Experiências da Rede de Laboratórios do Instituto Adolfo Lutz em época recente (período 1976-1984): subsídios para a elaboração de novas diretrizes para o Sistema Estadual de Laboratórios de Saúde Pública
pdf

Palavras-chave

laboratórios de Saúde Pública
Saúde Pública, planejamento de serviços de saúde

Como Citar

1.
Waldman EA, Miranda JBN. Experiências da Rede de Laboratórios do Instituto Adolfo Lutz em época recente (período 1976-1984): subsídios para a elaboração de novas diretrizes para o Sistema Estadual de Laboratórios de Saúde Pública. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 30º de dezembro de 1986 [citado 20º de julho de 2024];46(1-2):27-43. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/36861

Resumo

Após breve histórico, é apresentada uma avaliação do desempenho da rede de laboratórios regionais do Instituto Adolfo Lutz (IAL) relativa ao período 1976-1984, na qual são abordados aspectos da política implementada durante essa fase, especialmente, o da descentralização da colheita de amostras ao nível de cada centro de saúde e centralização da execução de exames em. laboratórios localizados em municípios-sede de Distrito Sanitário e o da maior integração das atividades da rede de Laboratórios de Saúde Pública às demais instituições do setor saúde e, particularmente,àquelas responsáveis pelo desenvolvimento dos programas e subprogramas de saúde e pela vigilância sanitária e epidemiológica. Após essa análise, é referida a necessidade do estabelecimento de nova política para a rede estadual de laboratórios de saúde pública, particularmente, a partir de 1984, com a apresentação de uma definição mais precisa do sistema de assistência médica primária a ser implantado no Estado de São Paulo. Como subsídio ao debate de tema tão polêmico, é defendida a tese da progressiva municipalização das unidades responsáveis pelo suporte laboratorial da rede básica de assistência médica, com a manutenção, sob a responsabilidade técnica e administrativa do IAL, dos laboratórios regionais de maior porte, que ficariam com a atribuição de oferecer retaguarda laboratorial aos sistemas de vigilânciaepidemiológica e sanitária e referência técnica .aos laboratórios municipais.

https://doi.org/10.53393/rial.1986.46.36861
pdf

Referências

1. BRASIL. Leis, decretos etc. - Lei nº 6.229, de 17 de julho de 1975. In: BRASIL.
Ministério da Saúde - Legislação federal do setor Saúde. 2.a ed. Brasília, Consultoria Juridíca, 1977. v. 1, p. 149-53. Dispõe sobre a organização do Sistema Nacional de Saúde.

2. BRASIL. Leis, decretos etc. - Lei nº 6.259, de 30 de outubro de 1975. In: BRASIL. Ministério da Saúde - Legislação federal do setor Saúde. 2.a ed. Brasília, Consultoria Jurídica, 1977. v. 1, p. 153. Dispõe sobre a organização das ações de Vigilância Epidemiológica, sobre o programa Nacional de Imunizações, estabelece normas relativas à notificação compulsória de doenças, e dá outras providências.

3. BRASIL. Leis, decretos etc. - Portaria n. ° 280/Bsb, de 21 de julho de 1977. Diário Oficial, Brasília, 29 jul. 1977. p. 9741. Institui o Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública.

4. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Ações Básicas da Saúde. Divisão Nacional de Laboratórios de Saúde Pública - Rede de Laboratórios de Saúde Pública: estrutura básica. Brasília, DNLSP /SNABS/MS, 1980. 43 p.

5. CALAZANS, S. - Laboratórios de Saúde Pública; sua criação e desenvolvimento em São Paulo. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 16:85-135, 1956.

6. LEMOS, F.C. - Contribuição à história do Instituto Bacteriológico, 1892-1940. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 14 (nº esp.) :1-161, 19540

7. MACHADO, M.A. & ABREU, L.G.S. - A ocorrência de furcocercárias em planorbídeos capturados no município de Campinas .Rev, Inst. Adolfo Lutz, 15 :235-40, 19550

8. MASCARENHAS, R.S. - Contribuição pera o estudo da administração sanitária em São Paulo. São Paulo, 1949. 565 p, [Tese Livre-doe, - Faculdade de Higiene e Saúde Pública da Universidade de São Paulo].

9. MOURA, S.A.L. - Contribuição do Laboratório Regional de Santos na epidemiologia da esquistossomose mansoni em Santos. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 12 :97-109, 1952.

10. MOURA, S.A.L. - Schistosomose mansoni autóctone em Santos. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 5:279-311, 1945.

11. PIZA, J.T. - Esboço histórico da esquístossomose em São Paulo; Relato de alguns fatos de importância referentes ao seu combate. In: ENCONTRO SOBRE ESQUISTOSSOMOSE, 2.°, São Paulo, 1982. Situação da esquistossomose no Estado de São Paulo: relatório. São Paulo, SUCEN, 1982. Anexo 4, p. 4.

12. SÃO PAULO. Instituto Adolfo Lutz - Relatórios anuais da Divisão de Laboratórios Regionais no período de 1952 a 1984 s.n.t. [Datilogr.l

13. SÃO PAULO. Leis, decretos etc. - Decreto nº 22.339, de 7 de junho de 1984. Diário Oficial, São Paulo, 8 jun. 1984. p. 3. Dispõe sobre a reorganização da Divisão de Laboratórios Regionais do Instituto Adolfo Lutz da Coordenadoria dos Serviços Técnicos Especializados e dá outras providências.

14. SÃO PAULO. Leis, decretos etc. - Decreto nº 27.666, de 8 de março de 1957. Diário Oficial, São Paulo, 9 mar. 1957. p. 6. Determina que os serviços do Instituto Adolfo Lutz sejam prestados pelo Laboratório Central e Laboratórios Regionais, e dá outras providências.

15. SÃO PAULO. Leis, decretos etc. - Decreto nº 52.182, de 16 de julho de 1969. Diário Oficial, São Paulo, 17 jul. 1969. p, 1. Dispõe sobre a organização da Secretaria de Estado da Saúde e dá outras providências.

16. SÃO PAULO. Leis, decretos etc. - Decreto-lei nº 13.789, de 31 de dezembro de 1943. Diário Oficial, São Paulo, p. . Dispõe sobre a transferência da Seção de Bromatologia do Serviço de Policiamento da Alimentação Pública do Interior para o Instituto Adolfo Lutz.

17. SÃO PAULO. Leis, decretos etc, - Resolução SS 15, de 19 de fevereiro de 19,79. Diário Oficial, São Paulo, 20 fev. 1979. p. 25. Dispõe sobre a subordinação de laboratórios localizados em unidades sanitárias da Coordenadoria de Saúde da Comunidade.

18. WALDMAN, E.A. - Diretrizes de uma política para a rede de laboratórios de Saúde Pública do Estado de São Paulo. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 41: 15-21, 1981.
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1986 Eliseu Alves Waldman, José Benício N. Miranda

Downloads

Não há dados estatísticos.