Verificação do método Monter Williams otimizado na determinação de dióxido de enxofre em sucos de frutas, água de coco e cogumelo em conserva
PDF

Palavras-chave

sulfitos
destilação Monier-Williams
sucos de fruta
água de coco
cogumelo em conserva
parâmetros de desempenho

Como Citar

1.
Nagato LAF, Takemoto E, Della Torre JCM, Lichtig J. Verificação do método Monter Williams otimizado na determinação de dióxido de enxofre em sucos de frutas, água de coco e cogumelo em conserva. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 22º de janeiro de 2013 [citado 22º de julho de 2024];72(1):28-40. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/32892

Resumo

Neste estudo foram avaliados os parâmetros analíticos de validação, tais como limite de quantificação (LQ),
faixa de trabalho, linearidade, sensibilidade, seletividade, precisão e exatidão do método oficial Monier-
Williams otimizado na determinação de dióxido de enxofre (SO2). Três amostras de suco de caju, seis de suco
de maracujá, cinco de suco de uva, duas de água de coco e seis de cogumelo em conserva foram adquiridas no comércio. O estudo de recuperação foi realizado em 10 concentrações do padrão de sulfito de sódio na faixa de 5 a 2.675 mg/L e, também, adicionando-se soluções de sulfito de sódio às amostras. A metodologia mostrou-se
eficiente, tendo constatado linearidade na faixa de trabalho de SO2 (7 a 2.675 mg/L), com equação da reta y = 1,0647x – 13,8697 (r2=0,9979), recuperação de 87 a 109 %, LQ de 7 mg/L com DPR de 7 %. Os resultados de recuperação média nas amostras variaram de 81 a 115%. Os teores de SO2 encontrados nas amostras de sucos e
água de coco estavam de acordo com a legislação brasileira. Três marcas de cogumelo em conserva  evelaram teores acima do limite máximo estabelecido de 50 mg/kg.

https://doi.org/10.18241/0073-98552013721539
PDF

Referências

1. Taylor SL, Higley NA, Bush RK. Sulfites in foods: uses, analytical methods, residues, fate, exposure assessment, metabolism, toxicity, and hypersensitivity. In: Chichester CO. Advances in Food Research. Orlando: Academic Press, Inc.; 1986. p. 1-76.

2. Whitaker JR. Enzymes. In: Fennema OR. Food Chemistry. New York: Marcel Dekker; 1996. p. 431-530.

3. Haard NF, Chism GW. Characteristics of edible plant tissues. In: Fennema OR. Food Chemistry. New York: Marcel Dekker; 1996. p. 943-1011.

4. Sayavedra-Soto LA, Montgomery MW. Inhibition of polyphenoloxidase by sulfite. J Food Sci. 1986;51(6):1531-36.

5. Fazio T, Warner CR. A review of sulphites in foods: analytical methodology and reported findings. Food Addit Contam. 1990;7(4):433-54.

6. Sulfur dioxide and sulfites (WHO Food Additives Series 18). [Acesso 2009 abr 10]. Disponível em: [http://www.inchem.org/documents/jecfa/jecmono/v18je14.htm].

7. Walker R. Sulphiting agents on foods: some risks/benefit considerations. Food Addit and Contam. 1985;2(1):5-24.

8. Brasil. Ministério da Saúde. CNS. Resolução nº 4, de 24 de novembro de1988. Aprova a revisão das Tabelas I, III, IV e V referente a aditivos intencionais, bem como os anexos I, II, III e VII, todos do Decreto nº 55.871, de 26/03/1965. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 19 dez 1988. p. 24.716-23.

9. Brasil. Ministério da Saúde. ANVISA. Resolução RDC nº 12, de 10 de janeiro de 2002. Aprova a Extensão de uso do aditivo INS 220, dióxido de enxofre na função de conservador para suco de caju. Diário Oficial[da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 14 jan. 2002. Seção 1, nº 9. p.51.

10. Leclercq C, Molinaro MG, Piccinelli R, Baldini M, Arcella D, Stacchini P. Dietary intake exposure to sulphites in Italy – analytical determination of sulphite-containing foods and their combination into standard meals for adults and children. Food Addit Contam. 2000;17(12):979-89.

11. Machado RMD. Determinação dos níveis de sulfitos em vinhos e em sucos de frutas e estimativa de sua ingestão [tese de doutorado]. Campinas (SP): Universidade Estadual de Campinas; 2007.

