Incidência de reagentes à prova da imunofluorescência indireta para o diagnóstico da toxoplasmose entre escolares do município de Presidente Prudente
pdf

Como Citar

1.
Corrêa MOA, Hyakutake S, Tognoli JF. Incidência de reagentes à prova da imunofluorescência indireta para o diagnóstico da toxoplasmose entre escolares do município de Presidente Prudente. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 29º de dezembro de 1972 [citado 21º de junho de 2024];32(1-2):41-6. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/37022

Resumo

Os autores examinaram amostras de sangue de 338 escolares do município de Presidente Prudente, de 9 a 15 anos de idade, pelo método da imunofluorescência indireta para o diagnóstico da toxoplasmose, encontrando 151 soros reagentes à pesquisa de anticorpos antítoxoplasma (44,7%) ao título igual ou maior do que 1:256. Concluíram que: 1. As incidências de reagentes entre escolares do município de Presidente Prudente e os índios de idade análoga do Alto Xingu praticamente se superpõem (R.G.Baruzzi, 1968). 2. O título mais freqüente foi o de 1:8.000 (37%). 3. A incidência de re agente s foi significativamente maior entre escolares da zona urbana.

https://doi.org/10.53393/rial.1972.32.37022
pdf

Referências

1. BARUZZI, R.G. - Contribuição para o estudo epidemiológico da toxoplasmose. Levantamento sorológico em Índios do Alto Xingu, Brasil Central. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 29/30: 105-139, 1969/70.

2. CAMARGO, M.E. - Estudo comparativo das reações de Sabin-Feldrnan e de imunofluorescência direta para a toxoplasmose,
em 1 000 soros humanos. Comportamento anômalo de alguns soros. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 24: 1-26, 1964.

3. COUTINHO, S.G.; ANDRADE, C.M.; MALVAR, G.S. & FERREIRA, L.F. - Análise comparativa entre as sensibilidades da reação indireta de anticorpos fluorescentes e da reação de Sabin-Feldman na pesquisa de anticorpos séricos para toxoplasmose. Rev, Soe. Bras. Med. Trop; (Rio de Janeiro), 4(5): 314-325, 1970.

4. DEANE, L.M. et alii - Inquérito de toxoplasmose e de tripanossomíases realizado no território do Amapá pela III Bandeira Científica do Centro Acadêmico "Oswaldo Cruz" da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Rev. Med. (São Paulo)J47 (1)i 7-12,1963.

5. GOMES, M.C.O. - Estado atual da toxoplasmose no Brasil. Rev. Soc. Bras. Med; Trop : (Rio de Janeiro), 4(2): 121-128, 1970.

6. JAMRA, L.M.F. - Contribuição para a epidemiologia da toxoplasmose. Inquérito em 100 famílias de uma área da cidade de São Paulo. São Paulo 1964 •.[Tese - Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo].
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1972 Marcelo Oswaldo Alvares Corrêa, Saburô Hyakutake, José Ferreira Tognoli

Downloads

Não há dados estatísticos.