Hanseníase: genética ou não genética? Não mais uma questão

Autores

  • Ana Carla Pereira Farmacêutica-Bioquímica, Doutora em Biociências aplicadas à Farmácia, Pesquisador Científica III, ILS L.

DOI:

https://doi.org/10.47878/hi.2010.v35.36218

Resumo

.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

1 Marmor MF (2002) The ophthalmic trials of G. H. A. Hansen. Surv Ophthalmol 47:275–287.
2 Pandya S (1998) Anti-contagionism in leprosy, 1844–1897. Int J Lepr Other Mycobact Dis 66:374–384.
3 Zhang FR, Huang W, Chen SM et al. (2009) Genomewide association study of leprosy. N. Engl. J. Med. 361(27): 2609-2618.

Publicado

30-11-2010

Como Citar

1.
Pereira AC. Hanseníase: genética ou não genética? Não mais uma questão. Hansen. Int. [Internet]. 30º de novembro de 2010 [citado 23º de maio de 2024];35(2):5-6. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/hansenologia/article/view/36218

Edição

Seção

Editorial