Estudo comparativo das variantes do método de coloração de micobactérias

Autores

  • Holmes Campanelli COSTA Professor adjunto da disciplina I de Microbiologia da Universidade do Sagrado Coração, Bauru, estado de São Paulo. Biólogo do Hospital Lauro de Souza Lima.
  • Luiz Carlos Duarte de SOUZA Professor assistente da disciplina de Parasitologia da Universidade do Sagrado Coração, Bauru, estado de São Paulo. - Biólogo do Hospital Lauro de Souza Lima.
  • Jussara Pereira MARTINI Bióloga do Hospital Lauro de Souza Lima.
  • Lucilene FERRAZOLI Pesquisadora do Instituto Adolfo Lutz.
  • Maria Conceição MARTINS Pesquisadora do Instituto Adolfo Lutz.
  • Diltor Vladimir Araujo OPROMOLLA Diretor Clinico do Hospital Laura de Souza Lima.
  • Antônio Carlos Del GIUDICE Técnico de Laboratório do Hospital Lauro de Souza Lima.

DOI:

https://doi.org/10.47878/hi.1988.v13.36149

Palavras-chave:

Coloração, Micobactéria, Índice baciloscópico

Resumo

Este artigo tem a intenção de mostrar qual é o melhor método de coloração para micobactérias. As amostras foram coletadas e processadas pelos métodos de Ziehl - Neelsen a quente, Ziehl-Neelsen a frio, Ziehl Gabbet e Ziehl-Neelsen com azul de metileno alcalino. Após microscopia por cinco pessoas diferentes o método selecionado foi o de Ziehl-Neelsen a frio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1 - BIER, O. Bacteriologia e imunologia. São Paulo, Melhoramentos. 22a. Led.. 1982, 1062 p.
2 - BRASIL. Ministério da Saúde. Centro de Documentação do Ministério da Saúde. Manual de normas para o controle da tuberculose, Brasilia, 3a. ed., 1988, 36p.
3 - BRASIL. Ministério da Saúde. Divisão Nacional de Dermatologia Sanitária. Secretaria Nacional de Ações Básicas de Saúde. Gula para o controle de hanseníase. 2a. ed., 1984, 100p.
4 - BRASIL. Ministério da Saúde. Divisão Nacional de Dermatologia Sanitária. Secretaria Nacional de Programas Especiais de Saúde. Normas técnicas e procedimentos para o exame baciloscópico da hanseníase, 1989.
5 - GOODMAN, L.A. On simultaneous confidence for multinomial proportions. Technometrics 712): 247-54, 1965.
6 - GOODMAN, L.A. Simultaneous confidence intervals for contrasts among multinomial populations. Ann. Math. Statists., 35:716-25,1964.
7 - LEIKER, D.L. & McDOUGALL, A.C. Gula técnico, Baciloscopia da hanseníase. Wurzburg, Telmilep, 2a. ed., 1987, 32pgs.
8 - LENNETTE, E.H. Manual de microbiologia clínica., Buenos Aires, Panamericana, 4a. ed. 1985, 1408 pgs.
9 - WORLD HEALTH ORGANIZATION STUDY GROUP. Chemotherapy of leprosy for control programmes. Geneva, 1982. 36p. (Who Technical Report Series 675).

Downloads

Publicado

30-11-1988

Como Citar

1.
COSTA HC, SOUZA LCD de, MARTINI JP, FERRAZOLI L, MARTINS MC, OPROMOLLA DVA, GIUDICE ACD. Estudo comparativo das variantes do método de coloração de micobactérias. Hansen. Int. [Internet]. 30º de novembro de 1988 [citado 4º de março de 2024];13(2):37-41. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/hansenologia/article/view/36149

Edição

Seção

Artigos originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>