Estudo microbiológico de queijo tipo minas-frescal de produção artesanal, comercializado na cidade de São José do Rio Preto – SP
pdf

Palavras-chave

Estudo microbiológico
Queijo Minas-Frescal
Produção artesanal

Como Citar

1.
Garcia-Cruz CH, Hoffmann FL, Vinturim TM. Estudo microbiológico de queijo tipo minas-frescal de produção artesanal, comercializado na cidade de São José do Rio Preto – SP. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 30º de dezembro de 1994 [citado 20º de junho de 2024];54(2):78-82. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/35690

Resumo

Onze amostras de queijos Minas-Frescal (100%), sendo sete amostras (63,6%) de queijos tipo Minas-Frescal fabricados artesanalmente, comercializados em bares, mercearias, açougues e supermercados de pequeno e médio portes da cidade de São José do Rio Preto - SP; três amostras de queijos industrializados (27,3%) e uma outra amostra de queijo. (9,1 %) elaborada sob estritas condições higiênico sanitárias, foram submetidas às seguintes análises microbiológicas: enumeração de bactérias aeróbias mesófilas; enumeração de bolores e leveduras; contagem de Staphylococcus aureus; determinação do número mais provável de coliformes totais e fecais; pesquisa de Escherichia coli e pesquisa de Salmonella sp. Os resultados obtidos foram comparados entre si e, de acordo com as legislações Federal e a do Estado de São Paulo, foi constatado que apenas a amostra (9,1 %) elaborada sob estritas condições higiênico-sanitárias poderia ser consumida sem prejuízo à saúde pública.

https://doi.org/10.53393/rial.1994.54.35690
pdf

Referências

1. BEHMER, M.L.A. Tecnologia do leite. 13ª. ed. – São Paulo - Nobel. 1984. p. l55-156.

2. BRASIL. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA. SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA. Métodos analíticos oficiais para controle de produtos de origem animal e seus ingredientes. I. Métodos microbiológicos. Brasília, 1981.

3. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. SECRETARIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Portaria no 001 de 28 de janeiro de 1987. Diário Oficial,
Brasília, 25 de fevereiro de 1987. Aprova padrões microbiológicos para alimentos.
4. CARVALHO, E.P.; GOMES, R.C.; COSTA, L.C.G. Condições microbiológicas de queijo "Minas- Frescal" comercializado em Lavras, MG. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos 5. Viçosa, 1981, p.147.

5. FURLANETTO, S.M.P.; CERQUEIRA-CAMPOS, M.L. e IARA, S.T. Pesquisa de Staphylococcus aureus, Bacillus cereus, Clostridium perfringens e Salmonella em queijo Minas Frescal, vendido em supermercados do município de São Paulo. In:
Congresso Latinoamericano de Microbiologia, 9. Congresso Brasileiro de Microbiologia, 12. São Paulo, 1983, p.144.

6. HOFFMANN, F.L.; GARCIA-CRUZ, C.H. & VINTURIM, T.M. Avaliação das características microbiológicas do leite tipo "C" vendido na região de São José do Rio Preto - SP. Bol. CEPPA 11(2): jul/dez, 1993. (no prelo).

7. MANDIL, A.; MORAIS, V.A.D.; PEREIRA, M.L.; FAGUNDES, J.M.S.; CARMO, L.S.; CORREIA, M.G.; CASTRO,E.P. & GOMEZ,M.J.V.M. Staphylococcus aureus em queijos tipo "Minas". Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, 2(2):233-241, 1982.
8. NASCIMENTO, D.; SABIONI, J.G.; PIMENTA, N. e XANDÓ, S.R. Avaliação microbiológica de queijos tipo Minas-Frescal da cidade de Ouro Preto (MG). Bol. SBCTA, 19(2):120-129, 1985.

9. OLIVEIRA, J.S. Queijo: fundamentos tecnológicos. São Paulo Ed. Icone/Campinas/UNICAMP. 1986. p.l05-114.

10. SANTOS, E.S.; GENIGEORGIS, C. & FAVER, T.B. Prevalence of Staphylococcus aureus raw and pasteurized ,ilk used for commercial manufacturing of brazilian Minas Cheese. J. Food Protection. 44 (3):172-176, 1981.

11. SÂO PAULO (Estado) Decreto no 12.486 de 20 de outubro de 1978. Aprova norma técnicas especiais relativas a alimentos e bebidas. Diário Oficial. v.88, no 200, p.142, São Paulo, 21 de outubro de 1978.

12. SILVA, C.A.M. Avaliação da qualidade rnicrobiológica de queijos tipo Minas-Frescal consumido na cidade do Rio de Janeiro. In: Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia de Alimentos, 4. Rio de Janeiro, 1980, p.202.

13. WILSON, D. Pesquisa de Staphylococcus aureus em leite a ser pasteurizado. Rev. de Saúde Pública, São Paulo, 11(1):1-11,1977.
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1994 Crispin Humberto Garcia-Cruz, Femando Leite Hoffmann, Tania Maria Vinturim

Downloads

Não há dados estatísticos.