Anticorpos antipolissacarídeo de Neisseria meningitidis grupos A e C, em vacinados e em pacientes com doença meningocócica previamente vacinados ou não
pdf

Palavras-chave

Neisseria meningitidis, sorogrupos A e C
meningite meningocócíca
vacina polissacarídica meningocócica

Como Citar

1.
Takeda AK, Rossi VC, Diniz JM de P, Adelino M das GF, Taunay A. Anticorpos antipolissacarídeo de Neisseria meningitidis grupos A e C, em vacinados e em pacientes com doença meningocócica previamente vacinados ou não. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 30º de dezembro de 1976 [citado 13º de julho de 2024];35(1-2):139-46. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/37085

Resumo

A resposta ao estímulo antigênico e vacina polissaoarídica antimeningocócica foi avaliada pela reação de hemaglutinação passiva em indivíduos de faixas etárias de O a maiores de 21 anos. A vacina polissacarídica A mostrou-se mais imunogênica do que a vacina polissacarídica e. Não foi encontrada reação cruzada entre o polissacarídeo A e e. Na doença meníngocóoíoa, a reação mostrou-se específica para os dois grupos de meningococos, permitindo diagnóstico correto de muitos casos em que falharam as outras provas diagnósticas. Em pacientes vacinados com a vacina antimeningocócica AC, que vieram a ter a doença, a reação de hemaglutinação passiva mostrou-se ineficaz como prova diagnóstica pois a maioria dos pacientes, quando apresentaram títulos hemaglutinantes, estes eram muito baixos, sem
conversão sorológica ou, quando havia conversão, não foi possível averiguar se esta era devida à vacina ou à doença.

https://doi.org/10.53393/rial.1975.35.37085
pdf

Referências

1. CARBONARE, S.B.; TAKEDA, A.K. JORDAO, F.B.M. & TAUNAY, A.E. - Especificidade imunológica dos polissacarídeos extraídos de diferentes grupos de Neisseria meningitidis. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 34: 119-25, 1974.

2. COHEN, R.L. & ARTENSTEIN, M.S. Hemagglutination inhibition for seregrouping of Neisseria meningitidis. Appl. Microbiol., 23: 289-92, 1972.

3. EDWARDS, E.A. & DRISCOLL, W.S. Group-specific hemagglutination test for Neisseria meningitidis antibodies. Proc , Soc. exp. Biol. teea., 126: 876-9, 1967.

4., EICKHOFF, T. C. Sero-epidemiologic studies of meningococcal infection with the indirect hemagglutination test. J. infect, Dis., 123 (5): 519-26, 1971.

5. HAMMOND, B.W.; KINGSBURY, D.T. & WEISS, E. - Modification of meníngocoe cal polysaccharide antigens for use in passive hemagglutination tests. J. Immun., 101: 808-9, 1968.

6. HUNTLEY, B. & REED, D. - A'n indirect hemagglutination test for group B meningococcus. Am. J. Epidem. 86: 142-8, 1967.

7. JONES, D.M. & TOBION, D.M. - Incidence of hemagglutination antibodies to meningococci in North-West England. J. clin. Path., 25: 955-8, 1972.

8. ROSSI, V.C.; DINIZ, J.M.P.; ADELINO, M.G.F.; TAKEDA, A.K.; TAUNAY, A. E. & CANDIO, S. - Resposta humoral aos polissacarídeos obtidos da N. meningitidis dos grupos A e C utilizados na vacinação e revacinação antimeningocócíca. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 37, 1977. [No prelo]

9. SANBORN, W. R. & VEDROS, N. A. - Possibilities of aplication of complement fluorescent antibody test to epidemíology
fixation, indirect hemagglutination and of meningococcal infection. Hlth. Lab. Sei., 3: 311-7, 1966.

10. TAKEDA, A.K. TAUNAY, A. E. SCALABRINI, L.G.P. & CASTRO, I.0. - Anticorpos antipolissacarídeo C de Neisserie meningitidis: detecção através da hemaglutinação passiva em soros de pacientes e de vacinados. Rev. Inst. Adolfo Lutz, 34: 127-33, 1974.
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1976 Augusta Kiyomi Takeda, Vinício Carlos Rossi, José Manoel de Paiva Diniz, Maria das Graças Fernandes Adelino, Augusto Taunay

Downloads

Não há dados estatísticos.