttet. Atlanta, Ga., 1966.
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1972 Marcelo Oswaldo Alvares Corrêa, Saburô Hyakutake, Rinaldo de Azevedo

Downloads

Não há dados estatísticos.