12. AOAC. Official methods of analysis of AOAC International. AOAC Official Method 990.28. Sulfites in Foods. Optimized Monier-Williams Method. 18th ed. Gaithersburg (MD); 2006. Chapter 47. Section 47.3.43, p. 29-31.

13. Pizzoferrato L, Quatrucci E, Di Lullo G. Evaluation of an HPLC method for the determination of sulphiting agents in foods. Food Addit and Contam. 1990;7(2):189-95.

14. Kim HJ. Comparison of the ion exclusion chromatographic method with the Monier-Williams method for determination of total sulfite in foods. J Assoc Off Anal Chem. 1989;72(2):266-72.

15. Devries JW, Ge H, Ebert FJ, Magnuson JM, Ogawa MK. Analysis for total sulfite in foods by using rapid distillation followed by redox titration. J Assoc Off Anal Chem. 1986;69(5):827-30.

16. Vahl JM, Converse JE. Ripper procedure for determining sulfur dioxide in wine: collaborative study. J Assoc Off Anal Chem. 1980;63(2):194-9.

17. Beutler HO. A new enzymatic method for determination of sulphite in food. Food Chem. 1984;15:157-64.

18. Pizzoferrato L, Di Lullo G, Quattrucci E. Determination of free, bound and total sulphites in foods by indirect photometry HPLC. Food Chem. 1998;63(2):275-9.

19. Mcfeeters RF, Barish AO. Sulfite analysis of fruits and vegetables by high-performance liquid chromatography (HPLC) with ultraviolet spectrophotometric detection. J Agric Food Chem. 2003;51(6):1513-7.

20. Warner CR, Daniels DH, Fitzgerald MC, Joe FLJr, Diachenko GW. Determination of free and reversibly bound sulphite in foods by reverse-phase, ion-pairing high performance liquid chromatography. Food Addit Contam; 1990;7(5):575-81.

21. Sullivan JJ, Holligworth TA, Wekell MM, Meo VA, Saba HH, Etemad-Moghadam A, et al. Determination of total sulfite in shrimp, potatoes, dried pineapple and white wine by flow injection analysis: collaborative study. J Assoc Off Anal Chem. 1990;73(1):35-42.

22. Ruiz-Capillas C, Jiménez-Colmenero F. Application of flow injection analysis for determining sulphites in food and beverages: a review. Food Chem. 2009;112(2):487-93.

23. Martins PR, Popolim WD, Nagato LAF, Takemoto E, Araki K, Toma HE, et al. Fast and reliable analysis of sulphite in fruit juices using a supramolecular amperometric detector encompassing in flow gas diffusion unit. Food Chem. 2011;127(1):249-55.

24. INMETRO. Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial. Orientação sobre validação de métodos de ensaios químicos. Rio de Janeiro; 2011. Revisão 4, 19 p.DOQ-CGCRE-008.

25. Brasil. Ministério da Saúde. ANVISA. Resolução RE nº 899,de 29 de maio de 2003. Aprova o “Guia para validação de métodos analíticos e bioanalíticos”. [acesso 2011 Fev 25]. Disponível em: [http://e-legis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php].

26. Norma ABNT NBR ISO/IEC 17025. Requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração. Rio de Janeiro: ABNT, 2005. 31p.

27. Yabiku HY, Takahashi MY, Martins MS, Heredia R, Zenebon O. Níveis de conservadores intencionais em sucos naturais de frutas comercializadas no Brasil. Rev Inst Adolfo Lutz. 1987;47(1/2):65-75.

28. Rego ECP. Determinação de 1-Hidroxipireno urinário como indicador da exposição humana a hidrocarbonetos

policíclicos aromáticos [dissertação de doutorado]. Niterói (RJ): Universidade Federal Fluminense; 2007.

29. AOAC. Official methods of analysis of AOAC International. Appendix F: guidelines for standard method performance requirements. 2012. [acesso 2012 Nov 07]. Disponível em: [http://www.eoma.aoac.org/appendices.asp].

30. Bragagnolo N, Silva CA, Taniwaki MH. Avaliação dos teores de dióxido de enxofre e da qualidade microbiológica de cogumenlos em conserva. Rev Inst Adolfo Lutz. 2001; 60(2):103-7

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2013 Letícia Araújo Farah Nagato, Emy Takemoto, Jussara Carvalho Moura Della Torre, Jaim Lichtig

Downloads

Não há dados estatísticos.