Genética na Hanseníase

Autores

  • BERNARDO BEIGUELMAN Professor Titular e Chefe do Departamento de Genética Médica, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas.

DOI:

https://doi.org/10.47878/hi.1978.v3.36085

Palavras-chave:

Hanseníase, Genética, Dermatóglifos, Polimorfismos genéticos, Aberrações cromossômicas

Resumo

As linhas de pesquisa que foram exploradas para avaliar a importância da constituição genética humana na determinação da resistência e suscetibilidade ao Mycobacterium leprae foram revistas no presente trabalho. O autor faz uma análise critica das investigações sobre recorrência familial da hanseníase, associação familial dos tipos polares de hanseníase, riscos de contágio intrafamilial, distribuição populacional da hanseníase, concordância das manifestações de hanseníase em pares de gêmeos, reação de Mitsuda em famílias e em pares de gêmeos, reação in vitro dos macrófagos do sangue contra o M. leprae morto, genealogias selecionadas, dermatóglifos, associações entre polimorfismos genéticos e hanseníase e aberrações cromossômicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-11-1978

Como Citar

1.
BEIGUELMAN B. Genética na Hanseníase. Hansen. Int. [Internet]. 30º de novembro de 1978 [citado 19º de julho de 2024];3(2):179-93. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/hansenologia/article/view/36085

Edição

Seção

Artigos originais