Validação da técnica de contraimunoeletroforese (CIE) para o diagnóstico laboratorial das meningites causadas por Neisseria meningitidis sorogrupos A, B, C e W135 Validation of the counterimmunoelectrophoresis assay for laboratory diagnosis of meningit

Autores

  • Lucila Okuyama Fukasawa Instituto Adolfo Lutz
  • Maristela Marques Salgado Instituto Adolfo Lutz
  • Eneida G. Lemes Marques IICentro de Laboratório Regional de Campinas. Instituto Adolfo Lutz
  • Rachel M.B.P. Fernandes Centro de Controle e Prevenção de Doenças. COVISA. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo
  • Brigina Kemp Centro de Vigilância Epidemiológica. Secretaria Municipal de Saúde de Campinas, SP, Brasil
  • Telma Regina Carvalhanas Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”
  • Lee H. Harrison Faculdade de Saúde Pública e de Medicina. Universidade de Pittsburgh. Pittsburgh, PA, Estados Unidos
  • Cláudio Tavares Sacchi Instituto Adolfo Lutz
  • Grupo de Trabalho das Mening Grupo de Trabalho das Mening

Palavras-chave:

Contraimunoeletroforese, Validação, Diagnóstico Laboratorial, Meningites Bacterianas, Neisseria meningitidis

Resumo

 A contraimunoeletroforese (CIE) é uma técnica amplamente empregada no Brasil para o diagnóstico laboratorial indireto das meningites causadas por Neisseria meningitidis (Men) dos sorogrupos A, B, C e W135 ou Haemophilus influenzae sorotipo b (Hib). O objetivo deste trabalho foi validar a CIE empregando-se 301 amostras de líquido cefalorraquidiano (LCR) e 236 amostras de soro de pacientes com suspeita de meningite bacteriana dos municípios de São Paulo e Campinas no período de 4 de junho de 2007 a 30 de maio de 2009. Em amostras de LCR, a CIE apresentou sensibilidade de 62,7% (42/67) (IC 95%, 50%-74,2%) e especificidade de 88,9% (208/234) (IC 95%, 84,1%-92,6%) para a detecção de Men. Em soro, a sensibilidade foi de 35,3% (6/17) (IC 95%, 14,2%-61,7%) e a especificidade de 90,9% (199/219) (IC 95%, 86,3%- 94,4%) Estes mesmos parâmetros não foram calculados para o componente Hib, devido à indisponibilidade de número significativo de amostras com cultura positiva para esta bactéria. Os resultados demonstraram que a técnica de CIE, embora tenha apresentado alta especificidade, apresentou baixa sensibilidade, especialmente em amostras de soro; assim, o uso da CIE não é recomendado como teste único para o diagnóstico das meningites bacterianas. Portanto, ressalta[1]se a necessidade do emprego de outros testes indiretos com alta sensibilidade e especificidade, como a PCR em tempo real, para a melhoria do diagnóstico e do sistema de vigilância da doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Greenwood BM, Whittle HC, Dominic Rajkovic O. Counter-current immunoelectrophoresis in the diagnosis of meningococcal infections. Lancet. 1971;2(7723):519-21.

Edwards EA. Immunological investigations of meningococcal disease. I. Group-specific Neisseria meningitidis antigens presented in the serum of patients with fulminant meningococcemia. J Immunol. 1971;106(2):314-7.

Coonrod JD, Rytel MW. Determination of aetiology of bacterial meningitis by counter immunoelectrophoresis. Lancet. 1972;1(7761):1154-7.

Hoffman TA, Edwards EA. Group-specific polysaccharide antigen and humoral antibody response in disease due to Neisseria meningitidis. J Infect Dis. 1972;126(6):636-44.

Palhares M, Gelli DS, Almeida MCR, Mellis CEA, Takeda AK, Taunay AE. Pesquisa de polissacarídeos de Neisseria meningitidis do grupo C no líquido cefalorraquidiano por imunoeletroforese cruzada em acetato de celulose. Rev Inst Adolfo Lutz. 1973;33:85-9.

