Hanseníase tuberculóide em paciente com aids

Autores

  • Régio José Santiago Girão Medico residente do 2º ano do Instituto "Lauro de Souza Lima".
  • Diltor V. A. Opromolla Médico Dermatologista, Hansenologista, Pesquisador Científico VI do Instituto "Lauro de Souza Lima".
  • Cleverson Teixeira Soares Médico Patologista, Doutor em Ginecologia e Obstetrícia, Patologista do Instituto "Lauro de Souza Lima".
  • Marisdalva Viegas Stump Médica Pediatra do Serviço de Assistência Especializada da Secretaria Municipal de Saúde de Bauru.

Palavras-chave:

hanseníase, reação tipo 1, aids, fenômeno de reconstituição imunológica

Resumo

Os autores apresentam o caso de uma criança de 8 anos, portadora de aids por transmissão vertical, que desenvolveu as primeiras manifestações da hanseníase tuberculóide, antes do inicio do tratamento anti-retroviral. As lesões iniciais percebidas eram úlceras de bordas endurecidas, que
cicatrizavam e ulceravam novamente. Nesta época apresentava 0,3 células CD4+. As lesões permaneceram com esta evolução até o momento em que foram realizados os primeiros exames para confirmação do diagnóstico de hanseníase. Nessa ocasião estava fazendo tratamento antiretroviral, apresentava 270 células CD4+. Foi realizada uma biópsia da lesão cutânea. Quando retornou, as úlceras estavam cicatrizadas, podendo se notar mais nitidamente o aspecto sarcoídico das lesões. A reação de Mitsuda foi de 8,5mm, havia hipoestesia em perna esquerda, e o
diagnóstico de hanseníase foi definido, principalmente através da imunoistoquímica anti-proteína S100, que demonstrou fragmentos de ramos nervosos no interior dos granulomas. A incidência da hanseníase não aumentou com o advento da aids e também não há modificações na apresentação clínica, nem na resposta à terapêutica nos casos de hanseníase associado a aids. Também não observamos neste paciente o desenvolvimento da reação tipo 1, como resultado da reconstituição

Referências

1 Andrade V, Alves TM, Avelleira JCR, Bayona M. Prevalência de HIV 1 em pacientes de hanseníase no Rio de Janeiro, Brasil. Hansen int 1996; 21(11:22-33.
2 Belliappa AD, Bhat RM, Martins I. Leprosy in type I reaction and diabetes mellitus in a patient with HIV Infection. Int j dermatol 2002; 41:694-695.
3 Blum L, Flageul B, Sow S, Launois P, Vignon-Pennamen M, Coll A, Milian J. Leprosy reversal reaction in HIV positive patients. Int j lepr 1993; 61:214-217
4 Couppté P, Abel 5, Voinchet H, Roussel M, Hélénon R, Huerre M et al. Immune reconstitution inflammatory syndrome associated with HIV and leprosy. Arch dermatol 2004; 140:997-1000.
5 F a y e O , M a h e A , l ame t P , H u e r r e M , B o b i n P . E t u d e anatomopathologique de 5 cas de lepre chez dês sujets séropositifs pour lê vírus de I´immunodéficience humaine (VIM. Acta leprol 1996; 10(2):93-96.
6 Lawn SD, Wood C, Lockwood DN. Borderline Tuberculoid leprosy: an immune reconstitution phenomenon in a human immunodeficiency-virus
infected person. Clin infect dis 2003; Jan 36(1):5-6.
7 Lucas S. Human immunodefiency virus and leprosy. Lepr rev. 1993, 64:97-103.
8 Moreno-Gimenez IC, Valverdet F, Logronos C, Rubio F L, Lepromatous Leprosy in an HIV-positive patient in Spain. European acari dermatol venereal 2000, 14:290-292.
9 Naafs B. Hanseníase e HIV: uma análise. Hansen int 2000; 25111:63-66.
10 Opromolla DVA, Tonello CIS, Fleury RN. Hanseníase dimorfa e infecção pelo HIV (aids). Hansen int 2000; 25(1):54-59.
11 Opromolla DVA, Ura 5, Fleury RN, Daher FC, Pagung R. Reação hansênica tipo I úlcerada. Hansen ín11998, 23(1,2):5-13.
12 Pereira Jr AC, Caneschi JR, Azu lay MM, Trope BM, Ave B, Carneiro SCS, Azulay RD. O estudo da resposta imune em pacientes com infecção pelo vírus da imunorleficiência humana (HIV) em relação ao antígeno de Mitsurla. An bras dermatol 1992; 67(3):97-102.
1 3 L ima L S , C amp o s NS . L e p r i d e s t u b e r c u l o í d e s r e a c i o n a i s . I n : . L e p r a T u b e r c u l ó d e . S ã o P au l o : R e n a s c e n ç a ; 1 9 4 7 . p.173-215.
14 Vreeburg AEM. Cl inical observat ions on leprosy pat ient wih HIV 1- infection in Zâmbia. Lepr rev 1992; 63:134-140.

Downloads

Publicado

30-11-2004

Como Citar

1.
Girão RJS, Opromolla DVA, Soares CT, Stump MV. Hanseníase tuberculóide em paciente com aids. Hansen. Int. [Internet]. 30º de novembro de 2004 [citado 1º de dezembro de 2022];29(2):137-40. Disponível em: https://periodicos.saude.sp.gov.br/hansenologia/article/view/36385

Edição

Seção

Seção anátomo-clínica

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>