Ação da aureomicina sobre a febre experimental em cobaias. Sua atividade, após a adaptação à via parenteral, sobre riquettsia isolada em São Paulo
PDF

Como Citar

1.
Macedo JJ de, Brandão CH, Monteiro EL. Ação da aureomicina sobre a febre experimental em cobaias. Sua atividade, após a adaptação à via parenteral, sobre riquettsia isolada em São Paulo. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 29º de janeiro de 1951 [citado 20º de julho de 2024];11(1-2):159-66. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/33214

Resumo

Nos trabalhos experimentais em que se utilizam cobaias, a administração parenteral dos medicamentos é a via que mais comodidade e segurança oferece. O emprego da aureomicina, por essa via, acarreta certos prejuízos e inconvenientes que a contraindicam. Entretanto, o antibiótico destinado, originariamente, à via enteral, após processo de adaptação feito pelos autores, permitiu tornar a via parenteral perfeitamente utilizável, afastando reações indesejáveis. Empregando dose única ou dose fracionada, foi-lhes possível, assim, mostrar a eficiência preventiva ou curativa da aureomicina adaptada ao uso parenteral, sobre a febre maculosa experimental em cobaias, infectadas com rickettsias isoladas em São Paulo.

https://doi.org/10.53393/rial.1951.11.33214
PDF

Referências

1. ANIGSTEIN,L., D. M. WHlTNEY e J. BENINSON- 1948 - Aureomycin - A new antibiotic with antirickettsial properties: its effects on experimental spotted fever and epidemic typhus. Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 306-317.

2. DRYER, M. S., E. B. SCHOENBACH,E. A. BLISS e C. A. CHANDLER- 1948 - Treatement of experimental infections with aureomycin. Ann. N. Y. Acad. Sci. 51 : 254-266.

3. COLLINS,H. S., T. F. PAINE e M. FINLAND- 1948 - Clinical studies with aureomycin. Ann. N. Y. Sci. 51: 231-240.

4. DOWLING, H. F., M. H. LEPPER, L. K. SWEET e R. L. BRICKHOUSE- 1948 - Studies on serum concentrations in human and prelirninary observations on the treatment of human infections with aureomycin. Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 241-245.

5. HARNED, B. K., R. W. CUNNINGHAM:,M. C. CLARK, R. COSGROVE,C. H. HINE, WM. MCCAULEY, E. STOKEY, R. E. VESSEY, N. N. YUDA e Y. SUBBAROW- 1948 - The pharmacology of duomycin, Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 182-210.

6. LENNETTE, E. H., G. MEIKLEJOHN e H. M. THELEN - 1948 - Treatement of Q fever in man with aureomycin. Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 331-342.

7. SCHOENBACH,E. B., S. BRYER MORTONe PERRIN H. LONG- 1948 - The pharmacology and clinical trial of aureomycin : a preliminary reporto Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 267-279.

8. TOLEDO PIZA, J., J. J. MACEDO,E. LEMOS MONTEIRO,C. H. BRANDÃO e L. P. BARRETO NETO - 1950 - Associação da aureomicina utilizada por via muscular e da cloromicetina por via oral, no tratamento da febre maculosa. Considerações sõbre os resultados obtidos pelo emprêgo da aureomicina purificada para utilização parenteral. Rev. Inst. Adolfo Lutz 10: 35-48.

9. WONG, SAN C. e HERALDR. Cox - 1948 - Action of aureomycin against experimental rickettsial and viral infections. Ann. N. Y. Acad. Sci. 51: 290-305.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1951 J. J. de Macedo, C. Haberbeck Brandão, E. Lemos Monteiro

Downloads

Não há dados estatísticos.