Requejo HIZ. A meningite meningocócica no mundo. São Paulo: Edições Inteligentes; 2004.

Fonseca C, Moraes JC, Barata RB. O livro da meningite, uma doença sob a luz da cidade. São Paulo: Segmento Farma; 2004.

Instituto Adolfo Lutz, Seção de Imunologia, Laboratório de Meningites Bacterianas. Introdução da PCR convencional e em tempo real para o diagnóstico laboratorial das meningites bacterianas no Instituto Adolfo Lutz. BEPA. Bol. Epidemiol. Paul. 2007;4(40):24-7.

Sacchi CT, Fukasawa LO, Gonçalves MG, Salgado MM, Shutt KA, Carvalhanas TR, et al. Incorporation of real-time PCR into routine public health surveillance of culture negative bacterial meningitis in São Paulo, Brazil. PLos One. 2011;6(6):1-8.

Requejo HI, Nascimento CM, Fahrat CK. Comparison of counterimmunoelectrophoresis, latex agglutination and bacterial culture f or the diagnosis of bacterial meningitis using urine, serum and cerebrospinal fluid samples. Braz J Med Biol Res. 1992;25(4):357-67.

Alkmin MGA, Landgraf IM, Vieira MFP, Camargo MCC, Gonçalves MIC. Diagnosis of bacterial meningitis and septicemia by serum counterimmunoelectrophoresis. Braz J Med Biol Res. 1995;28:1065-8.

Pires LA, Reis Filho JB. Contraimunoeletroforese no diagnóstico etiológico das meningitis bacterianas. HU Rev. 1990;17(2):145-67.

Tilton RC, Dias F, Ryan RW. Comparative evaluation of three commercial products and counterimmunoelectrophoresis for the detection of antigens in cerebrospinal fluid. J Clin Microbiol. 1984;20(2):231-4. Validação da técnica de contraimunoeletroforese (CIE) para o diagnóstico laboratorial das meningites causadas por Neisseria meningitidis sorogrupos A, B, C e W135/Fukasawa LO et al. página 20 BEPA 2012;9(102):13-20

Colding H, Lind I. Counterimmunoeletrophoresis in the diagnosis of bacterial meningitis. J Clin Microbiol. 1977;5(4):405-9.

Hoban DJ, Witwicki E, Hammond GW. Bacterial antigen detection in cerebrospinal fluid of patients with meningitis. Diagn Microbiol Infect Dis. 1985;3(5):373-9.

Fukasawa LO, Salgado MM, Gonçalves MG, Custódio AV, Araújo TP, Carvalhanas TRMP, et al. Limitações no uso da técnica de contraimunoeletroforese (CIE) para o diagnóstico das meningites causadas por Haemophilus influenzaetipo b. BEPA. Bol. Epidemiol. Paul. 2010;7(76):4-12. Correspondência/Correspondence to: Lucila Okuyama Fukasawa Av. Dr. Arnaldo, 355, 11° andar CEP: 01246-902 – São Paulo/SP– Brasil Tel.: 55 11 3068-2899 E-mail: lucilaof@gmail.com Recebido em: 17/08/2011 Aprovado em: 25/06/201

Downloads

Publicado

2012-06-29

Como Citar

1.
Okuyama Fukasawa L, Marques Salgado M, G. Lemes Marques E, M.B.P. Fernandes R, Kemp B, Carvalhanas TR, H. Harrison L, Tavares Sacchi C, Grupo de Trabalho das Mening. Validação da técnica de contraimunoeletroforese (CIE) para o diagnóstico laboratorial das meningites causadas por Neisseria meningitidis sorogrupos A, B, C e W135 Validation of the counterimmunoelectrophoresis assay for laboratory diagnosis of meningit. Bepa [Internet]. 29º de junho de 2012 [citado 16º de julho de 2024];9(102):13-20. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/BEPA182/article/view/38350

Edição

Seção

Artigos de pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)