Uso de Amostra Controle na avaliação da Reprodutibilidade de Equipamentos Semi-automatizados em Hematologia Laboratorial: Uma proposta de Controle de Qualidade para Laboratórios de Saúde Pública
pdf

Palavras-chave

controle de qualidade
hematologia
amostra controle
equipamentos automáticos

Como Citar

1.
Munhoz MAG, Gushiken EY, Pacheco NR, Campa SB, Kitamura C, Azevedo-Neto RS de. Uso de Amostra Controle na avaliação da Reprodutibilidade de Equipamentos Semi-automatizados em Hematologia Laboratorial: Uma proposta de Controle de Qualidade para Laboratórios de Saúde Pública. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 27º de dezembro de 1991 [citado 21º de junho de 2024];51(1-2):41-5. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/35250

Resumo

A Seção de Hematologia da Divisão de Patologia do Instituto Adolfo Lutz, Laboratório Central utiliza na calibração de seus equipamentos hematológicos semiautomatizados padrões comerciais nacionais e internacionais, padrões preparados pela própria seção, e uma amostra de sangue humano tríada da rotina diária, usada como padrão secundário. A ênfase do presente trabalho é voltada para a utilização dessa amostra como técnica de controle de qualidade em hematologia, mais especificamente para o controle diário da reprodutibilidade de equipamentos semi-automatizados. Esta técnica de amostra controle é aplicada em nossa seção desde 1987, e os resultados obtidos são apresentados em função dos coeficientes de variação encontrados para cada uma das determinações estudadas, e estas relacionadas à técnica manual correspondente através de regressão linear.

https://doi.org/10.53393/rial.1991.51.35250
pdf

Referências

1. BAKER, F. J. & SILVERTON, R. E. – Introduction to medical laboratory technology. 6th ed. London, Butterworths, 1985. p. 320-4.

2. BARNETT, R. N.; GAMBINO, S. R.; AMENTA, J. S.; HOFFMAN, R. G. & SKENDZEL, L. P.- Statistical methods in the clinical laboratory. Chicago, American Society of Clinical Pathologists, 1968. p. 69-70, 82, 86.

3. BAUER, J. D. – Clinical laboratory methods 9th ed. St. Louis, C. V. Mosby, 1982, p. 180-2.

4. BRITTON, C. J. C.; HAYHOE, F. G. J. & TOVEY, G. H. - Disorders of the blood: diagnosis, pathology, treatment, technique. 9th ed. London, J. A. Churchil, 1963. p. 727-8.

5. BUENO, W. A. & DEGREVE, L. - Manual de laboratório fisico-quimica. São Paulo, McGraw- Hill, 1980. p. 10-4.

6. CARVALHO, W. F. – Técnicas médicas de hematologia e imunohematologia. 2ª. ed. Belo Horizonte, Coop. Ed. Culto Médica, 1978. p. 228.

7. DACIE, J. V. & LEWIS, S. M. - Practical haematology. 5th. ed. London, Churchill Livingstone, 1975, p. 58-60.

8. DAVIDSOHN, I. & HENRY, J. B. – Diagnóstico clinico por el laboratório. 6a. ed. Barcelona, Salvat Editores, 1978. p. 122-4, 127-8.

9. DORSEY, D. B .. DIGGS, L. W.: SHANBERGE, J. N. & RIGAL, R. D. - Hematology. Chicago, American Society of Clinical Pathologists, 1968, p. 18-20.

10. EVATT, B. L.; LEWIS, S. M.; LOTHE, F. & McARTHUR, J. R. - Anemia: fundamental diagnostic hematology. Atlanta, CDC; Geneva, WHO,1983. p. 67-70. (CDC Lab Manual).

11. GULATI, G. & HYUN, B. H. - Quality control in hematology. Clin. Lab. Med. 6 (4): 675-88, 1986.

12. HALL, R. & MALIA, R. G. – Medical laboratory haematology. London, Butterworths, 1984. p.191-203.

13. LEWIS, S. M. - El plan internacional de la OMS de evaluacion externa de la calidad en hematologia. Bol. Of Sanit. Panam. 106(5):407-19,1989.

14. LIMA, A. O.; SOARES, J. B.; GRECO, J. B.; GALIZZI, J. & CANÇADO, J. R. – Métodos de laboratório aplicados à clinica: técnica e interpretação. 6ª. ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1985. p. 416-9.

15. MIALE, J. B. - Laboratory medicine hematology. 6th. ed. St. Louis, C. V. Mosby, 1982. p. 370-1, 862-4.

16. MOURA, R. A. A.; et alii - Técnicas de laboratório. 3ª. ed. Rio de Janeiro, Atheneu, 1987. P. 13-4.

17. PLATT, W. R. - Atlas de hematologia en color. Barcelona, Editorial Jims, 1972. p. 33-4, 72-5.

18. RAPHAEL, S. S. - Lynch's medical laboratory technology. 4th. ed. Tokyo, Igaku Shoin/Saunders, 1983. p. 47-8.

19. SONNENWIRTH, A. C. & JARETT, L. - Gradwohl's clinical laborotory methods and diagnosis. 8th. ed. St. Louis, C. V. Mosby, 1980. p. 631-2.

20. STRUFALDI, B. - Obtenção de amostras, espectrofotometria, controle de qualidade. São Paulo, McWill Ed, 1981. p. 100-5.

21. VAN ASSENDELFT, O. W.; HOLTZ, A. H. & LEWIS, S. M. - Recommended method for the determination of the haemoglobin concentration of blood. Geneva, WHO, 1984. p. 1-12. (WHO/LAB/84.1O).

22. WINTROBE, M. M. - Hematologia clinica. 4ª. ed. Buenos Aíres, Inter-Médica, 1979. p. 113-5.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1991 Marcos Antônio Gonçalvez Munhoz, Elena Yoko Gushiken, Nilce Rodrigues Pacheco, Silvana Beatriz Campa, Cecília Kitamura, Raymundo Soares de Azevedo-Neto

Downloads

Não há dados estatísticos.