Uso de ultrassom associado ou não ao dicloisocianurato de sódio na sanitização de tomate cereja (Lycopersicon esculentum var. cerasiforme)
PDF

Palavras-chave

ultrassom
sanitização
hortaliças

Como Citar

1.
São José JFB de, Medeiros HS de. Uso de ultrassom associado ou não ao dicloisocianurato de sódio na sanitização de tomate cereja (Lycopersicon esculentum var. cerasiforme). Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 22º de março de 2013 [citado 19º de julho de 2024];72(3):244-8. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/32925

Resumo

A operação de lavagem associada ao uso de soluções sanitizantes é considerada a única etapa na qual pode ser alcançada a redução no número de micro-organismos deterioradores e patogênicos. Nesta pesquisa foi avaliada a aplicação do ultrassom associado ou não ao dicloroisocianurato de sódio na etapa de sanitização de tomates do tipo cereja. O tratamento por ultrassom combinado à solução de dicloisocianurato de sódioe o procedimento com inicial aplicação de ultrassom seguido de imersão em solução do composto clorado, foram os que promoveram as maiores reduções na microbiota inicial de mesófilos aeróbios e coliformes a 35oC. Em todos os tratamentos, não houveram alterações significativas nos valores de sólidos solúveis, pH e acidez titulável (p<0,05). Os tratamentos com ultrassom promoveram 14% de redução na firmeza do tomate cereja não sanitizado. Pelo fato de o ultrassom ser potencial alternativa na sanitização, outras variáveis do tratamento (tempo e frequência aplicada) devem ser estudadas para adequar as condições de processamento que potencializem a inativação de micro-organismos sem causar prejuízos na qualidade final do produto.

https://doi.org/10.18241/0073-98552013721571
PDF

Referências

1. Food and Agricultural Organization –FAO. Country information: Brazil: agriculture sector. 2009. [acessado 2012 maio 21]. Disponível em: [http://www.fao.org].

2. IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Levantamento sistemático da produção agrícola. São Paulo: IBGE, 2003. [acessado 2012 jun 10]. Disponível em: [http://www.sidra.ibge.gov. br/bda/].

3. Zhao Y, Tu K, Tu S, Liu M, Su J, Hou YP. A combination of heat treatment and Pichia guilliermondii prevents cherry tomato spoilage by fungi. J Food Microbiol. 2010;137(1):106-10.

4. Gusmão MTA, Gusmão SAL, Araújo JAC. Produtividade de tomate tipo cereja cultivado em ambiente protegido e em diferentes substratos. Hort Bras.2006;24(2): 431-6.

5. Wang Y, Bao Y, Shen D, Feng W, Yu, T, Zhang J, et al. Biocontrol of Alternaria alternata on cherry tomato fruit by use of marine yeast Rhodosporidium paludigenum. J Food Microbiol. 2008; 123(3):234-9.

6. Lapidot A, Romling U, Yaron S. Biofilm formation and the survival of Salmonella Typhimurium on parsley. J Food Microbiol. 2006;109(2):229-33.

7. Alvaro JE, Moreno S, Dianez F, Santos M, Carrasco G, Urrestarazu M. Effects of peracetic acid disinfectant on the postharvest of some fresh vegetables. J Food Engg. 2009;95(3):11-5.

8. Ruíz-Cruz S, Félix EA, Cinco MD, Osuna MAI, Aguilar GAG. Efficacy of sanitizers in reducing Escherichia coli O157:H7, Salmonella spp. and Listeria monocytogenes populations on fresh-cut carrots. Food Control. 2007; 18(11):1383-90.

9. São José JFB, Vanetti MCD. Effect of ultrasound and commercial sanitizers on natural microbiota and SalmonellaentericaTyphimurium on cherry tomatoes. Food Control. 2012; 24(1-2): 95-9.

10. Gogate PR, Kabadi AM. A review of applications of cavitation in biochemical engineering/biotechnology. Biochem Eng J. 2009; 44(1):60-72.

11. Brasil, Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento. Instrução Normativa n° 62, de 26 de agosto de 2003. Métodos analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para controle de produtos de origem animal e água. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil.

12. AOAC. American Official of Analytical Chemists. Official methods of analysis of AOAC international. 18. ed. Washington, 2005.

13. Cao S, Hu Z, Pang B, Wang H, Xie H, Wu F. Effect of ultrasound treatment on fruit decay and quality maintenance in strawberry after harvest. Food Control. 2010;21(4):529-32.

14. Lu Y, Turley A, Dong X, Wu C. Reduction of Salmonella enterica on grape tomatoes using microwave heating. Int J Food Microbiol. 2011; 145(1): 349-52.

15. Fraeye I, Knockaert G, Van Buggenhout S, Duvetter T, Hendrickx M, Van Loey A. Enzyme infusion prior to thermal/high pressure processing of strawberries: mechanistic insight into firmness evolution. Innov Food Sci Emerg Technol. 2010;11(1):23-31.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2013 Jackline Freitas Brilhante de São José, Hiasmyne Silva de Medeiros

Downloads

Não há dados estatísticos.