Avaliação do valor calórico de chocolates dietéticos
pdf

Palavras-chave

Valor calõrico dos chocolates, determinação
Chocolates dietéticos
Determinação do valor calórico
Composição centesimal

Como Citar

1.
Abreu RW de, Oliveira IR de, Zenebon O. Avaliação do valor calórico de chocolates dietéticos. Rev Inst Adolfo Lutz [Internet]. 30º de dezembro de 1994 [citado 19º de maio de 2024];54(2):107-9. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/RIAL/article/view/35700

Resumo

Para avaliar o valor calórico de chocolates dietéticos disponíveis no comércio, foram analisados 15 produtos convencionais e 15 dietéticos, através da composição centesimal (protídios, lipídios e glicídios). Os métodos analíticos utilizados estão descritos nas Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. Os valores encontrados variaram de 506 a 549 kcal/lOOg, para os chocolates convencionais, e de 503 a 615 kcal/1OOg, para os dietéticos. Dos resultados obtidos, concluiu-se que o valor calórico de chocolates dietéticos é significativamente superior aos dos chocolates convencionais e o consumidor deve ser alertado para esse fato, pois estes alimentos não são adequados para as pessoas que estão sob regime de emagrecimento.

https://doi.org/10.53393/rial.1994.54.35700
pdf

Referências

1. Brasil - Leis, decretos, etc. Portaria n° 23 de 04.04.1988, da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Diário Oficial, Brasília, 07.04.88. Aprova normas sobre alimentos dietéticos.

2. Brasil - Leis, decretos, etc. Portaria n° 24 de 04.04.1988, da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária - SNVS, do Ministério da Saúde. Diário Oficial, Brasília, 19.10.1989. Aprova normas sobre alimentos dietéticos.

3. Brasil - Leis, decretos, etc. Portaria n° 04 de 24.11.1988, do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde, Diário Oficial, Brasília, 19.12.1988. Seção I pt I p. 24716. Aprova a revisão das tabelas l, m, IV e V referentes à Aditivos Intencionais, bem como anexos 1,II,m,IV e VII, todos do Decreto n" 55871 de 26.03.1965.

4. Brasil- Leis, decretos, etc. Portaria n° 32 de 17.10.1989 da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária de Alimentos - DINAL, da Secretaria Nacional de Vigilância Sanitária - SNVS do Ministério da Saúde. Diário Oficial, Brasília, 19.10.1989. Aprova normas sobre alimentos dietéticos.

5. São Paulo - Instituto Adolfo Lutz - Normas Analíticas do Instituto Adolfo Lutz. v.l: métodos químicos e físicos para análise de alimentos. São Paulo. Imprensa Oficial do Estado, 1985. p.42, 44 e 46.

6. Conseil des Communautés Europeenes. Directive du Conseil du 24 septembre 1990, relative à I' étiquetage nutrionel des denrées alimentaires. Journal Ojjiciel des Communautés Européenes, n? L 276, 6 oct. 1990, p. 40-44(90/496/CEE).

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 1994 Rejane Weissheimer de Abreu, Irani Rodrigues de Oliveira, Odair Zenebon

Downloads

Não há dados estatísticos.