Cálculo da estimativa da incerteza de medição associada ao ensaio de contagem de bactérias heterotróficas em matriz água purificada através da técnica de detecção por fluorescência

Autores

  • Ellen Gameiro Hilinski Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil
  • Fernando Pontes de Lima e Silva Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil
  • Fernanda Fernandes Farias Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil
  • Edilene Afonso Vieira Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil
  • Adriana Aparecida Buzzo Almodovar Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil
  • Terezinha de Jesus Andreoli Pinto Departamento de Farmácia, Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
  • Adriana Bugno Centro de Medicamentos, Cosméticos e Saneantes, Instituto Adolfo Lutz, São Paulo, SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.53393/rial.2020.v79.36023

Palavras-chave:

incerteza, contagem de colônia microbiana, água purificada, detecção por fluorescência

Resumo

A incerteza de medição representa o nível de confiança no resultado. Para a estimativa da incerteza
de medição foi empregado o cálculo do desvio padrão da reprodutibilidade intralaboratorial de 48
ensaios de contagem de bactérias heterotróficas pela técnica da membrana filtrante com detecção
por fluorescência pelo uso de substrato fluorogênico em amostras de água purificada contaminadas
artificialmente entre 10 e 100 UFC/mL. O valor obtido, 1,3 x 10-3 (log10), indica que a técnica utilizada
pode ser uma alternativa para a estimativa da incerteza de medição em ensaios microbiológicos
quantitativos de contagem de bactérias heterotróficas em amostras de água purificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1. Grupo de Trabalho 1 do Comitê Conjunto para
Guias em Metrologia (JCGM). Avaliação de dados
de medição: Guia para incerteza de medição – JCGM
100:2008. Rio de Janeiro: INMETRO; 2008. 126p.
Disponível em: http://www.inmetro.gov.br/noticias/
conteudo/iso_gum_versao_site.pdf

2. Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) -
INMETRO. Exemplos de estimativa de incerteza
de medição em ensaios microbiológicos - DOCCGCRE-
053-00. Rio de Janeiro: INMETRO; 2014. 15p. Disponível em:
http://www.inmetro.gov.br/credenciamento/organismos
/doc_organismos.asp?tOrganismo=CalibEnsaios

3. Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).
Requisitos gerais para competência de laboratórios
de ensaio e calibração - ABNT NBR ISO/IEC
17025:2017. 3.ed. Rio de Janeiro: ABNT; 2017. 32p.

4. Biomérieux. Bioball MultiShot 550. [acesso 2020
Jan 10]. Disponível em: http://bioball.com/wpcontent/
uploads/2019/02/BIOBALL-MultiShot-550-
IFU-2018-09-portugese.pdf

5. Microbiologics. Recommended culture methods for
microorganisms. [acesso 2020 Jan 10]. Disponível em:
https://www.microbiologics.com/core/media/media.
nl?id=563&c=915960&h=7973622f91a75e047f37&_
xt=.pdf

6. Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA.
Farmacopeia Brasileira. 6.ed. v.2. Brasília; 2019.
IF032-00. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.
br/documents/33832/259143/IFA+e+ESP+Pronto.
pdf/1d16f9e9-affc-495b-bb8f-6806c2cef0fe

7. Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de
Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 11, de 13
de março de 2014. Dispõe sobre os requisitos de
Boas Práticas de Funcionamento para os Serviços de
Diálise e dá outras providências. Diário Oficial da
União. Brasília, DF, 14 mar 2014. Seção 1(50):40-2.
Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/
saudelegis/anvisa/2014/rdc0011_13_03_2014.pdf

8. American Public Health Association (APHA).
Standard methods for examination of water and
wastewater. 23th ed. Baltimore: Port City Press; 2017.

9. International Organization for Standardization (ISO).
Microbiology of the food chain — Estimation of measurement
uncertainty for quantitative determinations. ISO 19036:2019.
Geneva: ISO; 2019. 38p.

Downloads

Publicado

2020-06-30

Como Citar

1.
Hilinski EG, Silva FP de L e, Farias FF, Vieira EA, Almodovar AAB, Pinto T de JA, Bugno A. Cálculo da estimativa da incerteza de medição associada ao ensaio de contagem de bactérias heterotróficas em matriz água purificada através da técnica de detecção por fluorescência. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 30º de junho de 2020 [citado 3º de março de 2024];79(1):1-5. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/36023

Edição

Seção

NOTA CIENTÍFICA

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>