Caracterização biológica do extrato de cerdas de Lonomia descimoni (Lepidópteros, Saturniidae) e eficácia da soroterapia no envenenamento experimental

  • Isabelle Valle dos Anjos Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências
  • Luis Roberto de Camargo Gonçalves Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências
Palavras-chave: Lonomia descimoni, Soro antilonômico, Envenenamento, Saturniidae

Resumo

Nas Américas são descritas ao menos 12 espécies de lagartas dogênero Lonomia. Destas, existem relatos de envenenamentos gravespor contato com lagartas L. obliqua e L. achelous, caracterizados porsíndrome hemorrágica, com coagulopatia de consumo, insuficiênciarenal aguda e, em alguns casos, hemorragia intracraniana e morte.No Brasil, o Instituto Butantan desenvolveu um antiveneno utilizandocomo antígeno o extrato de cerdas de lagartas L. obliqua. No entanto,esse antiveneno tem sido utilizado em outros países da Américado Sul, como Peru, Guiana Francesa, Venezuela e Colômbia, notratamento do envenenamento causado por Lonomia de outrasespécies. Na Colômbia, estudos realizados com as espécies L.orientoandensis e L. casanarensis demonstraram que ambaspossuem toxinas com atividades potencialmente capazes de causaracidentes característicos do lonomismo. Além destas lagartas, a L.descimoni ainda não teve suas toxinas caracterizadas quanto às suas atividades biológicas, ou a sua neutralização pelo soro antilonômicoproduzido no Brasil, sendo este o objetivo desse trabalho. Foramavaliadas as atividades coagulante, fosfolipásica, hialuronidásica edesfibrinogenante, sempre comparando-se com as mesmas atividadespresentes no extrato obtido de lagartas L. obliqua. Foi tambémdeterminado o reconhecimento imunológico e o poder neutralizantedo soro antilonômico. Os resultados demonstraram que o extrato de L. descimoni possui ação coagulante, fosfolipásica e hialuronidásica,porém significantemente menos intensas que as observadas noextrato de L. obliqua. Além disso, o extrato de L. descimoni não possuiatividade fibrinolítica. Quanto à ação desfibrinogenante, o extratode L. descimoni foi capaz de induzir envenenamento experimental (AU...)
Publicado
2021-08-13
Como Citar
1.
Valle dos Anjos I, Roberto de Camargo Gonçalves L. Caracterização biológica do extrato de cerdas de Lonomia descimoni (Lepidópteros, Saturniidae) e eficácia da soroterapia no envenenamento experimental. Bepa [Internet]. 13º de agosto de 2021 [citado 27º de janeiro de 2022];18(211):61-4. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/index.php/BEPA182/article/view/36915
Seção
Resumo