Reação de mitsuda e seu antígeno - subsídios para a bibliografia

Autores

  • Jorge Michalany Professor Titular do Departamento de Anatomia Patológica da Escola Paulista de Medicina e Médico da Divisão de Hansenologia do Instituto de Saúde.
  • Nílceo Schwery Michalany Professor Assistente.
  • Valéria Petri Professora Adjunta da Disciplina de Dermatologia. Escola Paulista de Medicina.

DOI:

https://doi.org/10.47878/hi.1983.v8.36143

Palavras-chave:

Reação de Mitsuda, Antígeno de Mitsuda

Resumo

São apresentados alguns subsídios, sobretudo históricos, para a literatura da reação de Mitsuda e de seu antígeno, bem como sobre os resultados e significado dessa extraordinária reação. Apesar dos grandes progressos da moderna imunologia, a reação de Mitsuda constitue ainda o melhor método para o diagnóstico das formas da hanseníase e para o prognóstico da moléstia, tanto em doentes como em indivíduos sadios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1 ALCHORNE, M.M.A. Evolução da hanseníase em 38 enfermos submetidos a reação de Mitsuda há 23 e 35 anos. Valor prognóstico da reação. Recife, 1974. 157p. [Tese — Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco]
2 ALCHORNE, M.M.A.; ROTBERG, A.; MICHALANY, J.; VARGAS, P.O.; CASSIANO, T.P. Prognostic considerations
based on a study of 38 hanseniasis patients submitted to Mitsuda tests 23 to 35 years previously. Hansen. Int., 3 (1) :5-11, 1978.
3 AZULAY, R.D. Lepromino-reação em coletividades indenes de lepra. Bol. Serv. Nac. Lepra., 21 (n.esp.) :353-360,
1962.
4 BARGEHR, P. Künstliche lepraspezifische Allergie and aktive Immunisierung gegen Lepra. Z. Immun.- Forsch., 49:346-353, 1926.
5 BARGEHR, P. Spezifische Hautreacktionen bei Lepra. Z. Immun. Forsch., 49:529-531, 1926.
6 BECHELLI, L.M.; SOUZA, P.R.; QUAGLIATO, R. Correlação entre os resultados da leitura clínica e do exame histopatológico da reação de Mitsuda. Rev. Bras. Leprol., 25(1): 21-58, 1957.
7 CUMMINS, S.L. & WILLIAMS, E.M. Cutaneous sensitivity to acid-fast bacilli in suspension. Brit. Med. J., 1:702-703, 1934.
8 DHARMENDRA. Studies of the lepromin test. 3. Preparation and standardization of lepromin. Lepr. India.,
13:77-88, 1941.
9 DHARMENDRA. Studies of the lepromin test .9. A bacillary antigen standardised by weight. Lepr. India.,
14(4) :122-129, 1942.
10 DHARMENDRA & JAIKARIA, S.S. Studies of lepromin test .2. Results of the test lepromin in health persons
in endemic and non-endemic area. Lepr. India., 18 (1) :40-47, 1941.
11 DUBOIS, A. La réaction de Mitsuda. Bull. Soc. Path. Exot., 29 (6) :649-651, 1936.
12 HAYASHI, F. Mitsuda's skin reaction in leprosy. Int. J. Lepr., 1(1):31-38, 1933.
13 HAYASHI, Y. Skin testing with leprosy bacillus suspensions. Int. J. Lepr., 21(3) :370-372, 1953.
14 LANGEN, C.D. Spezifische Hautreaktionen bei Lepra. Meded. Dienst. Volksgezdh. Nederl.-Indie., 18:113-119,
1929.
15 LOWE, J. & DHARMENDRA. Studies of the lepromin test. 1. A review of the literature and a discussion of
the lines of future work. Lepr. India, 12(4) :121-137, 1940.
16 MARIANI, G. Nuove osservazione sulle reazioni provocate sperimentalmente con materiale lebbroso nell'uomo. G. Ital. Derm. Sif., 66:402-426, 1925.
17 MARIANI, G. Osservazioni sopra una forma speciale di allergia cutanea nella lebbra: lepra tuberculoide sperimentale nell'uomo. Pathologica, 16: 471-477, 1924.
18 MICHALANY, J. Granulomas: 3.0 curso de férias de anatomia patológica. São Paulo, Escola Paulista de Medicina, 1972.
19 MICHALANY, N.S. Histopatologia da reação de Mitsuda em adultos sadios não comunicantes de hansenianos. São Paulo, 1983. 124p. [Tese (mestre em anatomia patológica) — Escola Paulista de Medicina]
20 MITSUDA, K. Lex lépreux maculo-nerveux, d'une part, les tubéreux, d'autre part, se comportent differemment à la suite d'une inoculation d'émulsion de tubercule lépreux. In: CONFÉ-RENCE NTERNATIONALE DE LA LÊPRE, 2., Strasbourg, 1923. Communications et débates. Paris, Baillière et Fils, 1924. p.219-220.
21 MITSUDA, K. On the value of a skin reaction to suspension of leprous nodules. Int. J. Lepr., 21 (3) :347-358, 1953.
22 PETRI, V. Comparação entre as leituras clínica e histológica da reação de Mitsuda em indivíduos sadios não
comunicantes de hansenianos. São Paulo, 1982. [Tese — Escola Paulista de Medicina]
23 QUAGLIATO, R. Interpretação das reações limítrofes ou duvidosas do teste leprominico. Bol. Serv. Nac. Lepr.,
21 (n.esp.) :13-34, 1962.
24 ROTBERG, A. & SOUZA CAMPOS, N. Lepromino-reações em indivíduos sãos em S. Paulo, não comunicantes. Rev. Bras. Leprol., 16(4) :267-275, 1948.
25 SOUZA, P.R. Contribuição ao estudo histopatológico da lepra dimorfa (borderline). Rev. Bras. Leprol., 28 (2) :70-76, 1960.
26 SOUZA, P.R. & BECHELLI, L.M. Correlação entre as reações lepromínica e tuberculínica em crianças de 0 a 4
anos. Rev. Bras. Leprol. , 28(4): 203-210, 1960.
27 SOUZA CAMPOS, N.; LESER, W.; BECHELLI, L.M.; QUAGLIATO, R.; ROTBERG, A. Viragem da lepromino-
reação em função de diferentes estímulos. Influência da idade, nessa viragem, no grupo etário de 6 a 43
meses. Rev. Bras. Leprol., 30(1/2) : 3-20, 1962.
28 VOGEL, W. de apud LOWE, J. & DHARMENDRA. Studies of the lepromin test .1. A review of the literature
and a discussion of the lines of future work. Lepr. India., 12 (4) :121-137, 1940.
29 WADE, H.W. The original publications on the Mitsuda test. Int. J. Lepr., 21(3) :363-364, 1953.
30 WORLD HEALTH ORGANIZATION. Recommended safety requirements for the preparation of lepromin: a
WHO memorandum. Bull. Wld. Hlth. Org., 57(6) :921-923, 1979. Recebido para publicação em julho de 1983; aceito para publicação em agosto de 1983. Hansen. Int.,

Downloads

Publicado

30-11-1983

Como Citar

1.
Michalany J, Michalany NS, Petri V. Reação de mitsuda e seu antígeno - subsídios para a bibliografia. Hansen. Int. [Internet]. 30º de novembro de 1983 [citado 25º de abril de 2024];8(2):140-7. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/hansenologia/article/view/36143

Edição

Seção

Artigos originais