Implantação da rede laboratorial para realização do ensaio de liberação de interferon-gama (IGRA) para detecção de tuberculose latente no Estado de São Paulo: primeiros passos e desafios

Autores

DOI:

https://doi.org/10.57148/bepa.2023.v.20.38785

Palavras-chave:

tuberculose latente, interferon gama, implantação

Resumo

A Tuberculose (TB) continua sendo um grande desafio para a saúde pública mundial e, para um controle eficiente, também é essencial identificar pessoas com tuberculose latente (ILTB). O ensaio de liberação de interferon gama (IGRA), incorporado pelo SUS em 2021, permitirá ampliar o diagnóstico de ILTB, em complemento a prova tuberculínica. Para essa implantação, as coordenações do Programa Estadual e da Rede de Laboratórios de TB/SP iniciaram a identificação de executores do IGRA a partir da rede de laboratórios de TB e/ou CD4, para verificar possíveis barreiras para implantação do teste. Foram avaliadas a infraestrutura laboratorial, disponibilidade de equipamentos, insumos e profissionais para execução do ensaio. Dez laboratórios avaliaram amostras de sangue total com o kit Quantiferon®-TB Gold Plus e relataram sua experiência quanto à logística de amostras, execução do ensaio e liberação de laudos. Para otimizar o exame, a coleta ocorreu em tubos heparinizados (sódio ou lítio). Foi sugerida a logística da rede de laboratórios de CD4, que foi utilizada por 20% dos laboratórios participantes, enquanto que 50% optaram pelo agendamento. Não foram reportadas dificuldades na liberação de laudo. Dois laboratórios avaliaram o número de células T CD4+ prévio e no momento do IGRA, observando diferença em 10% dos pacientes, fator que pode ser relevante na análise do resultado. Ao todo, foram analisadas 383 amostras, 81 (21,1%) reagentes, 297 (77,5%) não reagentes e cinco (1,3%) indeterminados. Foi observada grande variação de positividade (3,6-50,0%) entre os laboratórios, possivelmente devido à população atendida. Apesar dos desafios encontrados, consideramos que a taxa média de positividade (~20%) sugere que a oferta do IGRA na rede pública possibilitará o aumento do diagnóstico de ILTB e melhor controle da TB.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

World Health Organization. Global tuberculosis report 2021. Geneva: World Health Organization; 2021.

Global strategy and targets for tuberculosis prevention, care and control after 2015 (Resolution WHA67.1, Agenda item 12.1) Geneva: World Health Organization; 2014, [acesso em 29 setembro 2022]. Disponível em: http://apps.who.int/gb/ebwha/pdf_files/WHA67/A67_R1-en.pdf).

Harboe M, Oettinger T, Wiker HG, Rosenkrands I, Andersen P. Evidence for occurrence of the ESAT-6 protein in Mycobacterium tuberculosis and virulent Mycobacterium bovis and for its absence in Mycobacterium bovis BCG. Infect Immun. 1996; 64:16-22. DOI: https://doi.org/10.1128/iai.64.1.16-22.1996

Andersen P, Munk ME, Pollock JM, Doherty TM. Specific immune-based diagnosis of tuberculosis. Lancet. 2000; 356:1099-104. DOI: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(00)02742-2

Cho YS, Dobos KM, Prenni J, Yang H, Hess A, Rosenkrands I et al. Deciphering the proteome of the in vivo diagnostic reagent “purified protein derivative” from Mycobacterium tuberculosis. Proteomics. 2012; 12: 979–991. DOI: https://doi.org/10.1002/pmic.201100544

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose. Manual de Recomendações para o Controle da Tuberculose no Brasil. Ministério da Saúde, 2018.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde. Portaria SCTIE/MS nº 50 de 11 de novembro de 2020: Torna pública a decisão de incorporar o teste de liberação de interferon-gama (interferon gamma release assay - IGRA) para detecção de tuberculose latente em pessoas vivendo com HIV, crianças em contato com casos de tuberculose ativa e pacientes candidatos a transplante de células-tronco. [acesso em 01 outubro 2022]. Disponível em:

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sctie/2020/prt0050_13_11_2020.html.

WHO operational handbook on tuberculosis. Module 1. Prevention: tuberculosis preventive treatment. Geneva: World Health Organization; 2020.

Costa AG, Carvalho BKS, Araújo-Pereira M, Ibiapina HNS, Spener-Gomes R, Souza AB et al. Lessons Learned from Implementation ofan Interferon Gamma Release Assay to Screen for Latent Tuberculosis Infection in a Large Multicenter Observational Cohort Study in Brazil. Microbiol Spectr. 2021; Dec 22;9(3):e0116321. DOI: https://doi.org/10.1128/Spectrum.01163-21

Ministério da Saúde. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para manejo da infecção pelo HIV em adultos. Brasília: Ministério da Saúde, 2018. P. 412.

Downloads

Publicado

2023-06-06

Como Citar

1.
Hong MA, Rigato PO, Lindoso AABP, Golim MA, Carmo AMS, Bombonatte AGC, Sartori BGC, Soares CS, Costa PI, Garcia LTB, Aoki FH, Sunada NO, Bertani AMJ, Chimara E. Implantação da rede laboratorial para realização do ensaio de liberação de interferon-gama (IGRA) para detecção de tuberculose latente no Estado de São Paulo: primeiros passos e desafios . Bepa [Internet]. 6º de junho de 2023 [citado 16º de julho de 2024];20:e38785. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/BEPA182/article/view/38785

Edição

Seção

Relato de Experiência

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)